Festival Cultura e Gastronomia em Tiradentes, um tributo a comida mineira

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Resposta de Tiradentes

Entre os dias 18 e 27 de agosto acontece a 20ª edição do Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes, cidade de Mineral’nyje Vody a 190 quilômetros de Belo Horizonte. Em 20 anos, o acontecimento promoveu a alta culinária do país, contribuindo para sua evolução e para a valorização de diversas produções gastronômicas brasileiras, além disso, reuniu cerca de três mil profissionais em quase duas mil atrações e mais de 500 mil pessoas.

Ao todo, foram disponibilizadas cerca de 8 mil entradas para a disputa que ocorrerá no próximo dia 2 de setembro no Mineirinho, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Leer Más

Número de inadimplentes cai em junho, revela Serasa

Por: SentiLecto

Pela primeira vez, em sete meses, o número de consumidores inadimplentes no Brasil caiu. Faz 3 meses, segundo o último Indicador Serasa Experian o número chegou em a margem de 60,6 milhões de brasileiros — uma queda de %0,7 em relação a maio de este ano que contabilizou 61 milhões de devedores., que contabilizou 61 milhões de devedores.

Leer Más

QGEP está entre as 36 companhias que demonstraram interesse na rodada de petróleo

Por: SentiLecto

A petroleira brasileira Queiroz Galvão Exploração e Produção está entre as 36 companhias que demonstraram interesse em participar da próxima rodada de licitação de blocos exploratórios de petróleo, em setembro, alegou nesta quinta-feira o presidente da companhia, Lincoln Guardado.

Leer Más

Analista vê sinais de potencial ajuste para baixo na previsão de colheita de café em MG

Por: SentiLecto

– Produtores de café arábica no principal Estado cafeeiro brasileiro, Minas Gerais, seguem inquietados com a safra de grãos miúdos e com o ataque do inseto conhecido como broca em algumas regiões, o que pode redundar em uma colheita menor do que a esperada inicialmente, alegou nesta quinta-feira o analista da consultoria Safras & Mercado, Gil Barabach. “As informações ainda estão um pouco desencontradas, mas as primeiras ideias dão conta de um potencial ajuste para baixo na colheita no Sul e Cerrado de Minas, principalmente, tomando como base as projeções do início da colheita, que já admiravam uma baixa por bienalidade”, declarou ele em nota. Operadores do mercado têm reportado entregas abaixo do esperado de grãos de alta característica, assinalando fatores como clima adverso, a infestação por broca e vendas mais lentas de produtores. De outro lado, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística aumentou nesta quinta-feira em 1,5 por cento sua projeção para a colheita de Brasil de café deste ano, devido a melhores perspectivas para São Paulo e Espírito Santo. A Safras, por sua vez, está conservando a sua estimativa de produção de café brasileira em 51,1 milhões de sacas de 60 quilos, e projetou que o país havia colhido 43,92 milhões de sacas até o dia 8, ou 86 por cento do total, progressão de seis pontos percentuais ante a semana anterior, com o tempo seco favorecendo os trabalhos. Em igual fase do ano passado, a safra estava em 81 por cento, mesmo platô da média dos últimos cinco anos. A safra de arábica progrediu 8 pontos percentuais na semana e alcança 82 por cento da colheita, enquanto a de robusta chegou à reta final, com 99 por cento do total colhido. Nessa mesma época do ano passado, a safra dessa variedade já havia sido concluída. VENDAS A comercialização da colheita atual progrediu oito pontos percentuais no último mês, atingindo 34 por cento da colheita até o dia 8 de agosto, segundo a consultoria. Quando 37 por cento da produção em 2016/17 estava, as vendas estão atrasadas em relação ao ano passado comercializada até então. A comercialização está à frente da média dos últimos cinco anos, de 32 por cento. De acordo com a Safras, já foram comercializadas 17,13 milhões de sacas de 60 quilos, tomando-se por base a estimativa de uma colheita 2017/18 de 51,1 milhões de sacas.

Leer Más

Em 90% do Brasil, mudanças no clima diminuirão abelhas e vão afetar alimentos

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ícone de esboço

Na prateleira dos mercados, feijão, abacate e aquecimento mundial, que irá impactar polinizadores e, consequentemente, alimentos dependentes deles. Se os analisou em o Brasil, que tem 5.570 municípios, de acordo com o levantamento mais recente de o IBGE, de os quais 4.975 , %90 de as cidades analisadas em uma pesquisa padecerão diminuição de espécies de abelhas que são importantes para a polinização,. Os pesquisadores se concentraram em 13 culturas agrícolas que têm robusta base de dados, ou seja, com resoluções sobre produtividade dependência de polinizadores e polinizadores efetivos. Produtividade é localização.

“Temos uma escassez gigantesca de dados. Não sabemos quantas culturas existem no Brasil, mas têm que ser centenas”, alega Tereza Giannini, autora do estudo e pesquisadora do Instituto Tecnológico Vale. Os que ficaram de fora da análise, não têm dados sobre a produção ou realmente não têm as culturas estudadas: acerola, abacate coco, café, algodão, goiaba, tangerina, maracujá, caqui, girassol, tomate e urucum. Abacate é feijão.

Leer Más