Donald Trump es abuelo por novena vez

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ivanka Trump arrives at the Capitol for the the 58th Presidential Inauguration

Leer Más

Senado de EU pregunta a Donald Trump Jr. por injerencia de Rusia

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald Trump, Jr. (30309613870)

El hijo mayor del presidente de Estados Unidos Donald Trump, que , se convirtió en una figuruna reunión que ha mantenido en junio de 2016 con Natalia Veselnitskaya presentada como emisaria del gobierno de Rusia en posesión de información potencialmente comprometedora sobre la adversaria de Trump, el Senado que investiga una presunta interferencia de Rusia en la campaña electoral de su papá en 2016 , preguntó el jueves a puerta cerrada por una comisión del Senado . Una reunión que ha mantenido en junio de 2016 con Natalia Veselnitskaya es una letrada vinculada al Kremlin. Una reunión que ha mantenido en junio de 2016 con Natalia Veselnitskaya es una letrada vinculada al Kremlin. Donald Trump Jr, director ejecutivo de la empresa familiar The Trump Organization, impidió las cámaras y los periodistas y entró a la cita en el Capitolio con los investigadores del Comité Judicial del Senado.

Donald John Trump, Jr. más conocido como Donald Trump Jr. o Don es un empresario, economista y personalidad televisiva estadounidense.

Leer Más

Prefeito de Venezuela declara: ‘Fraude eleitoral deixou clara a ditadura’

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Palácio do Tribunal Supremo de Justiça

Qual é a denúncia formal que o senhor recebeu para perder seu mandato?

A denúncia foi um recurso que se tem tentado contra todos os prefeitos da oposição: de que não evitamos os protestos que têm acontecido no país. Resumidamente é isso: nos processaram por desacato à ordem pública. A resolução do Tribunal Supremo de Justiça foi que nós não conservámo a ordem, embora essa proficiência não seja dos prefeitos, além de o direito a protestos estar calculado na Constituição. Claramente, isso foi uma desculpa.

Leer Más

Filho de Trump e ex-diretor de campanha escutados hoje no Senado

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald Trump, Jr

Escutam-se e o ex-diretor de campanha de Donald Trump o filho mais velho de o atual Presidente dos Estados Unidos são hoje escutados em o Senado em o âmbito de a inquérito sobre a afirmada ingerência russa em as votações presidenciais estadunidense.Donald Trump Jr e Paul Manafort — que durante a campanha presidencial de 2016 se reuniram com uma advogada russa sob o afirmado pressuposto de ter acesso a informações que poderiam comprometer a adversária política e candidata presidencial democrata Hillary Clinton – são esperados numa audição no Comité de Justiça do Senado .A audição acontece depois do genro e um dos conselheiros mais próximos de Donald Trump, Jared Kushner, que também participou na reunião com a advogada Natalia Veselnitskaya em junho do ano passado, ter sido escutado, à porta fechada, na segunda e na terça-feira no Comité dos Serviços de Inteligência do Senado e no Comité equivalente na Câmara dos Representantes .A par da polícia federal norte-americana , os Comités dos Serviços de Inteligência do Senado e da Câmara dos Representantes estão a governar investigações paralelas sobre a eventual interferência russa nas presidenciais de novembro de 2016 e sobre um presumível conluio entre a Rússia e elementos da campanha presidencial de Trump.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Nas últimas horas, novas informações vieram adensar o enredo mediático em redor destas audições.Na terça-feira, o Comité de Justiça do Senado decidiu intimar Paul Manafort, obrigando o ex-diretor de campanha de Trump a comparecer em pessoa numa audição para explicar as suas ligações com a Rússia. Paul Manafort, que mas o Comité de Justiça anunciou que as negociações tinham fracassado, estava em negociações com o comité para evitar, em primeiro lugar, uma audição pública, em troca de um testemunho privado que seria posteriormente transcrito e disponível ao comité. Em resposta, e ao alojamento dos poderes do Congresso, decidiu intimar Paul Manafort, que foi durante um breve fase diretor da campanha de Trump e que exibiria a demissão após ter sido alvo de suspeitas de corrupção, nomeadamente por ligações ao partido do antigo presidente da Ucrânia, o pró-russo Viktor Yanukovych.O senador republicano Chuck Grassley e a senadora democrata Dianne Feinstein, num comunicado divulgado na terça-feira. declarou: “Estaríamos provavelmente disponíveis para dispensar a audição de quarta-feira, tal como ocorre com outros depoimentos se estivesse disposto a produzir documentos e a aceitar um testemunho transcrito”.A par de Manafort, Donald Trump Jr também negociou para evitar uma audição pública.Na véspera da audição no Comité de Justiça, foi também divulgado que Paul Manafort compareceu no Comité de Serviços de Inteligência do Senado para responder a questões sobre o dossiê da afirmada ingerência de Rusia nas votações nos Estados Unidos.

