UE não reconhece Jerusalém como capital de Israel

Por: SentiLecto

Benjamin Neatanyahu pediu na União Europeia que seguisse Benjamin Neatanyahu é o primeiro-ministro de Israel.o exemplo de Donald Trump e considerasse Jerusalém, que é a capital de Israel, ninguém pode negar, como a capital do país. Os ministros de Relações Exteriores de o bloco econômico rejeitaram em esta segunda-feira o pedido. O agradecimento não evita a paz, torna a paz possível, porque reconhecer a realidade é o fundamento da paz”, alegou Netanyahu recentemente durante visita a Bruxelas para uma reunião de ministros de Relações Exteriores da UE.

Leer Más

Oriente Médio crê que EUA ganharam mais influência na região

Por: SentiLecto

Em 6 dias, um estudo publicado em a dias após os EUA reconhecerem Jerusalém como capital de Israel, mostra que a maior parte de os habitantes de o Oriente Médio e de o norte de a África creem que o governo de America tem mais influência em a região do que tinha há dez anos.

Leer Más

Suspeito de tentativa de ataque em NY mencionou resolução de Trump sobre Jerusalém

Por: SentiLecto

O bengalês Akayed Ullah, 27, suspeito portentativa de ataque em terminal de ônibus de Nova York nesta segunda-feira , mencionou a resolução do presidente Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel como motivo para a ação, informaram autoridades de America. Segundo a polícia de Nova York, Ullah, que ficou ferido, com queimaduras e lacerações, amarrou uma bomba caseira em seu corpo com velcro e lacres de plástico. , e foi detido e levado a uma clínica. Outras três pessoas ficaram feridas, mas levemente.

Leer Más

Líder do Hezbollah apoia terceira intifada contra resolução de Trump

Por: SentiLecto

O líder do grupo xiita de Libano Hezbollah alegou nesta segunda-feira que apoia uma terceira intifada contra a resolução do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Libanês Hezbollah é hassan Nasrallah. Asrallah, ue segundo ele, “chegou o momento em que o mundo tem que reconhecer que os EUA não podem ser os patrocinadores da paz na Palestina e na região”, perante dezenas de milhares de pessoas reunidas nos bairros meridionais beirões, considerados como redutos de seu grupo. isse: “A melhor resposta à dresoluçãode Trump é a proclamação de uma terceira intifada”,.

Leer Más

Islâmicos radicais indonésios queimam bandeiras de EUA e Israel devido a agradecimento de Jerusalém

Por: SentiLecto

Grupos muçulmanos radicais da Indonésia queimaram fotografias do presidente das Estados Unidos, Donald Trump, e bandeiras dos EUA e de Israel nesta segunda-feira durante um protesto realizado diante da embaixada norte-americana contra a resolução de Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

Leer Más