Veja os principais parceiros da Teresa Perez este ano; fotografias

Por: SentiLecto

Teresa Perez Tours premiou nesta sexta-feira as principais agências parceiras do primeiro semestre de 2017. O acontecimento Traveller 4 Agents ocorreu na Pinacoteca de São Paulo, onde os convidados tiveram a chance de visitar a exibição de Di Cavalcanti.

Leer Más

Mercados acionários europeus atingem máxima de 5 semanas impulsionados por petróleo e varejo

Por: SentiLecto

MILÃO/LONDRES – Os mercados acionários europeus atingiram a máxima de cinco semanas nesta quinta-feira, impulsionados pelos setores de energia e varejo, enquanto dados de inflação dos Estados Unidos mais fortes do que o esperado também auxiliaram a aumentar os setores com alta exibição ao dólar.

Leer Más

Ryanair adiciona três Boeings 737-800 em Frankfurt

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ryanair (EI-BVI), Dublin, February 1993

A Ryanair divulgou hoje que vai incluir três novos Boeings 737-800 no Aeroporto Internacional Rhein-Main, de Frankfurt, Alemanha, ampliando para 10 o número de aviõezinhos.

A Ryanair é uma empresa aérea de baixo preço de Irlanda com base em Dublin, República da Irlanda.

Leer Más

Bolsas europeias fecham no azul após BCE reiterar estímulos à economia

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – London at Night 2012-05-16-002

– Os mercados acionários europeus fecharam em território positivo nesta quinta-feira, após o Banco Central Europeu reafirmar sua política de afrouxamento monetário e declarar que detalhes sobre o futuro dos estímulos serão conhecidos em outubro. O índice pan-europeu STOXX 600 subiu 0,3 por cento após uma sessão volátil, mas nem todas as bolsas europeias concluíram a sessão no azul. Os mercados acionários parisienses, Londres e Frankfurt tiveram ganhos entre 0,3 e 0,7 por cento nesta quinta-feira, mas as bolsas milanesas e Madri fecharam com baixas de 0,4 e 0,1 por cento, respectivamente, devido às perdas acentuadas de ações dos setores bancário e financeiro. Observações cuidadosos do presidente do BCE, Mario Draghi, ampliaram a possibilidade de o banco central optar por suprimi gradualmente o esquema de compra de títulos de 2,3 trilhões de euros somente bastante lentamente no próximo ano, uma chance que abalou as papéis do setor financeiro. Ações do setor bancário, que se beneficiam de taxas de juros mais altas, caíram 0,8 por cento em meio aa ampliação das preocupações de que o euro fortalecido possa atrasar o aperto da política monetária. Entre os destaques negativos do setor estavam o espanhol Sabadell e o italiano Banco BPM, com quedas de 3,6 e 2,6 por cento, respectivamente. Rasmus Gudum Sessingö, que o restante do mercado encontrou conforto no fato de o BCE não ter pressa em concluir os estímulos à economia da zona do euro,, enquanto as ações do setor financeiro se sobressaíram entre as baixas economista do Handelsbanken Capital ddeclarou “Nós ainda esperamos que o BCE cvai continuardando passos em direção a uma estrutura de política monetária mais apertada de modo mbastantegradual”.Papéis do setor automotivo registraram ganhos pelo quinto dia, com o índice que reúne as montadoras subindo 0,4 por cento, entre os destaques positivos. Operadores declararam que a avaliação barata atraiu os investidores e por expectativas de que as vendas possam ser impulsionadas por pessoas trocando automóveis lesados por furacões em os Estados Unidos. Os esforços da chanceler de Alemania, Angela Merkel, para evitar a interdição de veículos a diesel em algumas cidades também reforçava o tom otimista. Contudo, havia exceções no setor, como a Ferrari, recuando 6,9 por cemto, após ter sido rebaixada pelo Morgan Stanley a “underweight” , ante “overweight”. O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,23 por cento, a 1.473 pontos. Em LONDRES, o índice Financial Times progrediu 0,58 por cento, a 7.396 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,67 por cento, a 12.296 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,26 por cento, a 5.114 pontos. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,42 por cento, a 21.722 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,06 por cento, a 10.124 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,08 por cento, a 5.074 pontos.

