Em acontecimento inédito, robô governa orquestra ao lado de Andrea Bocelli

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Abb Sorocaba

O tradicional Teatro Verdi na Itália, recebeu um espetáculo inédito na noite desta terça-feira: uma ópera com o tenor Andrea Bocelli O tradicional Teatro Verdi é principal palco da cidade de Pisa., mas com a orquestra comandada por um robô. A apresentação fechou um concerto de caridade promovido pelo Primeiro Festival Internacional de Robótica, com o programa “Um sopro de esperança: do Stradivarius ao robô”.

Montou-se O YuMi em o palco para as três últimas músicas. O YuMi é robô colaborativo de dois braços produzido pela ABB. Ao lado de Bocelli, ele conduziu “La Donna è Mobile”, aria do terceiro ato da ópera Rigoletto, de Giuseppe Verdi. Logo depois, governou a solista Maria Luigia Borsi em “O mio babbino caro”, da ópera Gianni Schichi, de Giacomo Puccini, e fechou o espetáculo com o intermezzo da ópera Cavalleria Rusticana, de Pietro Mascagni.

Leer Más

A economia colaborativa e os conseqüência sobre a alimentação

Por: SentiLecto

Os dois grandes exemplos de plataformas tecnológicas disruptivas que afetam o setor do Turismo são Airbnb e Uber, nos setores de hospedagem e mobilidade, respectivamente. A economia compartilhada, no entanto, não se limita a isso. No discussão promovido pela CNC na última segunda-feira, representantes do setor de alimentação debateram restaurantes e bares têm que lidar com a “sombra” da tecnologia.

Leer Más

CNC discute economia colaborativa no Turismo; veja fotografias

Por: SentiLecto

– O calendário de acontecimentos do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da CNC segue com a discussão de assuntos sensíveis à indústria de viagens. Este ano, em duas datas diferentes, foram debatidos a economia compartilhada e as ações conjuntas de Esporte e Turismo. Nesta segunda-feira, a entidade mais uma vez abriu as portas de sua sede, no Rio de Janeiro, dessa vez com experts para abordar os efeitos que a economia colaborativa tem na alimentação, no transporte e nas agências de viagens. Sobre a sequência de acontecimentos, Alexandre Sampaio alegou que “é fundamental abordar todo o espectro de assuntos do Turismo e a relação deles com a economia disruptiva. Alexandre Sampaio é o presidente do Cetur-CNC. E, com isso, abordar inovações e como o setor pode com elas se desenvolver”. Mediadora do acontecimento e conselheira do Cetur-CNC, Maureen Flores, inseriu ao público presente o assunto a ser discutido. Declarou: “Apesar da tecnologia modificar em bastante os modos de produção, foi preciso a sociedade mostrar que a inteligência não estava na máquina, estava na rede”. “É essa comunidade coordenada em rede que agiliza a economia, que coordena e que promove uma mudança que é imprevisível”. Cheque no álbum abaixo as fotografias clicadas por Marluce Balbino durante o seminário “Efeitos da economia colaborativa”, da CNC:

Leer Más