Suprimido em Lyon, Del Potro pode não participar de Roland Garros

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Juan Martin del Potro (8318275533)

O tradicional torneio Roland Garros pode não contar com o melhor tenista argentino da atualidade. Se suprimiu Juan Martin Del Potro que alegou em esta quarta-feira, , que pode não participar de Roland Garros por conta de problemas físicos, em a França em a segunda rodada de o ATP 250 de Lyon, na França , e

A obra de remodelação do complexo de alberga o torneio do Grand Slam de Roland Garros terá que estar deduzida em 2020.A remodelação do complexo que alberga o torneio do Grand Slam de Roland Garros, cuja edição de 2017 inicia no domingo, está orçada em 340 milhões de euros, informou o presidente da Federação Francesa de Ténis .Bernard Giudicelle, numa entrevista, publicada hoje, ao diário de Francia Les Echos. declarou: “O novo Roland Garros já não é um projeto, é uma obra”.A otimização dos espaços e a modernização dos equipamentos serão algumas das prioridades desta obra, que terá que estar deduzida em 2020.Uma das obras mais signiPhilippe Chartrier que vai contar com mais 2.500 lugares e um telhado retrátil. Philippe Chartrier é o court central. Philippe Chartrier é o court central.O novo presidente da federação explicou que este torneio do Grand Slam inscreve-se em 80 por cento da verba anual da FFT e foi graças a ele que se investiu 380 milhões de euros no ténis gaulês nos últimos dez anos. O novo presidente da federação é eleito em fevereiro.”A economia do torneio não é um simples negócio clássico. Engloba também as áreas culturais, administração da marca, as audiências e a sua história”, declarou Giudicelli.Faz 3 meses, a organização renovou contrato com o principal patrocinador de a prova, o banco de Francia BNP paribas, por mais cinco anos, um acordo avaliado, segundo o jornalismo, em 150 milhões de euros, em fevereiro.Faz 20 anos, colheu testemunhos de o próprio tenista e também de personagens que fizeram parte de a trajetória de o brasileiro até o comemorado título, como sua mãe, seu irmão e seu primeiro treinador, com 20 minutos de duração o documentário intitulado O Guga A legendária triunfo de Gustavo Kuerten em 1997.Faz 20 anos, colheu testemunhos de o próprio tenista e também de personagens que fizeram parte de a trajetória de o brasileiro até o comemorado título, como sua mãe, seu irmão e seu primeiro treinador, com 20 minutos de duração o documentário intitulado O Guga A legendária triunfo de Gustavo Kuerten em 1997.

Leer Más

Suprimido em Lyon, Del Potro pode não participar de Roland Garros

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Juan Martin del Potro (8318275533)

O tradicional torneio Roland Garros pode não contar com o melhor tenista argentino da atualidade. Se suprimiu Juan Martin Del Potro que alegou em esta quarta-feira, , que pode não participar de Roland Garros por conta de problemas físicos, em a França em a segunda rodada de o ATP 250 de Lyon, na França , e

Suprimiu-se Nick Kyrgios em esta terça-feira, em a estreia de o ATP 250 de Lyon, realizado em a França. O argentino superou o australiano   Nicolas Kicker , que venceu por 2 sets a 1 , com parciais de   2-6 , 6-4 e 6-2, e foi às quartas de final.

Leer Más

Se suprime Kyrgios em a estreia em a França; Del Potro progride

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nick Kyrgios RG13 (6) (cropped)

Suprimiu-se Nick Kyrgios que ainda não conseguiu embalar uma sequência de jogos em o saibro em esta terça-feira, ,, em a estreia de o ATP 250 de Lyon, realizado em a França. O argentino superou o australiano   Nicolas Kicker , que venceu por 2 sets a 1 , com parciais de   2-6 , 6-4 e 6-2, e foi às quartas de final. Rafael Nadal Após desistir de o Masters 1000 de Monte Carlo e quando suprimiu ele em as oitavas, abrir mão de o ATP 250 de Estoril por conta da morte de seu avô , o australiano reclamou de problemas físicos em Madri , e não competiu em Roma. Agora, o próximo compromisso do australiano é Roland Garros.

