Agência Lupa: Afastado e com a irmã presa, Aécio exibe sua defesa

Por: SentiLecto

Flagrado em gravações da JBS, o Aécio Neves está distanciado do Senado por ordem do STF e com pedido de prisão pendente. Sua irmã, Andrea Neves, foi presa na semana passada.

Leer Más

Tratamento dado à minha mulher é absurdo, ddeclaraCabral em dtestemunho

Por: SentiLecto

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral se queixou das acusações feitas contra a sua mulher, Adriana Ancelmo O ex-governador do Rio Sérgio Cabral é preso sob denúncia de corrupção., e as suspeitas sobre o escritório de advocacia da ex-primeira-dama.

Leer Más

Advogados e políticos fazem ato de desagravo a defensores de Lula

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Antonio Mariz

Um acontecimento convidado a pretexto de ser um ato de desagravo aos advogados do presidente Lula nos processos em que ele responde na Lava Jato virou palco de duras críticas àosiinquéritoscconduzidos

O ponto principal foram os últimos episódios da delação dos proprietários da JBS, que incluíram a gravação de conversas com o presidente Michel Temer, o senador Aécio Neves e o deputado Rocha Loures .

Leer Más

Temer ficou com R$ 1 milhão que teria que ir para campanha, declara delator

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Deputado Michel Temer

Faz 3 anos, o ex-diretor de Relações Institucionais da JBS Ricardo Saud declarou em testemunho de delação premiada que o presidente Michel Temer ficou com R $ 1 milhão de um total de R $ 15 milhões que teriam sido destinados por a companhia, a pedido de o PT, então candidato a vice na chapa de Dilma Rousseff.

Michel Miguel Elias Temer Lulia é um político, advogado, professor universitário e escritor brasileiro, atual presidente brasileiro após o impeachment da titular, Dilma Rousseff.

Leer Más

‘Parece que foi coisa preparada’, declara advogado de Temer sobre delação da JBS

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Friboi jbs

O advogado Antonio Claudio Mariz de Oliveira, que defende Michel Temer na área criminal, alega que a gravação da conversa entre o empresário Joesley Batista, da JBS, que teria tentado induzir o diálogo com Temer, utilizando depois a gravação como moeda de troca para que o Ministério Público Federal aceitasse fazer um acordo de cooperação com os proprietários da JBS, , e o presidente da República “parece que foi coisa preparada”.

Contudo, Batista declarou que perdeu contato com Geddel depois do escândalo que levou à queda de ministro no final do ano passado. Geddel passou a ser “investigado”, segundo Batista, e por isso ele evitava entrar em contato com ele., em discurso duro disse: “Sei o que fiz e sei a correção dos meus atos”.

Leer Más