“Tempo de Amar”: Inácio inicia seu tratamento e Emília vê Lucinda descartando medicamentos

Por: SentiLecto

Cheque o que ocorre no capítulo desta sexta em “Tempo de Amar”, novela de Alcides Nogueira: Vicente auxilia Maria Vitória, que encontra Vicente novamente e conhece Carolina , . Teodoro pede que Lucerne  caso saiba do paradeiro de Maria Vitória, o advirta. Inácio pede que Lucinda visite o empório, em busca de notícias de Maria Vitória. Justino se estimula com a ideia de fazer uma dupla musical com Inácio.

Leer Más

‘A força do desejar’: selecione a cena mais marcante da novela das nove

Por: SentiLecto

“A força do desejar” chega ao fim nesta sexta-feira com uma história que marcará a teledramaturgia de Brasil. Com personagens instigantes, assuntos que suscitaram debate, a novela de Gloria Perez caiu nas graças do público. Foram muitas as cenas de grande destaque e o Extra deseja saber dos internautas qual foi aquela mais marcante.

Leer Más

Romântico em ‘Tempo de amar’, Jorge de Sá se diz à mulher da vida real: ‘Minha entrega é total’

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Justin Martyr

Noventa anos separam o ator Jorge de Sá de Justino, o músico boêmio que ele interpreta em “Tempo de amar”. Mas a distância registrada no calendário e marcada por diferenças culturais, no entanto, não faz com que eles sejam dois estranhos. Pelo contrário. O romantismo presente tanto no dia a dia do filho de Sandra de Sá quanto no do melhor amigo de Inácio , que vive no Rio de 1927, os aproxima.

Ansioso para que Lucinda vá ao encontro de Geraldo no Empório São Mateus da Lapa assim que o ano virar, Inácio incentiva:Inácio se sentar-se ao lado de Lucinda, segura sua mão e, carinhoso, promete:Em seguida, Inácio, num impulso, beija Lucinda. Essa atitude intempestiva deixa o camponês tão envergonhado que ele pede desculpas pelo que fez.O vizinho, para desespero imediato dela declara: “Dona Alzira e Doutor Bernardo da Fontoura se mudaram”.

Leer Más

‘A fazenda’: Nahim, Rita Cadillac e Marcos disputam a prova do fazendeiro

Por: SentiLecto

Na formação da roça em “A fazenda”, como já Yuri o fazendeiro da semana mencionou Nahim, devolvendo o voto da semana anterior. Yuri é era esperado. Rita foi a mais votada pela casa, que acabou puxando Marcos da baia para complementar a roça. Os três peões se enfrentam nesta terça, dia 17, na prova do fazendeiro. Os perdedores vão para o voto popular disputar a continuidade no reality.

Leer Más

FMI adverte para risco de retrocesso da política econômica na América Latina

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Barack Obama and Enrique Peña Nieto

– O Fundo Monetário Internacional advertiu na sexta-feira sobre a incerteza em torno da política na América Latina depois das votações calculadas para a reigão, já que México, Brasil, Chile e Paraguai se preparam para realizar votações nacionais nos próximos meses. Se incluiu o aviso em o relatório ” América Latina e Caribe : Em movimento, mas em baixa velocidade”, no qual o Fundo reiterou as projeções econômicas que já havia divulgado na terça-feira. O relatório também aborda com mais detalhes os desafios para a região. “Em particular, o risco de que se adotem agendas populistas e que se retroceda nos esforços de reformas e ajustes que estão em curso – que essas economias dificilmente poderiam custear-, poderia diminuir o otimismo e a incipiente recuperação econômica”, declarou o FMI. No México, várias pesquisas mostram que o líder de esquerda André Manuel López Obrador lidera a corrida para a votação presidencial de julho de 2018. O Partido revolucionário Institucional , do presidente Enrique Peña Nieto, ainda não elegeu um candidato. No mês passado, López Obrador discordou de uma observação em que Peña Nieto o comparou com os líderes de Venezuela, Hugo Chávez e Nicolás Maduro. Contudo, empresários ainda desconfiam de AMLO, como o candidato é popularmente conhecido, que já sugeriu revisar os contratos de petróleo do país caso seja eleito. A perspectiva de reformas também está em questão no Brasil, já que o ex-presidente Luiz inácio Lula da silva, do Partido dos Tabalhadores , lidera as pesquisas para a votação presidencial de outubro de 2018, em contraste com o governo atual, bastante impopular.

O documento, a “uma colheita abundante e um impulso para o consumo, inclusive com a licença dos trabalhadores aproveitarem os recursos do FGTS”. informou: “No Brasil, a forte performance das exportações e um menor ritmo de contração na procura doméstica permitiram que a economia voltasse a aumentar positivamente no primeiro trimestre de 2017, após oito trimestres de declínio”.“Uma reforma gradual da confiança – como reformas fundamentais para garantir a sustentabilidade fiscal serão implementadas ao longo do tempo – deverá ampliar o crescimento para 2% no médio prazo”, informou o documento. “No Brasil, abordar a questão das despesas insustentáveis, inclusive com a reforma do sistema de aposentadoria, é prioridade para restaurar a confiança e promover o crescimento sustentado do investimento privado”.- A economia de Brasil vai aumentar mais do que o esperado em 2017 e em 2018, mas ainda assim ficará bem aquém da média dos países da América Latina e do Caribe, segundo relatório do Fundo Monetário Internacional divulgado nesta terça-feira. O FMI projetou que o Produto Interno Bruto do país este ano deve progredir 0,7 por cento, bem menos do que o 1,2 por cento esperado para a América Latina toda, segundo o documento “Perspectiva Econômica Global”. Para 2018, a estimativa é de que o Brasil tenha expansão de 1,5 por cento e a região, de 1,9 por cento. Faz 3 meses, em a comparação com as contas feitas o FMI ampliou a expectativa para o PIB brasileiro em 0,4 e 0,2 ponto percentual para 2017 e 2018, respectivamente. Neste ano, a melhora veio pela boa performance da colheita agrícola recorde e pela melhora do consumo. Faz 6 meses, quando a projeção de agora de o FMI para a expansão de o PIB em 2017 foi 0,5 ponto percentual maior e, para 2018, 0,2 ponto menor. O FMI em relatório informou: “A gradual restauração da confiança, assim que as principais reformas que garantem a sustentabilidade fiscal forem implementadas ao longo do tempo, vão aumentar o crescimento econômico a 2 por cento a médio prazo”. A previsão do FMI para a performance do PIB neste ano está muito próxima da leitura feita por bancos e consultorias, mas a expectativa para o ano que vem é mais pessimista. No relatório Focus do Banco Central, que escuta uma centena de analistas todas as semanas, a projeção é de crescimento de 0,7 por cento para este ano e de 2,43 por cento em 2018. Na comparação com a performance dos países emergentes, o resultado brasileiro vai ser ainda mais pífio. O FMI projeta crescimento de 4,6 por cento em 2017 para esse grupo e de 4,9 por cento em 2018. Já a economia mundial como um todo, ainda segundo as contas do FMI, deve aumentar 3,6 e 3,7 por cento em 2017 e 2018, respectivamente. Faz 3 meses, em ambos os casos, as contas vieram 0,1 ponto percentual maiores do que o levantamento de julho passado. Faz 3 meses, o Fundo Monetário Internacional melhorou em esta seus prognósticos de crescimento brasileiros para %0,7 este ano e %1,5 para 2018, 0,4 e 0,2 acima do estimado em julho, graças a o impulso de a despesa de os consumidores.

Leer Más