Nicholas Hilmy Kyrgios é um tenista australiano destro que venceu o acontecimento de “Simples Júnior” do Open da Austrália de 2013 e o de “Duplas Júnior” do Torneio de Roland-Garros de 2012 e do Torneio de Wimbledon de 2012 e de 2013. Conhece-se Nicholas Hilmy Kyrgios é mais conhecido como Nick Kyrgios.

Leer Más

Com chuva, duelo entre Djokovic e Del Potro é suspenso e protelado

Por: SentiLecto

A forte chuva que caiu na capital de Italia impediu que agenda desta sexta-feira do Masters 1000 de Roma fosse totalmente realizada. O último jogo calculado para o dia, entre o de Sérrai Novak Djokovic e o argentino Juan Martín Del Potro, foi suspendido e protelado para a manhã deste sábado .

Leer Más

Estoril Open: Pedro Sousa e Frederico Silva na luta com Marcelo a ver

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Muller RG13 (2) (9374409009)

Pedro Sousa e Frederico Silva procuram esta quinta-feira tornar-se nos primeiros tenistas portugueses a atingir os quartos-de-final do Estoril Open, num dia em que estará na bancada o Presidente da RepúblicaUm dia depois da eliminação de Gastão Elias e João Domingues, a tarefa dos dois tenistas convidados pela organização não se afigura fácil, uma vez que Frederico Silva joga com David Ferrer, quarto cabeça de série, e Pedro Sousa defronta Gilles Muller, terceiro, num encontro que terá que ter Marcelo Rebelo de Sousa na bancada.Ferrer e Muller farão os primeiros encontros no torneio frente aos portugueses, depois de terem ficado isentos na ronda inaugural.O quarto dia do Estoril Open vai ter menos um encontro do que o calculado, depois da desistência de Juan Martín del Potro, devido à morte do seu avô, beneficiando o nde Noruegade NoruegaRyan Harrison, que se qualificou diretamente para os quartos-de-final.No último encontro do dia, o de Noruega Bjorn Fratangelo, vindo da qualificação e algoz de João Sousa na primeira eliminatória, defrontará o japonês Taro Daniel.

