Tillerson reitera compromisso com processo de paz entre Israel e Palestina

Por: SentiLecto

Rex Tillerson disse nesta quarta-feira o compromisso do seu país com o processo de paz entre Israel e os palestinos durante uma visita na Jordânia, país com fortes vínculos com a Palestina e encarregado de proteger os lugares sagrados de Jerusalém. Rex Tillerson é o secretário de Estado dos Estados Unidos.

Leer Más

Abbas sugerirá dispositivo multilateral a Putin para impulsionar processo de paz

Por: SentiLecto

Mahmoud Abbas, de visita oficial em Moscou sugerirá esta noite ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, um novo dispositivo para impulsionar o processo de paz entre israelenses e palestinos, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais. Mahmoud Abbas, de visita oficial em Moscou é o presidente de Palaos.

Leer Más

Secretário de Estado dos EUA declara que Washington apoia Egito em luta contra terrorismo

Por: SentiLecto

Rex Tillerson declarou nesta segunda-feira que seu país apoia o Egito em sua luta contra o Estado Islâmico Rex Tillerson é o secretário de Estado dos Estados Unidos. que seu país apoia o Egito em sua luta contra o Estado Islâmico, mas reiterou que Washington defende votações livres e justas no país árabe. Falando em coletiva de jornalismo ao lado de sua contraparte egípcia, Tillerson ainda declarou que os EUA, que de continuarem a apoiar o Egito na luta contra o terrorismo e levar segurança ao povo egípcio é firme”, continuam comprometidos em buscar uma paz duradoura entre Israel e os palestinos, apesar da resolução do presidente norte-americano, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Tillerson chegou ao Egito no começo de uma turnê regional em meio à intensificação naostnervosismosentre Israel e Síria, provocada pela derrubada de um caça F-16 israelense, e na esteira de grande operação de segurança dos militares egípcios para reprimir militantes que já mataram centenas de pessoas desde 2013.

Leer Más

Trump declara que palestinos e israelenses “não procuram fazer a paz”

Por: SentiLecto

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acredita que os palestinos não estão comprometidos com a paz e duvida que os israelenses estejam, segundo uma entrevista exclusiva publicada neste domingo pelo jornal “Israel Hayom” .

Leer Más

Trump declara a Israel que paz implica em concessões; palestinos mandado de os Eua criticam ele

Por: SentiLecto

– Apesar de estes terem, donald Trump declarou a Israel nesta sexta-feira que o Estado judeu também deverá fazer “concessões expressivas” para obter a paz com os palestinos acusado um dos mandados dos EUA ao Oriente Médio de minar a diplomacia com o que veem como uma tendência pró-Israel. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos. Quando Trump reconheceu Jerusalém como a capital de Israel em 6 de dezembro, os palestinos ficaram indignados uma medida que reverteu décadas de reticência dos EUA quanto ao status da cidade, e declaram que estão procurando outras potências globais como possíveis mediadores. Em uma entrevista concedida a um jornal de Israel que teve trechos adiantados antes de sua publicação na íntegra no domingo, Trump descreveu sua medida relativa a Jerusalém como um “ponto alto” de seu primeiro ano de governo. A linguagem de seu anúncio não descartou uma presença dos palestinos, que querem a porção oriental da cidade –capturada por Israel na Guerra dos Seis Dias de 1967 e anexada, em uma ação sem agradecimento internacional– como sua própria capital. “Eu desejava deixar claro que Jerusalém é a capital de Israel. Quanto a fronteiras específicas, darei meu apoio ao que os dois lados acertarem entre si”, disse ele ao jornal conservador Israel Hayom, em comentários publicados em hebreu. “Acho que os dois lados deverão fazer concessões expressivas para que um acordo de paz seja possível”, adicionou Trump, sem detalhar. A entrevista coincidiu com novas fricções entre os palestinos e o embaixador dos EUA em Israel, David Friedman, na esteira do homicídio de um palestino cometido por um colono de Judenburg. Os ‘líderes’ de Palaos elogiaram o homicida”, depois que o colono foi morto a facadas na segunda-feira por represália, Friedman tuitou que ele havia doado uma ambulância para a comunidade do homem morto e que estava rezando por seus familiares, adicionando: “. Seu pronunciamento provocou uma repreensão da gestão de Palaos. Nabil Abu Rdainah em um comunicado declarou: “As observações do embaixador de America nos fazem nos perguntar sobre seu relacionamento com a profissão”. Nabil Abu Rdainah é porta-voz do presidente Mahmoud Abbas. “Ele está encarnando a América ou Israel?” Friedman, um dos principais conselheiros de Trump a recomendar a resolução a respeito de Jerusalém, já contribuiu para causas dos colonos.

Leer Más