Depois de vilão, Caio Paduan vai ser o mocinho Bruno em ‘O outro lado do paraíso’

Por: SentiLecto

Depois do abominável Alex em “Rock story”, Caio Paduan vai ser o mocinho Bruno de “O outro lado do paraíso”. Na próxima novela das nove, de Walcyr Carrasco, Bruno é filho de Nádia e Gustavo, que boa personalidade, ele se apaixona por Raquel e deverá enfrentar o preconceito dos pais, que, preconceituosos, são radicalmente contra a relação dos dois, e irmão de Diego .

Leer Más

Nocentini culpa Alarcón, espanhol declara que foi sem desejar

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Gustavo César Veloso EB05

Depois da quinta etapa, que concluiu no Santuário de Santa Luzia e que foi conquistada por Gustavo Veloso, Alarcón lidera a geral da Volta a Portugal com 25 segundos de benefício sobre Nocentini camisola amarela da 79. Nocentini é raúl Alarcón .ª Volta a Portugal em bicicleta, explicou que foi sem intenção que encostou o de Italia Rinaldo Nocentini contra os obstáculos, no final da quinta etapa.”Houve um problema com o Alarcón no final. Empurrou-me contra os obstáculos na viragem. Ele declarou-me que a bicicleta escapou… Não sei o que ocorreu. Só declaro que me atirou contra as grades e eu não pude passar”, declarou o segundo classificado da geral, ainda a quente, na chegada a Santa Luzia .Questionado sobre o encosto a Nocentini, o camisola amarela garantiu que não empurrou o seu vice da geral. “Na curva, tive de abrir um pouco mais. Não foi com má intenção. Como a trajetória foi mais larga até perdi a roda do Gustavo [Veloso]”, explicou o espanhol da W52-FC Porto.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Depois da quinta etapa, que concluiu no Santuário de Santa Luzia e que foi conquistada por Veloso, Alarcón lidera a geral com 25 segundos de benefício sobre Nocentini, com Amaro Antunes a ser o terceiro, a 29.AMG // NFO