O tenista de Portugal Pedro Sousa deu um salto de 47 lugares no ranking global e reentrou no top 200 da hierarquia, surgindo esta segunda-feira em 172.º lugar da lista, a sua melhor classificação de sempreNo domingo, Pedro Sousa conquistou o primeiro título challenger da carreira, ao vencer o italiano Alessandro Giannessi na final do torneio de Francavilla, Itália.Mais acima da classificação, João Sousa e Gastão Elias subiram um lugar na classificação do circuito, que continua a ser liderado pelo britânico Andy Murray.João Domingues reforçou o regulamento de número quatro português ao dar também um grande salto no ‘ranking’. O antigo bicampeão nacional surge hoje na posição 242, a sua melhor classificação de sempre, graças a uma subida de 17 posições.Frederico Silva, o outro português no quadro principal do Estoril Open, que inicia esta segunda-feira nos courts de terra batida do Clube de Ténis do Estoril, em Cascais, ganhou oito posições e chegou à posição 426.O atual técnico nacional disputou o seu último Estoril Open no ano passadoRui Machado está, pela primeira vez, a viver o Estoril Open de fora, mas o coordenador técnico nacional assegurou à agência Lusa não se sentir nostálgico por não estar a disputar o torneio de ténis, que ciniciaesta segunda-feira.Quase desde sempre — ou, pelo menos, assim parece — que Rui Machado jogava o Estoril Open. Este ano, pela primeira vez em muitos anos, o de Algeriade Algeria não vai pisar o pó de tijolo dos courts, trocando aquele que era o seu habitat natural por um lugar nas bancadas do Estádio Millennium.”É sempre bom vir ao Estoril Open. Eu aumentei no Estoril Open, joguei o torneio muitos anos e, mais uma vez, estou aqui presente nesta celebração do ténis nacional”, iniciou por declarar à Lusa.Empenhado no seu novo papel de coordenador técnico nacional/treinador, aquele que ainda figura como terceiro melhor jogador de Portugal de sempre garantiu não ter tido tempo para pensar que, desta vez, não vai estar no ‘court’, para disputar o torneio que arranca esta segunda-feira e decorre até domingo, no Clube de Ténis do Estoril.”Tenho caminhado super ocupado e dentro do torneio. Estes dias estive a auxiliar o Gastão [Elias] e o João Monteiro. Tenho caminhado a acompanhar os últimos preparativos e, como sempre, esta é uma semana especial”, explicou.Faz 7 anos, Quartos-de-final de o anterior Estoril Open assumiu não estar nostálgico, apesar de estar a viver as afeições Machado, que jogou de fora, os.”Não, porque sendo tão competitivo como eu sou, já não me sinto pronto para competir. Não sinto vontade de ir para dentro do campo, não estou preparado, por isso não ia ser bom”, reconheceu.Há um ano, na conferência de jornalismo que se seguiu à sua derrota com o sueco Elias Ymer na primeira ronda da qualificação, o ade Algeria de 33 anos, recriminou os jornalistas por não terem feito “a pquestãodo milhão”.”Os jornalistas perguntaram tantas vezes, tantos anos, se era o meu último Estoril Open, e no ano passado, se calhar, não desejaram perguntar. Não sei se estava preparado para responder, não sei o que tinha preparado para declarar. Provavelmente, não iria declarar a verdade, mas iria responder entre linhas”, lembrou.Embora ainda não tivesse tomado a resolução de retirar-se nessa altura — comunicou-a um mês depois -, Machado admitiu que “as coisas estavam bastante encaminhadas” quando deu essa conferência.”Até penso que a organização naquele ano foi um pouco mais perspicaz que os jornalistas. E o wild card que me foi dado foi no sentido de “possivelmente, esta será uma das últimas chances que ele terá de jogar o Estoril Open”, confessou.Agora, no papel de coordenador técnico nacional, o antigo tenista tem um grande desejo para esta edição: “Esperemos que os portugueses passem rondas. Normalmente, vão passando e fazendo bons resultados. Esperemos que ocorra, porque o público já se habituou não só a vir ver os melhores nomes do ténis global, mas também a aproveitar para ver os portugueses”.’Carrasco’ de João Sousa na primeira edição do Millennium Estoril Open, Rui Machado acredita que poderá ser à terceira que o número um português consiga, finalmente, vencer um encontro de singulares no Clube de Ténis do Estoril.”Acho que água mole em rocha dura, tanto bate até que fura. Vai ser para o próximo, se não for este ano. O João tem nível, já o provou várias vezes, nos últimos anos tem feito resultados extraordinários. É uma questão de ocorrer”, defendeu.Gastão Elias vai esta segunda-feira jogar na primeira matiné do Estoril Open de 2017, sendo o primeiro tenista português a tentar, frente ao tunisino Malek Jaziri, apurar-se para a segunda ronda do torneioEm dia de feriado, e de lotação esgotada, o horário mais apetecido da jornada, que arranca às 13h00 com o confronto entre o espanhol Tommy Robredo e o russo Evgeny Donskoy, foi reservado para o número dois nacional, com Elias a defrontar o 67.º jogador global, jamais antes das 14h45.Suprimido na primeira ronda das duas edições anteriores do torneio disputado no Clube de Ténis do Estoril, o 108.º classificado do ranking procura ‘quebrar’ esse obstáculo para poder repetir a dupla presença nos quartos de final do extinto Portugal Open .Logo de seguida, vai ser Frederico Silva , convidado’ da organização, a entrar em court para o embate com o uzbeque Denis Istomin, 73.º jogador global.Para o final da jornada no Estádio Millennium está marcado o encontro de pares que oporá João Sousa e o seu novo companheiro, o britânico Kyle Edmund, aos espanhóis Nicolas Almagro e Guillermo García-Lopez.O quadro principal do Estoril Open disputa-se entre segunda-feira e domingo, nos courts de terra batida estonianos, em Cascais.

Leer Más