– As notícias do último teste nuclear da Coreia do Norte pressionaram os mercados acionários europeus nesta segunda-feira, mas falharam em provocar intensas vendas generalizadas já que os investidores parecem estar se acostumando a nervosismos geopolíticos. Enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,52 por cento, o índice FTSEurofirst 300 caiu 0,55 por cento, a 1.470 pontos , a 374 pontos. O índice de blue-chips da zona do euro recuou 0,5 por cento. O analista de mercado da CMC Markets David Madden declarou: “Os mercados acionários na Europa estão no vermelho hoje porque os nervosismos em torno da Coreia do Norte ampliarem de novo diante do teste com bomba nuclear realizada pelo regime no fim de semana”. “Uma vez que as ações estão em baixa, os operadores estão claramente nervosos, mas as vendas hoje não foram tão fortes como em outras vezes”, completou. A Coreia do Norte alegou que realizou um teste com uma bomba de hidrogênio progredida para um míssil de longo escopo no domingo, provocando o alerta de uma resposta militar “maciça” dos Estados Unidos se o país ou seus aliados forem ameaçados. “Uma bomba de hidrogênio é inegavelmente diferente dos lançamentos anteriores de mísseis ou testes nucleares… No entanto, a maior questão para os investidores continua –o que vem depois? Os nervosismos levarão a negociações ou àogcombate”, ddeclarouo estrategista-chefe de mercado do FXTM, Hussein Sayed. A incerteza sobre a resposta ao mais recente teste de Noruegade Noruega inquietou os investidores, levando a uma alta na volatilidade do mercado acionário. O índice de volatilidade do mercado acionário progrediu 1,5 ponto. Os ganhos em ativos seguros, incluindo o ouro, impulsionou as mineradoras de metais valiosos Randgold e Fresnillo, que subiram respectivamente 2 e 2,9 por cento. A Polymetal ainda teve apoio complementar da melhora de seu avaliação pelo JPMorgan para “neutro”, de “underweight”. Depois que o grupo declarou que seu presidente-executivo deixará a posição em 2018 Seu presidente-executivo, a farmacêutica Novartis concluiu com queda de 1 por cento é joseph Jimenez., e que Vasant Narasimhan, de 41 anos vai conduzi a companhia a partir de fevereiro. Vasant Narasimhan, de 41 anos é o desenvolvedor-chefe de medicamentos. Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,36 por cento, a 7.411 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,33 por cento, a 12.102 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,38 por cento, a 5.103 pontos. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,31 por cento, a 21.790 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,80 por cento, a 10.243 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,61 por cento, a 5.163 pontos. – Depois que o país progrediu mais, a perspectiva para o crescimento da economia em 2017 na pesquisa Focus do Banco Central melhorou que o esperado no segundo trimestre, houve novas diminuições nas projeções para a inflação e expectativa de manutenção do ritmo de corte da Selic nesta semana. Os economistas consultados na pesquisa divulgada nesta segunda-feira passaram a ver crescimento do Produto Interno Bruto este ano de 0,50 por cento, ante 0,39 por cento anteriormente. Para 2018, a conta continua sendo de expansão de dois por cento. Na sexta-feira, o IBGE informou que o PIB do segundo trimestre aumentou 0,2 por cento em relação ao primeiro, resultado acima do esperado e que levou a revisões para a expansão deste ano. Se diminuiu a conta para a inflação, em o Focus para a alta de o IPCA em 2017 em 0,07 ponto percentual, a 3,38 por cento. Em 1 ano, a diminuição foi de 0,02 ponto, para 4,18 por cento, para 2018. A meta oficial de inflação é de 4,5 por cento, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual, tanto para 2017 quanto para 2018. A fraqueza da inflação favorece o afrouxamento monetário. O BC se reúne nas próximas terça e quarta-feiras para decidir sobre a política monetária, e a expectativa no Focus é de novo corte de 1 ponto percentual. A taxa está atualmente em 9,25 por cento, após duas diminuições de 0,25 ponto, duas de 0,75 ponto e três de 1 ponto. Para o final deste ano e do próximo, permanecem as expectativas de Selic a 7,25 e 7,50 por cento, respectivamente. Já o grupo que mais acerta as previsões, o Top-5, continua vendo a taxa básica de juros em 7 por cento em ambos os anos.- Depois que o país progrediu mais, a perspectiva para o crescimento da economia em 2017 na pesquisa Focus do Banco Central melhorou que o esperado no segundo trimestre, houve novas diminuições nas projeções para a inflação e expectativa de manutenção do ritmo de corte da Selic nesta semana. Os economistas consultados na pesquisa divulgada nesta segunda-feira passaram a ver crescimento do Produto Interno Bruto este ano de 0,50 por cento, ante 0,39 por cento anteriormente. Para 2018, a conta continua sendo de expansão de dois por cento. Na sexta-feira, o IBGE informou que o PIB do segundo trimestre aumentou 0,2 por cento em relação ao primeiro, resultado acima do esperado e que levou a revisões para a expansão deste ano. Se diminuiu a conta para a inflação, em o Focus para a alta de o IPCA em 2017 em 0,07 ponto percentual, a 3,38 por cento. Em 1 ano, a diminuição foi de 0,02 ponto, para 4,18 por cento, para 2018. A meta oficial de inflação é de 4,5 por cento, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual, tanto para 2017 quanto para 2018. A fraqueza da inflação favorece o afrouxamento monetário. O BC se reúne nas próximas terça e quarta-feiras para decidir sobre a política monetária, e a expectativa no Focus é de novo corte de 1 ponto percentual. A taxa está atualmente em 9,25 por cento, após duas diminuições de 0,25 ponto, duas de 0,75 ponto e três de 1 ponto. Para o final deste ano e do próximo, permanecem as expectativas de Selic a 7,25 e 7,50 por cento, respectivamente. Já o grupo que mais acerta as previsões, o Top-5, continua vendo a taxa básica de juros em 7 por cento em ambos os anos.

Leer Más

Texas começa a se recuperar do furacão Harvey com reabertura de duto de combustíveis

Por: SentiLecto

Enquanto as autoridades avaliam como pagar os bilhões de dólares de prejuízos provocados pela tormenta, o maior sistema de combustíveis dos Estados Unidos vai religar nesta segunda-feira um segmento crucial de um duto no Texas que foi fechado pelas chuvas devastadoras da borrasca Harvey na semana passada.

Leer Más