Síria: Forças governamentais conquistam último baluarte de extremistas no centro do país

Por: SentiLecto

O exército sírio conquistou no sábado o último baluarte do grupo extremista Estado Islâmico na província de Homs , abrindo o acesso ao leste do país, informou hoje uma organização não-governamental síria. De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos , as forças governamentais tomaram Al-Sukhna, que , a 70 quilómetros a nordeste da antiga cidade palmelense, é a última localidade na estrada para Deir Ezzor, no leste da Síria, onde as tropas pró-regime estão cercadas desde janeiro de 2015, na sequência de intensas guerrazinhas de artilharia e bombardeamentos aéreos russos, aliados de Damasco. Confirmou-se A Governo de Bashar al-Assad de a localidade não foi ainda confirmada a conquista.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Desde maio que o exército sírio realiza, com o suporte da Rússia, uma campanha militar de envergadura para reconquistar o amplo deserto que separa a capital, Damasco, de Deir Ezzor e outras cidades no vale do Eufrates.Após a reconquista de Mossul, no Iraque, o EI está sob ataque do exército sírio em várias frentes.Cerca de metade de Raqa, baluarte do EI no norte da Síria, encontra-se agora sob controlo das forças democráticas sírias, que integram combatentes árabes e curdos apoiados pelos Estados Unidos.Com sede em Londres, o OSDH conta com uma ampla rede de informadores na Síria.

Leer Más

Rusia: Rebeldes y Damasco acuerdan tregua en “área segura”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Zayandehroud

Los rebeldes sirios y el gobierno de Damasco acordaron un alto el fuego para otra de las cuatro áreas seguras previstas en Siria, mencionó el jueves el Ministerio de Defensa de Rusia.

La medida es la contestación a la expulsión por Barack Obama de 35 diplomáticos rusos y al cierre de dos complejos de inmuebles – uno en Maryland, el otro en Nueva York – de EEUU en diciembre pasado, en represalia por la interferencia de Rusia en favor de Donald Trump en las elecciones presidenciales de 2016. “No iba a contraatacar porque esperaba que Donald Trump diese marcha atrás en los castigos”, mencionó Putin En aquella oportunidad,. Donald Trump es el futuro presidente.Adicionalmente, a partir de mañana, Rusia prohíbe a EEUU el empleo de la mansión de que dispone en Serebrianyi Bor, una codiciada zona de descanso en Moscú, y unas despensas.

Leer Más

Rusia alcanza un acuerdo con los rebeldes para una “área de distensión” cercana a Damasco

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ministerio de Defensa Argentina Edificio Libertador

Las autoridades de Rusia alcanzaron un acuerdo con representantes de rebeldes sirios en el marco de unas conversaciones de paz en El Cairo para garantizar la seguridad en el lugar sirio de Guta Oriental comunicó hoy el ministerio de Rusia de Defensa. En los próximos días se planifica enviar la primera caravana humanitaria en esa área, muy cercana a Damasco, así como evacuar a los heridos.

Hace 59 años, se ha creado a El Ministerio de Defensa al promulgar la Ley del Congreso Nacional llamada se ” de Ministerios el cual se ha tomado del antecedente del Ministerio de Defensa que había creado Juan Domingo Perón que fuera suprimido en 1954. ” y que fuera suprimido en 1954.

Leer Más

Pelo menos seis mortos e 25 feridos em ataque do exército na Síria

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ícone de esboço

Pelo menos seis pessoas faleceram nas últimas horas e outras 25 ficaram feridas num bombardeamento do exército na província central síria de Hama, informou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.Numa nota, a Organização Não-Governamental disse que seis pessoas morreram, entre elas quatro mulheres, enquanto outras 25 ficaram feridas num ataque de efetivos do presidente sírio, Bashar al-assad, na cidade de Al-Salamiya, na província hamburguesa.Faz 3 dias, o Observatório que em as proximidades de Al Salamiya se desencadearam confrontos entre o grupo ‘ jihadista ‘ Estado Islâmico e as forças governamentais sírias. informou a que nas proximidades de Al Salamiya se desencadearam confrontos entre o grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico e as forças governamentais sírias.Na última semana, as autoridades sírias e os seus aliados conquistaram aos radicais o domínio de várias zonas com poços de petróleo e de gás na província de Al Raqa, vizinha de Hama e de Homs.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.A Síria é, desde há seis anos, cenário de um conflito que provocou mais de 321.000 mortos, de acordo com dados recolhidos pelo Observatório.