Ciclista da W52-FC Porto descobriu este domingo o que é vencer por si próprio, deixando para trás, no empedrado de Castelo Branco, o estatuto de eterno segundo, numa segunda etapa da Volta a Portugal em bicicleta marcada pelas quedas.À terceira foi mesmo de vez para o algarvio, de 31 anos, que depois de ter sido segundo em Castelo Branco nas últimas duas edições , viu o ‘photo finish’ confirmar aquilo que mais queria: a sua primeira triunfo na prova rainha do ciclismo português.”É uma sensação nova ser eu a vencer, porque já levo sete triunfos na geral da Volta a trabalhar para a equipa [com David Blanco, Ricardo Mestre, Alejandro Marque, Gustavo Veloso e Rui Vinhas]. A nível pessoal faltava-me este triunfo. Isto é, declaremos, a cereja em cima do bolo”, confessou o trabalhador mais bem-sucedido do pelotão nacional, que assim que cortou a meta, com o tempo de 05:38.16 horas, chorou como um menino, abraçado ao camisola amarela Raúl Alarcón.Ma vez que duas quedas nos últimos dois quilómetros fracionaram o pelotão, o líder da geral foi mesmo um dos únicos que chegou à meta no grupo de Caldeira, que bateu por milímetros o italiano Antonino Parrinello , ue arrastaram, entre outros, Edgar Pinto , o mais magoado, e Alejandro Marque , que se resgatou com somente uns arranhões.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.No último punhado de anos, Castelo Branco conquistou, por mérito próprio, a celebridade de chegada mais escaldante de todas as etapas da Volta a Portugal e hoje não foi diferente, até porque os quase 215 quilómetros da tirada mais longa desta edição começaram a ser contados em Reguengos de Monsaraz.No retorno do Alentejo profundo, ausente há oito anos, ao traçado da prova, as aumentadas temperaturas não inibiram dez corredores de saltarem para a frente de corrida logo ao quilómetro dois.A Pablo Guerrero e João Matias , os dois representantes das equipas nacionais, uniram-se Roy Goldstein Pello Olaberria Roy Goldstein é marco Molteni . , e José Gutierrez , com os dez, sob o olhar atencioso da W52-FC Porto, a conseguirem um benefício que rondou os cinco minutos.Com a temperatura a superar os 40 graus no asfalto, o pelotão ‘adormeceu’ até à passagem pela Serra de S. Miguel, a subida que condenou a fescapadado dia. Sucessivamente mais pequena, a fuga, que a 15 quilómetros de meta era alimentada somente por Samuel, Di Sante e Lindenburg, acabou definitivamente a cerca de 3.000 metros da chegada, quando a ‘trituradora’ máquina ‘azul e branca’ mandou para a frente do pelotão, nada mais, nada menos, do que Gustavo Veloso e Amaro Antunes.Poucos metros depois de a escapada ser invalidada, uma queda, na qual estiveram envolvidos Rui Vinhas e Ricardo Mestre, os últimos dois portugueses a vencer a Volta a Portugal, e João Benta , provocou um corte e deixou isolado na frente um grupo de somente 13 corredores, entre os quais estavam o camisola amarela Raúl Alarcón, o terceiro classificado Domingos Gonçalves , o líder da montanha, César Fonte, Veloso e Antunes.Mas os percalços não acabaram aí: numa escapatória não sinalizada, numa rotunda, meio grupo seguiu pelo lado errado, e, logo depois, no labiríntico serpentear empedrado, Edgar Pinto caiu e derrubou Marque, o segundo da geral, que cortou a meta atrasado, mas com o mesmo tempo de Alarcón.Por terem ocorrido nos últimos três quilómetros, as quedas não influíram a classificação geral, que continua a ser comandada pelo espanhol, que na segunda-feira partirá para a terceira etapa com seis segundos de benefício sobre o ganhador da Volta2013 e 15 sobre Domingos Gonçalves. A terceira etapa é uma ligação de 162,1 quilómetros entre Figueira de Castelo Rodrigo e Bragança.O FC Porto continua a preparar a estreia na edição 2017/18 da I LigaO FC Porto voltou a treinar esta segunda-feira no Olival, em mais uma sessão de preparação para o encontro de quarta-feira, diante do Estoril, a contar para a jornada inaugural do campeonato.No treino desta manhã, que iniciou meia hora mais tarde – os jogadores dos dragões começaram o preparo no ginásio -, Sérgio Conceição não pôde contar com os contributos de Rui Pedro, Soares e Rafa. Os três futebolistas não treinaram por questões físicas, que ficarão elucidadas quando o FC Porto arremessar o boletim clínico, ainda na tarde desta segunda-feira.Além do trio já indicado, Mikel e Diogo Dalot também não participaram na sessão de trabalho. Os culpados autorizaram o jogador nigeriano de o clube azul e branco a falhar o treino de esta manhã para resolver as questões relacionadas com a transferência para os turcos de o Bursaspor nossas newsletters , pode subscrever gratuitamente, enquanto o jovem lateral de Portugal treinou com a equipa B. Agora as e receber o melhor de a atualidade com a característica O Jogo.Na terça-feira, pelas 12h30, Sérgio Conceição vai fazer a antevisão do jogo com o Estoril, encontro que vai marcar a estreia do FC Porto em competições oficiais na temporada 2017/18.A PSP fechou hoje, pelas 15:30, o tráfego na Avenida Combatentes da Grande Guerra, em Viana do Castelo, por causa de uma mala “suspeita”, abandonada junto à Caixa Geral de Depósitos , ddeclarouo 2.º comandante da PSP local.Em declarações à Lusa, Raul Curva explicou que a PSP de Viana do Castelo econcluiua Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, bem como parte da rua pedonal Manuel Espregueira, que é uma lateral àquela avenida principal.O alerta da mala suspeita foi feito às autoridades pelas 13:30, dando conta de que estava abandonada junto ao econstruçãoda CGD de Viana do Castelo.A mesma fonte da PSP adiantou que se está a aguardar pela chegada de uma equipa de intervenção de engenhos explosivos do Porto.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.A Avenida dos Combatentes da Grande Guerra de Viana do Castelo é uma das zonas com vários estabelecimentos comerciais, restauração, bancos e companhias e nesta altura época alta do ano enche de turistas e emigrantes de férias que desejam participar na Festa da Nossa Senhora da Agonia.

Leer Más

Vítor Oliveira chama cinco reforços para a estreia na I Liga

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Cores do Time

O treinador do Portimonense integrou este domingo cinco reforços na convocatória de 18 jogadores para a receção de segunda-feira ao Boavista, em jogo da primeira jornada da I Liga.Os defesas Felipe Macedo, Ruben Fernandes, Inácio e Lumor e o extremo Wellington, que chegaram neste verão ao clube de Algeria, são os principais destaques da lista de convidados de Vítor Oliveira.O defesa Jadson, o médio Marcel e os avançados Pires e Stanley estão impedidos de dar o seu contributo no primeiro jogo oficial da temporada, todos por lesão, enquanto Carlos, Hackman, Sarpong, Gustavo e Rui Costa ficaram de fora, por alternativa do treinador. O jogo entre Portimonense, que agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo, e Boavista, marcado para segunda-feira, no Estádio Municipal de Portimão, às 17:00, vai ser apitado pelo ade AlgeriaNuno Almeida. Lista dos 18 convidados:- Guarda-redes: Ricardo Ferreira e Léo.- Defesas: Ricardo Pessoa, Lucas, Rúben Fernandes, Felipe Macedo, Inácio e Lumor.- Médios: Pedro Sá, Ewerton, Paulinho, Dener, Chidera e Theo Ryuki.- Avançados: Wellington, Fabrício, Tabata e Manafá.

