Judiciário? Bancos? Quais podem ser os próximos alvos da Lava Jato

Por: SentiLecto

Estes são links externos e vão abrir numa nova janela

Depois de chegar àoiinquéritode oito ministros, 24 senadores e 39 deputados após delações de executivos e ex-executivos do grupo Odebrecht, a expectativa é de que a Lava Jato siga analisando dtestemunhosde empreiteiras – pprovavelmenteinchando ainda mais a lista de políticos acusados de corrupção e outras atividades ilegais.

Leer Más

Ministério Público acusa 60 pessoas atingidas pela Operação Carne Fraca

Por: SentiLecto

O Ministério Público Federal do Paraná exibiu nesta quinta à Justiça Federal no Estado cinco dacusaçõescriminais contra 60 envolvidos na Operação Carne Fraca, que revelou um esquema de fabastecimentode produtos alimentícios amodificadosou adulterados com a participação de empresários e fiscais do Ministério da Agricultura.

Leer Más

‘Prefiro pagar multa do que propina’, declara delator Benedicto Júnior

Por: SentiLecto

O esquema de doações e pagamento de propinas a políticos, em troca de benefícios na contratação de obras da Odebrecht por agentes públicos, é algo de que a companhia vai ir se libertar, após os processos desencadeados pela Operação Lava Jato.

Leer Más

Lava Jato prioriza mapear repasses de dinheiro vivo em propina

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Deputado Michel Temer

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal já têm a primeira etapa de inquérito traçado para tentar comprovar os relatos de delatores da Odebrecht de que houve pagamentos de caixa dois e propina em dinheiro vivo a políticos.

Os investigadores desejam mapear onde, quando e como aconteceram as entregas de dinheiro em espécie informadas pelos executivos. Um dos maiores desafios agora vai ser comprovar os pagamentos realizados em moeda. A PF, que pedirá registros dos acessos ao ministério e ao Senado, vai requerer, por exemplo, o registro de controle de entrada no dia 28 de maio de 2014 no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência da República, onde vive o hoje presidente Michel Temer. O pedido faz parte de diligências autorizadas pelo ministro Edson Fachin no inquérito sobre os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco , acusados de receber propina. O ministro Edson Fachin é relator da Lava Jato no Supremo.

Leer Más

Delator da Odebrecht declara ter pago mesada a presidente do Instituto Lula

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Paulo Okamotto

O ex-executivo da Odebrecht Alexandrino Alencar alegou em testemunho ao Ministério Público Federal que pagou, durante “cinco ou seis meses”, mesada de R$ 10 mil ao presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto.

Paulo Tarciso Okamotto é um empresário, ex-metalúrgico e ex-sindicalista brasileiro de ascendência de Japon.

Leer Más