Padilha rebate Tasso e declara que não há ‘folga’ em nova meta de deficit

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Deputado Michel Temer

Eliseu Padilha rebateu nesta quarta-feira Tasso Jereissati de que o presidente Michel Temer desejou uma “folguinha” ao ter aumentado a previsão do deficit público para 2017 e 201Tasso Jereissati de que o presidente Michel Temer desejou uma “folguinha” ao ter aumentado a previsão do deficit público para 2017 e 2018. Eliseu Padilha é o ministro da Casa Civil. Tasso Jereissati é declaração do presidente interino do PSDB. Tasso Jereissati é declaração do presidente interino do PSDB.

O presidente também teve uma reunião, neste sábado, com os ministros Raul Jungmann e Sergio Etchegoyen .

Leer Más

Forças Armadas voltam às ruas do RJ para apoiar polícia contra tráfico de drogas e rassaltode cargas

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Cruzex IV 2008 Natal – Brasil

As Forças Armadas voltaram às ruas do Rio de Janeiro nesta quarta-feira para dar asuporteà polícia em ações em diversas comunidades de Niterói, na região metropolitana da capital fluminense, para prender suspeitos de ligação com tráfico de drogas e roassaltoe cargas.

As forças armadas de uma nação constituem o conjunto das suas organizações e forças de guerrazinha e de defesa.

Leer Más

Para não se indispor com mercado, Temer vetou deficit maior

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Deputado Michel Temer

Mesmo sob pressão da base aliada para ampliar ainda mais o rombo no Orçamento, o presidente Michel Temer adotou metas fiscais de R$ 159 bilhões para 2017 e 2018 para não se indispor com o mercado financeiro, considerado o principal fiador de sua permanência na posição.

Michel Miguel Elias Temer Lulia é um político, advogado e escritor brasileiro, atual presidente brasileiro após o impeachment da titular, Dilma Rousseff.

Leer Más

S&P conserva rating do Brasil após piora da meta fiscal, menciona cenário mais estável

Por: SentiLecto

– A agência de classificação de risco Standard & Poor’s conservou o rating soberano brasileiro em BB, mencionando um cenário mais estável desde as acusações de maio contra o presidente Michel Temer, mesmo após o governo ter aumentado as metas de déficits fiscais para 2017 e 2018 nesta terça-feira. A S&P retirou o comentário negativo sobre o rating e passou a ter uma perspectiva negativa. Na prática, isso significa que a agência tirou do radar a chance de um corte da nota do país sem um aviso prévio. Com a perspectiva negativa, o risco de redução do rating é de pelo menos uma chance em três nos próximos seis a nove meses, explicou a S&P. Mas a perspectiva também pode se estabilizar. “Desde que colocamos nossa classificação do Brasil em observação negativa, em maio, o cenário político está um pouco mais estável, uma vez que o presidente Temer sobreviveu a uma votação no Tribunal Superior Eleitoral em junho e no Congresso em agosto, relacionado a corrupção”, afirmou a S&P. A agência afirmou ainda que a economia brasileira parece ter se estabilizado, e mencionou que o Congresso aprovou a reforma trabalhista em julho, além do governo seguir empenhado em fazer progredir a reforma da Previdência e levar adiante uma agenda microeconômica. “A perspectiva negativa, no entanto, reflete desafios políticos e o risco de um corte nos próximos seis a nove meses se o Congresso não conseguir aprovar leis que diminuam a rigidez fiscal brasileira, que dificultam a diminuição do déficit e a moderação sustentada do crescimento das despesas”, declarou a S&P.

Leer Más

Aécio defende que discussão sobre parlamentarismo fique para 2019

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Senador Tasso Jereissati (Foto Oficial)

O presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves , defendeu nesta terça-feira que o debate sobre a adoção de um sistema parlamentarista no país fique somente para 2019.

Para ele, exclusivamente um presidente selecionado em uma votação direta vai ter autoridade para sugeri uma mudança no sistema presidencialista.

Leer Más