Por qué el Instagram de Charlie Heaton mola tanto como él

Por: SentiLecto

No es el más lindo, no es el que mejor cuerpo tiene, ni tampoco el que mejor pelo. Pero ¿a quién le importa? Charlie Heaton tiene ‘eso’, ‘eso’ que le hace molar al momento y que otros pretenden conseguir sin éxito. Y sí, su Instagram nos lo confirma en cada publicación.

Leer Más

Se salva dupla de mulheres após ficar cinco meses perdida em o Pacífico

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – 100208-N-9418A-595 (4351400009)

Se encontrou uma dupla de mulheres que saiu de embarcação de o Havaí, em os Estados Unidos, em direção a o Taiti, próxima a costa de Japon após passar cinco meses em a deriva em o oceano.Sem contato com o resto mundo após perderem o celular e com o motor da embarcação quebrado, Jennifer Appel e Tasha Fuiava se perderam logo no início da viagem e passaram os últimos meses vagando sem rumo pelo oceano Pacífico, até serem resgatadas por um barco da Marinha americana na terça-feira a 1.400 quilômetros do Japão.

O barquinho ficou, então, flutuando no oceano cerca de 1.500 quilômetro a sudeste do Japão.

Leer Más

‘Stranger Things 2′ perde efeito, mas faz boa aposta em personagens

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Aldrin Apollo 11

– 2ª TEMPORADA CRIADORES Matt Duffer e Ross Duffer ELENCO Winona Ryder, David Harbour, Millie Bobby Brown e Sadie Sink QUANDO a partir desta sexta , na Netflix * Há algo de podre na cidade de Hawkins. Mesmo. Todas as abóboras das plantações murcharam e pretejaram da noite para o dia, quando foram cobertas por uma nuvem de moscas. A praga tem mais de consternação de Dia das Bruxas do que de chaga bíblica, e é o ponto de partida para a segunda temporada de “Stranger Things”, série da Netflix cujos nove capítulos foram disponibilizados nesta sexta . O Halloween está chegando e, junto com ele, os velhos demônios que fizeram da série —um suspense protagonizado por uma turminha de estadunidense nos anos 1980— um dos maiores acertos do ano passado. O menino Will Byers , que na primeira temporada sobreviveu a uma abdução por monstros de um mundo bizarro, volta traumatizado. E talvez suas sequelas vão além do psicológico, e ele possa ter trazido algo com ele. Paramos por aqui para não incorrer num spoiler doloso. A mãe de Will, Joyce tamṕouco parece ter se recuperado do trauma. Fica paranoica. Trata o filho como um bebê, sob o pretexto de que ninguém está seguro. Especialmente Eleven, a menina telepata utilizada como arma da Guerra Fria, que conseguiu escapar dos cientistas que a buscavam, mas agora vive escondida. Assim como o bem não faleceu, o mal parece ter mudado. Manifestações mais concretas de que algo está errado com a cidade aparecem logo no início da temporada, e afetam outros personagens, não somente a patota dos protagonistas. Os monstros designados pelos pré-adolescentes deixam de ser vistos como maquinação infantil, e passam a ser levados a sério por alguns dos adultos mais céticos da primeira temporada . O mal ganha carne, osso, ectoplasma, garras e rabos. É aí que se perde um pouco do lustro da primeira temporada, em que o espectador descobria bem aos poucos que o mundo paralelo dessas crianças não era de fantasia. Mas, fazer o quê?, é inimaginável dar o mesmo susto duas vezes. A série parece aceitar bem que não vai repetir o mesmo efeito de sua temporada de estreia, e investe em mostrar a maturação dos personagens. Teriam suas bocas lavadas com sabão pelas mães menos instruídas por manuais de criação, se fosse de fato filmada nos anos 1980, os moleques e molecas. É uma sucessão de “me$#a!” pra cá e “p$#ra” pra lá. Outra mudança é o destaque conquistado pelas mulheres. Além de Winona, uma menina forte estreia na série. É Max, que acaba de skatista for mudado para a cidade e tem mais tutano que os quatro moleques juntos . Isso sem falar da extraordinária Millie Bobby Brown, a Eleven, para quem “Stranger Things” pode fazer o que “E.T. – O Extraterrestre” fez para Drew Barrymore —a série é inclusive descendente direta do filme de Steven Spielberg, ambos narrações líricos da perda da inocência. Não é só a estética que o programa salva dos anos 1980. O ritmo tranquilão da série é impensável para produções pós-MTV, ainda mais se voltada para jovens. Nos quatro primeiros capítulos da nova temporada há uma dúzia de cenas de ação, se bastante. Os primeiros episódios mais parecem um prólogo dos finais, coalhados de revelações e soluções. E talvez seja esse o intuito. Os produtores da série declararam à “Verge” que a temporada é um produto único, para ser assistido numa ssentar-sede quase dez horas, mais do que degustado capítulo por capítulo. “Stranger Things 2″ confia no carisma dos personagens e em um texto aguçado para prender a atenção, sem depender de explosões e luzes piscando em abundância. É preciso e valioso, quando ocorre algo extraordinário.

A legenda da postagem, em inglês, oferecia algumas pistas. Em tradução livre: “Ensaio no sábado à tarde do meu novo projeto de trabalho! #leiturademesa”, seguido por duas bandeirinhasbrasileiral.Na imagem, ele aparece sentar-se a uma mesa junto com três outras pessoas. Não identificou ninguém, mas quem está à direita, na ponta da mesa, é o cineasta bde BrasilFernando Grostein Andrade. De costas para a câmera, de boné, está o ator e cantor Seu Jorge .

Leer Más

Así suena ‘Stranger Things 2′

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Iman and David Bowie at the premiere of Moon

Comienza la segunda temporada de Stranger Things y con ella vuelve un grupo sonoro cargada de títulos de los 80 que te van a hacer evocar la era de Terminator, Ghostbusters, las cintas VHS, la Guerra Fría, el pelo encrespado y hasta la presidencia de Bush y Reagan. Una temporada en la que Si preferiría ser David Bowie o Kenny Rogers, jonathan le interrogará a su hermano Will, pero en la que tenemos que prevenirte que de hecho sonó Rogers y no Bowie…

David Robert Jones,[6]​[7]​ más conocido por su nombre artístico David Bowie,[8]​ ha sido un músico y compositor inglés, quien ha ejercido a su vez de actor, productor discográfico y arreglista.

Leer Más