Ibovespa fecha em alta e sobe 4,5% na semana com exterior favorável

Por: SentiLecto

– O principal índice de ações da B3 fechou em leve alta nesta sexta-feira, após uma sessão sem uma direção firme, concluindo uma semana mais curta e positiva, em que o pregão de Brasil se beneficiou de um ambiente mundial mais favorável a ativos de risco. O Ibovespa subiu 0,28 por cento, a 84.524 pontos. Na semana, progrediu 4,48 por cento. O volume financeiro no pregão desta sexta-feira adicionou 10,928 bilhões de reais. A bolsa de Brasilde Brasil não funcionou segunda e terça-feira em razão do Carnaval no Brasil, recomeçando os negócios na tarde de quarta-feira sob influência do tom benigno nas praças acionárias mundiais, onde investidores aparentemente passaram a priorizar o crescimento econômico ante os riscos de uma inflação mais alta. De acordo com profissionais da área de renda mutável, o Ibovespa esteve muito correlacionado com o movimento nos pregões no exterior, particularmente Wall Street. Nesta sexta-feira, a falta de alento em boa parte do dia em Nova York abriu espaço para um respiro no mercado doméstico, com a cena corporativa local também sob os holofotes e investidores ainda se preparando para a retomada da temporada de balanços na próxima semana. No final da tarde, o norte-americano S&P 500 subia 0,4 por cento, o que auxiliou no encerramento positivo do Ibovespa. DESTAQUES – VALE concluiu em alta de 0,17 por cento, a 46,03 reais, após oscilar no vermelho em boa parte da sessão, apesar de números de produção no quarto trimestre considerados fortes por analistas do Credit Suisse. As ações vinham de uma série de três altas, em que acumularam ganho de 10,5 por cento. Estrategistas do Itaú BBA recomendaram a venda das ações até 45,30 reais. – GERDAU PN subiu 6,2 por cento, a 15,93 reais, máxima desde fevereiro de 2014. A notícia de que Wilbur Ross recomendou limitações fortes para importação de aço e alumínio impulsionou a ação . Wilbur Ross é o secretário de Comércio dos Estados Unidos. – GRUPO PÃO DE AÇÚCAR PN recuou 2,57 por cento, antes da divulgação do resultado trimestral na próxima segunda-feira, após o encerramento do mercado. Analistas do JPMorgan avaliam que os números não têm que mostrar boas tendências de margens e podem ditar uma reação negativa das ações. – FIBRIA saltou 6,6 por cento e SUZANO PAPEL E CELULOSE progrediu 5,17 por cento, na ponta positiva do Ibovespa, em meio à notícia publicada no jornal O Estado de S. Paulo na edição desta quinta-feira de que as cempresasvoltaram a ddebatera pchancede combinar ativos ou até mesmo psugeriuma aquisição. – BRF caiu 2,62 por cento, novamente na ponta negativa, conforme investidores seguem cuidadosos quanto ao balanço no último trimestre de 2017 na próxima semana . Em nota a clientes nesta quinta-feira, o BTG Pactual avaliou que o resultado de quarto trimestre deve desapontar investidores. No setor, MARFRIG cedeu 1,93 por cento e JBS perdeu 0,62 por cento. – PETROBRAS PN concluiu com variação positiva de 0,1 por cento e PETROBRAS ON fechou com variação negativa de 0,05 por cento, em sessão sem tendência únida para os custos do petróleo, que fecharam em alta.

Leer Más

JBS investe R$40 mi para entrar no mercado de ingredientes de nutrição animal

Por: SentiLecto

– A empresa de alimentos JBS está entrando no segmento de nutrição animal com a criação de uma nova companhia que vai produzir ingredientes para as fábricas de rações para passaritos e porcos do grupo. O novo negócio, chamado JBS Feed Solutions, demandou investimentos de cerca de 40 milhões de reais nos últimos dois anos e vai fazer parte da estrutura da JBS Novos Negócios. A unidade modificará coprodutos da cadeia de produção de proteína animal em plasma e hemácias em pó. Nelson Dalcanale em nota declarou: “O nosso foco com a JBS Feed Solutions é o atendimento nas necessidades das próprias companhias do grupo no mercado nacional”. Nelson Dalcanale é o presidente da JBS Novos Negócios.A fábrica, instalada em Campo Grande em uma área de 4 mil metros quadrados, começa a funcionar em março e vai ter a habilidade de produzir cerca de 550 toneladas de hemácias em pó e 200 toneladas de plasma em pó por mês. Tais insumos podem compor de 2 a 6 por cento das rações, segundo a JBS, que busca entrar em um mercado no qual o Brasil é líder de produção na América Latina e o terceiro no mundo, conforme pesquisa mundial sobre ração animal da Alltech, divulgada nesta sexta-feira. Selecionou-se Campo Grande de acordo com o executivo, em função de o Mato Grosso do Sul ter participação pertinente em a produção nacional de bovinos em a geração de coprodutos . e, portanto, na geração de coprodutos. O levantamento estima que a produção de ração totalizou 1,07 bilhão de toneladas no mundo no ano passado. Faz 1 ano, o Brasil produziu quase 70 milhões de toneladas de ração animal, em comparação com 187 milhões de toneladas em a China e 173 milhões de toneladas em os Estados Unidos, declarou a Alltech.