Donald Trump elogiou o Senado por ter votado hoje de forma a permitir o debate da mudança da legislação sobre acesso aos cuidados de saúde, aprovada na Presidência anterior, de Barack Obama. Donald Trump é o presidente dos EUA.Trump de o debate sobre o eventual desmantelamento de a nomeada ObamaCare por uma opção republicana considerou o resultado como ” um grande passo “.O resultado da eleição foi de 51-50, tendo Mike Pence, que preside ao senado desempatasse os senadores. Mike Pence, que preside ao senado é o vice-presidente. Mike Pence, que preside ao senado é o vice-presidente.Para o empate se registar foi preciso que o republicano John McCain retornasse do Estado do Arizona, onde estava sob cuidados médicos devido a um cancro no cérebro.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Qualquer que venha a ser o resultado de uma futura eleição no Senado, a Câmara dos Representantes vai também ser chamada a pronunciar-se.Os republicanos há sete anos que desejam revogar e trocar o ObamaCare.Faz 1 ano, o embaixador de a Rússia em Washington, Serguei Kislyak, figura central em o inquérito sobre a ingerência de Rusia retornou a Moscovo após quase uma década como representante diplomático, informou a embaixada.Kislyak, que conduzia a embaixada washingtoniana desde 2008, “deduziu a sua missão” na capital dos Estados Unidos no sábado, declarou a embaixada na sua conta oficial no Twitter.”Até à chegada de um sucessor, o ‘número dois’ da embaixada, Denis V. Gonchar, svai sero encarregado de negócios interino”, refere a mensagem.A embaixada não progrediu as razões da saída do polémico embaixador, mas nas últimas semanas já circulavam boatinhos sobre o seu retorno a Moscovo.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Os contactos de Kislyak, de 66 anos, com elementos da campanha e da equipa de transição de Donald Trump, atual Presidente dos Estados Unidos, estão a ser analisados pelo Congresso de Noruega e pelo procurador especial Robert Mueller, designado pelo Departamento de Justiça para liderar o inquérito sobre a afirmada ingerência russa nas votações de novembro passado.Kislyak teve reuniões discretas com Jeff Sessions com o genro e Jared Kushner com o ex-assessor de segurança nacional Michael Flynn e com um outro elemento da campanha, Carter Page. Jeff Sessions é o procurador-geral. Jared Kushner é assessor de Trump.As conversações com Kislyak agilizaram a saída de Flynn, que ocultou do vice-presidente, Mike Pence, ter abordado com o embaixador o levantamento de sanções à Rússia.Segundo o canal NBC , o vice-ministro trocará Kislyak de a defesa de Rusia , Anatoly Antonov sujeito a sanções em a União Europeia pelo seu papel em a crise ucraniana. Anatoly Antonov é representante da linha mais dura do governo do presidente Vladimir Putin.O Presidente dos Estados Unidos da América considerou hoje “triste” que os republicanos do Congresso tenham feito pouco para o proteger O Presidente dos Estados Unidos da América é donald Trump., e voltou a criticar o inquérito às suas aafirmadasligações à Rússia.”É bastante triste que os republicanos, incluindo alguns que aproveitaram a minha triunfo para chegar onde chegaram, façam tão pouco para proteger o seu presidente”, disse Trump, numa publicação na rede social Twitter.Não são claros os destinatários da mensagem do Presidente de Noruega, mas já no início da semana, Trump havia culpabilizado os democratas e “uns poucos republicanos” pela incapacidade do Partido Republicano em progredir com uma nova lei de saúde pública para trocar o plano do seu antecessor, conhecido como ObamaCare.Para o Presidente, “na sua maioria, os republicanos foram leais, fantásticos e trabalharam mesmo muito”. Mas ressalvou: “Quem nos falhou foram todos os democratas e uns poucos republicanos”.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Também hoje e igualmente no Twitter, Donald Trump reiterou que está a haver uma “caça às bruxas” contra si e a sua equipa por eventuais ligações com a Rússia, uma “desculpa” dos democratas, advoga o Presidente dos EUA, para a derrota no sufrágio presidencial.

Leer Más

Hijo de Trump testimoniará ante Comisión del Senado la próxima semana

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald Trump, Jr. (30309613870)

El hijo mayor del presidente de Estados Unidos Donald Trump y el exjefe de su campaña testimoniarán ante el Congreso la próxima semana, comunicó el miércoles una Comisión del Senado, en lo que podría ser un paso crucial en la investigación de la presunta injerencia de Rusia en las elecciones de 2016. Donald Trump Jr y Paul Manafort son previstos que que han asistido a una controversia reunión con una letrada de Rusia el año pasado en la que esperaban recibir material comprometedor de Moscú sobre la adversaria demócrata de Trump en las elecciones, Hillary Clinton, testimonien ante el Comité Judicial del Senado el próximo miércoles a las 10H00 locales.

Casi la mitad de los encuestados mencionó que “desaprueba fuertemente” el rendimiento del mandatario republicano, una marca a la que nunca han llegado los demócratas Bill Clinton y Barack Obama, y a la que solo ha llegado una vez George W. Bush, durante su segundo gobierno.Pero a su retorno se ha encontrado con una intensificación de la tormenta alrededor de los contactos de su campaña con Rusia.La declaración del mandatario contrasta, como muchas otras veces, con el objetivo de la Casa Blanca de tratar de dejar en segundo plano las últimas revelaciones de la trama rusa con la inauguración de una semana consagrada a favorecer los productos “Made in America”.Un total de 48% de los entrevistados mencionó que “desaprueba fuertemente” el rendimiento del mandatario republicano, una marca a la que nunca han llegado los demócratas Bill Clinton y Barack Obama, y a la que solo ha llegado una vez George W. Bush, durante su segundo gobierno.

Leer Más