Venezuela vota sob ameaça de fraude chavista para evitar triunfo da oposição

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nicolás Maduro in meeting with Iranian President Hassan Rouhani in Saadabad Palace

Leer Más

Para evitar muxoxos na base, Temer adia polêmica para depois da acusação

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Deputado Michel Temer

– As pendências do presidente Michel Temer para o pós segunda acusação se avolumam. Apesar de o roteiro da encenação já estar montado para a derrubada de mais essa denúncia, o Palácio do Planalto evita movimentos que ensejem muxoxos na fisiológica base governista. A lista de afazeres: 1) Sancionar medida provisória já aprovada pelo Congresso com normas mais favoráveis para os devedores no Refis. O Ministério da Fazenda pode recomendar vetos. 2) Enviar ao Legislativo remendo à proposta orçamentária de 2018, com base na nova meta de deficit fiscal. O adendo tem que incluir a devolução de R$ 130 bilhões do BNDES aos cofres do Tesouro Nacional. 3) Editar MP para tributar fundos de investimento, garantindo receita extra de R$ 6 bilhões em 2018. 4) Baixar MP com elevação da alíquota previdenciária de servidores civis de 11% para 14%. 5) Encaminhar ao Congresso proposta para congelar, por um ano, reajuste salarial do funcionalismo federal, postergando para 2019 uma despesa de R$ 5,1 bilhões. Anunciaram-se os itens 3, 4 e 5 em agosto, mas Temer desde então enrola para enviar as iniciativas ao Legislativo, o que já compromete a receita estimada com as medidas. 6) Assinar MP que regulamenta a reforma trabalhista. Prometeu-se o texto a o Senado que se absteve de modificar a reforma aprovada em a Câmara diante da garantia de o governo de ajustes posteriores,. Centrais de trabalhadores aproveitam para tirar um naco e assegurar nova taxa para financiamento sindical. 7) Por último, o Planalto envolveu em mistério uma habitual obstrução parcial de artéria coronária do presidente. O quadro vai ser tratado com remédios e dieta. Pelo menos, até a eleição da segunda acusação.

Chegou cedo ao plenário da Câmara e abriu a sessão por volta das 14h30.Governos costumam editar medidas provisórias para garantir apreciação mais célere, já que MPs trancam a pauta de eleições.

Leer Más

Governo Trump interrompe subvenções do Obamacare a planos de saúde

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

Um corte imediato das subvenções do governo dos EUA a provedores tem que afetar profundamente o mercado local de planos de saúde, ampliando custos do serviço e afetando a cobertura de ao menos 7 milhões de beneficiados pelo Obamacare, sistema instituído por Barack Obama.

Através do programa, os chamados “dreamers” podiam viver legalmente nos EUA por dois anos e ficavam protegidos da deportação. Ao fim desse fase, era preciso renovar o pedido —foram 952 mil pedidos de renovação até hoje, com 93% das solicitações aceitas.Leia aqui a declaração de YuKiya Amano

Leer Más

El PP apunta a una contestación múltiple que va a ir más allá del artículo 155 de la Constitución

Por: SentiLecto

El PP acepta cada vez más veracidad a que el president de la Generalitat, Carles Puigdemont declare este tarde la independencia de Cataluña y alude a una contestación política múltiple, de todos los poderes del Estado -Ejecutivo, Legislativo y Judicial- que iría más allá de la aplicación del artículo 155 de la Constitución, que o en un artículo-en alusión al 155- se basan en todo el ordenamiento y todo el marco constitucional”, que permite al Ejecutivo tomar el control de una autonomía. El portavoz del Grupo Popular en el Congreso, Rafael Hernando, aseguró hoy, en declaraciones en la Cámara, que el Gobierno y el Estado de Derecho “cuenta con todas las herramientas a su alcance para hacer frente a este golpe antidemocrático”.

Leer Más

As instituições estão funcionando? 5 momentos em que o equilíbrio entre Poderes deu ’tilt’

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Foto oficial de Delcídio do Amaral

Estes são links externos e vão abrir numa nova janela

A cada nova escalada da crise brasileira, autoridades apressam-se a garantir: “as instituições estão funcionando”. Mas estariam funcionando bem? Sucessivos embates entre os Poderes da República – Executivo, Legislativo e Judiciário – mencionam que o equilíbrio entre eles têm dado “tilt”, ou seja, sinais de equívoco. E o risco que isso traz, realçam analistas escutados pela BBC Brasil, é o de perda de confiança na democracia.

Leer Más