Leer Más

Ibovespa progride e recomeça 84 mil pontos auxiliado por ambiente internacional favorável

Por: SentiLecto

– O principal índice de ações da B3 engatava a segunda sessão consecutiva de altas nesta quinta-feira, mais uma vez beneficiado pelo ambiente benigno no mercado acionário mundial, com a progressão de 1,7 por cento nas ações da mineradora Vale entre os principais apoios. Às 10:47, o Ibovespa subia 0,83 por cento, a 84.238 pontos. O volume financeiro adicionava 837 milhões de reais. No exterior, o norte-americano S&P 500 andava para o quinto pregão seguido de alta conforme sinalizado pelo seu contrato futuro, que subia 0,3 por cento. As bolsas nos Estados Unidos abrem às 12:30 . Analistas da corretora H.Commcor mencionaram em relatório a clientes que começa a ganhar força uma leitura secundária da ‘alta’ inflação nos EUA, em que os rendimentos não são necessariamente penalizadas bolsas de os títulos em alta, mas impulsionadas pela leitura de tração maior daquela economia. A equipe da corretora Ágora chama a atenção, contudo, para o conseqüência limitador da liquidez mundial do feriado do Ano Novo Lunar na China que vai fechar os mercados naquele país até o dia 21. Tal liquidez tem beneficiado bolsas, inclusive a brasileira. DESTAQUES – PETROBRAS PN e PETROBRAS ON subiam 0,8 e 1,3 por cento, respectivamente, apesar da queda do petróleo. Três fontes alegaram à Reuters, que – VALE aprogredia1,7 por cento, ainda embalada pela valorização neste mês dos pcustosdo minério de ferro à vista na China, que a estatal definiu prazo até o fim de março para receber prsugeridasinculantes para uma participação controladora na rede de gasodutos da Transportadora Associada de Gás . – BRADESCO PN subia 1 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN ganhava 0,9 por cento, beneficiados pelo humor benigno na bolsa como um todo e endossando a alta do Ibovespa. BANCO DO BRASIL tinha acréscimo de 0,7 por cento e SANTANDER UNIT valorizava-se 0,8 por cento. – GERDAU PN mostrava elevação de 0,3 por cento, em nossa sessão positiva para siderúrgicas, tendo ainda no radar anúncio na véspera de acordo com a mineradora de Canada Kinross Gold para venda de duas centrais hidrelétricas por 835 milhões de reais. – CEMIG tinha acréscimo de 3,2 por cento. Analistas do Santander avaliaram que dados preliminares divulgados pela Agência Nacional de Energia Elétrica na véspera sobre a base de ativos do braço de distribuição da empresa foram melhores do que o esperado. – MAGAZINE LUIZA subia 3,1 por cento, no segundo pregão de recuperação, após acumular até a última sexta-feira perda de 12,6 por cento em fevereiro. – JBS cedia 0,3 por cento, entre as poucas quedas do Ibovespa, tendo no radar resultado da controlada Pilgrim’s Pride nos EUA, com lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização adaptado de 241 milhões de dólares e margem Ebitda de 8,8 por cento.

Leer Más

Italiano Monte dei Paschi teve perda de 3,5 bi de euros em 2017

Por: SentiLecto

– O banco de Italia Monte dei Paschi di Siena, que o banco, que já havia tida perda de 3,2 bilhões de euros em 2016, calcula ter um lucro de 570 milhões de euros em 2019, no âmbito de um plano de reorganização acordado com a Comissão Europeia para obter uma luz verde para o resgate, divulgou nesta sexta-feira que teve perda de 3,5 bilhões de euros em 2017, pressionado por maiores provisões para perdas, receitas em queda e baixas extraordinárias. Resgatou-se o banco de a Toscana de a falência em o ano passado em um resgate de 8,1 bilhões de euros, incluindo uma injeção de 3,9 bilhões de euros de capital de o governo em o banco mais antigo de o mundo em operação, com investidores assumindo o resto de o preço. O banco fez uma baixa para empréstimos e outros ativos financeiros no valor de 5,5 bilhões de euros para abrir percurso para a venda de 24 bilhões de euros em calotes, o ​​que deve diminuir o estoque de empréstimos vencidos a 21 bilhões de euros este ano. No quarto trimestre, o banco registrou uma baixa extra de 170 milhões de euros ligada à venda de seu negócio de recuperação de dívidas. O Monte dei Paschi também teve um preço de 166 milhões de euros com temas legais. O banco, que no ano passado cortou seus empréstimos aos clientes em um quinto, declarou que as receitas caíram 6 por cento e sua perda operacional subiu 40 por cento. O preço operacional teve queda de 3 por cento.

Leer Más

Dodge pede ao STF arquivamento, por prescrição, de investigação sobre Serra

Por: SentiLecto

A procuradora-geral da República Raquel Dodge pediu ao STF o arquivamento, por prescrição, de uma investigação aberta em maio do ano passado para investigar o senador José Serra a partir de delação premiada de Joesley Batista.

Leer Más