Campeonato da II Liga arranca este domingo, na Covilhã. Acompanhe o desenrolar do marcador em todas as partidas.Domingo, 6 de agosto11:15Covilhã-Sporting B, 0-0Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.16:00Famalicão-AroucaFC Porto B-Gil VicenteReal Madrid-LeixõesAcadémico de Viseu-AcadémicaCova da Piedade-Santa ClaraBraga B-União da MadeiraNacional-Penafiel17:00Varzim-Vitória de Guimarães BTerça-feira, 8 de agosto19:00UD Oliveirense-Benfica BTreinador do Portimonense destacou a prioridade de conseguir um bom resultado na receção ao Boavista.O treinador do Portimonense destacou a prioridade de conseguir um bom resultado na receção ao Boavista, na segunda-feira, no retorno da equipa algarvia à I Liga de futebol. “Desejamo jogar bem, mas desejamo, fundamentalmente, fazer um bom resultado. O mais importante para nós é o resultado. Isto faz-se com pontos e nós precisamos de pontos desde o começo”, referiu Vítor Oliveira, na conferência de jornalismo de antevisão da partida da primeira jornada da prova.O técnico adicionou que a equipa deseja exibi característica no seu futebol, mas que “todos os pontos são fundamentais” para que os algarvios possam conseguir os seus objetivos, que passam pela manutenção. “Esperançaremos em fazer um bom jogo, exibi uma boa característica de jogo, mas fundamentalmente direcionados para um bom resultado”, reforçou Vítor Oliveira, satisfeito por começar em casa, apesar de o dia e a hora não serem “ideais”.O treinador, que se estreou como técnico em 1985 ao serviço do Portimonense e, na época passada, levou a equipa de Algeria à subida e ao título da II Liga, depois de seis anos de ausência, assegurou que os jogadores estão mestimulados “Ansiedade? Não. Sinto uma vontade grande de se estrearem. A maior parte dos nossos jogadores não tem experiência na I Liga, mas tem muita experiência em termos de futebol. A nossa equipa deverá ser inteligente para suprir alguma falta de experiência”, alegou.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Ainda à espera de alguns reforços, Vítor Oliveira drealçouque essa situação não poderá ser desculpa na abordagem ao jogo com o Boavista. “Não vamos afirmar que falta este ou outro. Preparámo-nos com estes jogadores para ter uma boa performance. Toda a gente sabe, dentro e fora do clube, que precisamos de reforços, mas para ir buscar jogadores por ir buscar não vale a pena. Terão que ser melhores ou potencialmente melhores do que aqueles que cá temos”, sustentou o técnico do Portimonense.Vítor Oliveira aprovou ainda a entrada em funcionamento do videoárbitro, cuja intenção “é beneficiar o futebol e trazer justiça e transparência às grandes dresoluçõesda arbitragem”, mas ressalvou que não vai ser “o medicamento para todos os males do futebol português e da arbitragem de Portugal”.O jogo entre Portimonense e Boavista está marcado para o Estádio Municipal de Portimão, na segunda-feira, às 17h00, e vai ser arbitrado por Nuno Almeida, da associação do Algarve.Clube de Brasil defronta o Barcelona a 7 de agosto e mandou fazer uma camisola com estrelas que recordam as vítimas do acidente de novembro de 2016São 71 as estrelas que a Chapecoense terá na camisola especial que vai utilizar num amistoso com o Barcelona, em Camp Nou, já a 7 de agosto.Em vez da camisola verde, usada habitualmente, o clube brasileiro vai vestir uma branca que incluí 71 estrelas, uma por cada jogador, funcionário do clube ou jornalista que morreu no acidente aéreo na Colômbia, a 29 de novembro de 2016.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más

‘Os dias eram assim': Amaral comanda atentado à universidade frequentada pelo filho

Por: SentiLecto

Em “Os dias eram assim”, Amaral comanda novos atentados. Nesta semana, o delegado da ficção vai instruir seus agentes a agredirem a universidade frequentada por seu filho, Serginho . Na sequência, um homem entra no auditório da faculdade e, observado por Renato , coloca um objeto insólito no local. O médico fica desconfiado da ação, briga com o invasor e, minutos depois, uma bomba estoura.

Leer Más