Pelo menos 20 civis faleceram na sequência de um ataque aéreo contra um campo de deslocados perto da província de Taez, no Iémen, que enfrenta um combate civil desde 2015, segundo fontes da ONU.O ataque, que aconteceu na terça-feira à tarde, atingiu um campo de deslocados pelaogcombatena região de Mawza, no sudoeste do país, de acordo com um comunicado do Alto-Comissariado da ONU para os Refugiados .A agência mencionou que o ‘raide’ aéreo provocou a morte de “pelo menos 20 pessoas, incluindo mulheres e crianças” e adicionou que “a maior parte dos mortos pertence à mesma família”.Segundo testemunhas, sete mulheres e quatro crianças encontram-se entre as vítimas.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O ACNUR declarou estar “profundamente chocado e entristecido” com o incidente em Mokha, cidade portuária controlada pelas forças do Governo.se atribuiu o ataque aéreo em a aliança militar sob comando saudita que intervém em o Iémen em suporte a o Governo do Presidente Abdrabuh Mansur Hadi com o objetivo de contrariar a progressão de os rebeldes ‘ huthi ‘.elo menos duas pessoas faleceram e mais de 120 ficaram feridas, na sequência de um tremor que arruinou construções antigas e provocou prejuízos num porto da ilha de Grecia de Kos, informaram hoje as autoridades de Grecia.De acordo com um novo balanço das autoridades de Grecia, 120 pessoas ficaram feridas. Giorgos Halkidios, funcionário do governo regional de Kos declarou: “Dois ou três feridos ficaram em estado grave e foram submetidos a intervenções cirúrgicas”.O mesmo responsável declarou que os feridos encontravam-se numa construção que ruiu.O tremor, registado ào01:31 , cprovocoudprejuízosestruturais em econstruçõesaantigas Prejuízos menores — fendas em construções, janelas partidas e lojas arruinadas — foram generalizados, de acordo com as autoridades da cidade.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.”O resto da ilha não tem problema. É somente a cidade principal que tem problemas”, declarou Giorgos Kyritsis no jornalismo de Grecia. Giorgos Kyritsis é o presidente da câmara de Kos.Se os construíram antes de a introdução de as normas de construção antissísmica, as construções afetadas eram principalmente antigos e “, adicionou. Os serviços de ‘ferry’ foram suspensos devido a estragos no porto principal de Kos, se lesou um forte onde de o século XIV também .O epicentro do tremor foi registado a dez quilómetros a sul de Bodrum na Turquia e a 16 quilómetros da ilha de Kos. O hipocentro situou-se a 10 quilómetros de profundidade, mencionou o instituto geológico dos Estados Unidos .O USGS mencionou que a magnitude do tremor foi de 6,7 na escala aberta de Richter. O Observatório de Atenas registou uma magnitude de 6.O tremor foi fortemente sentido nas costas ocidentais turcas e sobretudo na localidade de Bodrum.As autoridades de Turquia declararam que o tremor teve magnitude de 6,3, tendo sido registadas mais de 20 réplicas.Esengul Civelek declarou que não houve vítimas, segundo avaliações iniciais. Esengul Civelek é governadora da província de Mugla. A culpada declarou que “houve lesões menores devido ao medo e ao pânico”.Em Bitez, uma cidade turística a cerca de seis quilómetros a oeste de Bodrum, o tremor levou habitantes assustados a correr pelas ruas. Os hóspedes de um hotel passaram a noite na rua, em camas improvisadas, de acordo com um jornalista de agência noticiosa Associated Press no local.A Grécia e a Turquia estão situadas numa zona de grande atividade sísmica.Pelo menos duas pessoas faleceram hoje e 55 ficaram feridas na sequência de uma explosão numa loja em Hangzhou, no leste chino, noticiou a agência oficial Xinhua.A explosão, de origem ainda desconhecica, aconteceu numa loja próxima do Lago do Oeste, na capital da província de China de Zhejiang, onde decorreu a cimeira dos líderes do G20 em 2016.Doze pessoas ficaram gravemente feridas, adicionou a Xinhua.Imagens transmitidas nas redes sociais mostram uma explosão que provoca a queda de destroços sobre os veículos em circulação numa estrada.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más

El Supremo rechaza la demanda de Homs en contra de Rajoy por desobedecer al Constitucional

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Destruction in Homs (4)

El Tribunal Supremo rechazó aceptar a diligencia la demanda presentada por Francesc Homs en contra de Mariano Rajoy. El ex diputado del PdCat atribuía al presidente del Gobierno delitos de desobediencia o prevaricación por rechazarse a acatar pronunciamientos del Tribunal Constitucional. Homs, que añade que el contenido de las resoluciones del Tribunal Constitucional que se citan por el denunciante no permiten apoyar, ni siquiera indiciariamente, la comisión por parte del presidente del Gobierno del delito por el que Homs perdió el acta de diputado, interpuso la denuncia después de haber sido condenado él mismo por desobedecer al TC en los preparativos del 9-N. La Sala Penal del Supremo considera que los hechos denunciados por Homs no constituirían en ningún caso delito. Indica que Homs no contribuye “indicio alguno” sobre la supuesta desobediencia. El Supremo indica: “De hecho, ni se previene ni se concreta en la demanda qué actos concretos imputables a aquél serían subsumibles en el citado precepto”.

Homs anteriormente conocida como Emesa, es la tercera ciudad más relevante siria después de Damasco y Alepo.

Leer Más