Nervosismo na Coreia não inquieta Thomas Bach

Por: SentiLecto

A família Olímpica encontra-se reunida em Lima, no Peru, para o 131º congresso ordinário do Comité Olímpico Internacional. Além da formalização parisiense como cidade sede dos Jogos de 2024, o debate centra-se naturalmente nos Jogos de Inverno, que têm começo em fevereiro em PyeongChang, na Coreia do Sul. Uma região em estado de combate frio, mas nada que inquiete Thomas Bach:

Leer Más

COI pede que PyeongChang agilize trabalho de promoção dos Jogos de Inverno

Por: SentiLecto

Acertar detalhes e agilizar os trabalhos de promoção dos Jogos de Inverno de 2018 são as tarefas que o Comitê Organizador de PyeongChang 2018 tem que realizar nas próximas semanas, recomendou nesta quinta-feira a Comissão de Coordenação do Comitê Olímpico Internacional após sua nona e última visita à Coreia do Sul antes do icomeçodo eacontecimento

Leer Más

Moon reforça que Pyongyang pode colaborar com Seul nas Olimpíadas de Inverno

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Moon Jae-in May 2017

Moon Jae-in reforçou nesta segunda-feira sua oferta para que a Coreia do Norte, que conservou silêncio a respeito e também sobre a proposta de Seul de estabelecer conversas militares e de reunir suas respectivas comissões da Cruz Vermelha para negociar um novo encontro de familiares separados pela Guerra da Coreia , forme uma equipe de hóquei feminino conjunta com a Coreia do Sul nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang em 2018 e declarou que conservará a porta aberta “até o último minuto”. Moon Jae-in é o presidente de Sullana. “De novo, peço que a Coreia do Norte tome uma resolução. Não nos vamo apressar ou vamo ser pessimistas, e conservaremos as portas abertas até o último minuto”, declarou Moon em um ato realizado em PyeongChang, segundo um comunicado do escritório presidencial.

Moon Jae-in é um advogado e político sul-coreano, que atualmente serve como presidente de seu país, assumindo em 10 de maio de 2017.

Leer Más

Trump recua em parceria de cibersegurança com a Rússia depois de fortes críticas

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

Donald Trump voltou atrás de sua iniciativa de instituir uma unidade de segurança cibernética com a Rússia, ao tuitar no domingo não acreditar que ela poderia ser instituída, horas depois de sua proposta ser duramente criticada por republicanos que declararam que Moscou não é confiável. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

“Eu penso que poderia perfeitamente ter sido a Rússia. Acho que também poderiam ter sido outros países. Não vou ser específico. Mas creio que muitas pessoas interferiram”, declarou Trump em Varsóvia, na Polônia.

Leer Más

Patrick Baumann presidente da delegação das candidaturas aos Jogos de 2024

Foto: Wikipedia – Osaka07 Opening Frankie Fredericks

O suíço Patrick Baumann foi hoje designado presidente da delegação que avalia as candidaturas aos Jogos Olímpicos de 2024, depois da demissão de Frankie Fredericks. O suíço Patrick Baumann é o secretário-geral da Federação Internacional de Basquetebol .Baumann, de 49 anos, é membro do Comité Olímpico Internacional desde 2007, sendo ainda presidente do comité organizador dos Jogos de Inverno jovens, que decorrerão em Lausana, na Suíça, em 2020.Frankie Fredericks demitiu-se hoje da posição, tendo, em comunicado, negado “rotundamente” a implicação “direta ou indireta” em “qualquer comportamento inapropriada” e assegurado jamais ter violado qualquer comportamento ou norma do COI. Frankie Fredericks é antigo desportista de Namibia.O diário de Francia Le Monde noticiou na semana passada que o ex-atleta de Namibia tinha uma sociedade nas ilhas Seichelles, na qual, no mesmo dia em que se selecionou a cidade de o Rio de Janeiro para sede de os Jogos Olímpicos de 2016, foi depositada um orçamento de 299.300 dólares .Segundo o jornal, o orçamento terá sido depositada pela Pamodzi Sports Consulting, uma companhia dirigida por Papa Massata Diack, que se dedica à promoção de programas de marketing desportivoda Associação Internacional das Federações de Atletismo .

Comissão de Brasil celebra triunfo do Rio para 2016Na época, Shintaro Ishihara chegou a propor que o presidente Lula teria feito promessas “ousadas” a membros africanos do COI. Shintaro Ishihara é prefeito de Tóquio. Mais do que insinuações, a análise da movimentação financeira da família Diack mostra indícios sérios de pagamento de propina na votação. O COI prometeu cooperar com os inquéritos.Organismo tornou hoje pública a saída do antigo velocista, dois dias depois de o a Associação Internacional das Federações de Atletismo ser associado em o jornalismo a suspeitas de corrupçãoO namibiano Frankie Fredericks por doping institucionalizado trocou seu nome em o grupo de trabalho para a reintegração de o atletismo de Rusia , atualmente suspenso de competições internacionais.A IAAF tornou hoje pública a saída do antigo velocista, dois dias depois de o seu nome ser associado no jornalismo a suspeitas de corrupção.No comunicado Fredericks, atual presidente da delegação de avaliação dos Jogos Olímpicos de 2014 explica: “Decidi deixar a ‘Taskforce’ para que a integridade do seu trabalho não seja colocada em questão, depois das alegações contra mim no [diário francês] Le Monde”.O também rozle prezelj troca presidente honorário de a delegação de desportistas de a iaaf , um antigo saltador em altura de a eslovénia.Faz 2 meses, o Le Monde escreveu que Fredericks recebeu uma transferência de quase 300 mil dólares em o dia exato que foram atribuídos a o Rio em de Janeiro os Jogos Olímpicos de 2016, sábado.Fredericks afirma que esse depósito está conforme a um contrato de 2007, para serviços a prestar entre 2007 e 2011, e que nada tem a ver com os Jogos Olímpicos.O pagamento foi feito pela companhia do filho de Lamine Diack, antigo presidente da IAAF. Papa Massata Diack está, por outro lado, acusado de ter pagado 1,5 milhões de dólares a um empresário de Brasil, três dias antes da eleição.Fredericks relembra que em 2009 não era membro votante do COI, mas somente escrutinador da votação.O ex-velocista namíbio Frank Fredericks deixou a posição de membro da força-tarefa da Associação das Federações Internacionais de Atletismo que estuda a chance de regresso da Rússia às competições após os escândalos de doping em que o país se envolveu. A saída do ex-atleta aconteceu poucos dias após o seu nome ter sido mencionado em acusação feita pelo jornal de Francia Le Monde, que o relaciona em um possível esquema de corrupção que facilitou o triunfo do Rio de Janeiro para acolher as Olimpíadas de 2016.

Leer Más