Feirão da Caixa vai oferecer mais de 230 mil imóveis em 14 cidades do país

Por: SentiLecto

A Caixa Econômica Federal informou, nesta segunda-feira, que a 13º edição do Feirão da Casa Própria irá oferecer mais de 230 mil imóveis nas 14 cidades que participarão do acontecimento. Em 4 dias, a primeira etapa de o feirão ocorrerá a partir de esta até domingo, 28, em 11 cidades, entre elas São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Florianópolis, Porto Alegre e Uberlândia,. Em Brasília, Fortaleza e Curitiba, o feirão ocorrerá entre os dias 23 e 25 de junho.

Leer Más

Ações da JBS desabam mais de 20% com preocupações por delações

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Friboi jbs

– As ações da JBS desabavam mais de 20 nesta segunda-feira a Bovespa, tocando mínimas em mais de três anos, com forte giro financeiro, em meio a temores envolvendo potenciais desdobramentos para a empresa de alimentos após acordo de delação premiada de seus executivos anunciado na última quinta-feira. Por volta das 16:00, as ações da companhia perdiam 21,13 por cento, a 6,87 reais, perto da mínima da sessão até o momento, de 6,85 reais, menor platô intradia desde março de 2014. Os papéis lideravam as perdas do Ibovespa, que operava em baixa de 1,6 por cento. Os papéis entraram em leilão algumas vezes desde a abertura. O giro financeiro das ações totalizava 410 milhões de reais. Na Bovespa, o volume financeiro do pregão também estava mais forte, alcançando 9,8 bilhões de reais, em linha com o giro mais aumentado dos últimos pregões. Um dos focos de preocupação dos agentes financeiros está voltado para as negociações entre o Ministério Público Federal e a J&F, controladora da companhia, sobre o pagamento de multa de 11,2 bilhões de reais. Suspenderam-se as conversas em a sexta-feira, após um impasse em relação a o valor de a multa a ser paga por a companhia, mas nesta segunda-feira o MPF declarou que se recomeçaram as negociações. Também inquieta o potencial efeito nos planos da oferta inicial de ações da subsidiária JBS Foods International nos Estados Unidos, que analistas vinham realçando que auxiliaria a destravar valor na empresa. O analista de uma corretora nacional declarou: “Tudo que está ocorrendo é motivo suficiente para justificar a queda das ações e um IPO nos Estados Unidos tem que ser muito difícil agora”. Na semana passada, antes do mais recente Wesley Batista alegou que não via impedimentos para seguir com o IPO nos EUA. Wesley Batista é o presidente-executivo da JBS. Wesley Batista é o presidente-executivo da JBS. Na quinta-feira, a companhia reiterou que trabalhos para o IPO prosseguiam. O quadro desfavorável para os papéis era reforçado pela resolução da Comissão de Valores Mobiliários na última sexta-feira de abrir mais quatro processos administrativos para apurar acusações de anormalidades em negócios nos mercados de capitais realizados por companhias dos irmãos Joesley e Wesley Batista, incluindo a JBS. Nesta segunda-feira, a agência de classificação de risco Moody’s cortou em um degrau ratings da JBS e de sua subsidiária JBS utiliza, bem como colocou as classificações de risco de ambas as companhias em revisão mencionando as delações.

– Faz 1 mês, o grupo de controle de a companhia de alimentos JBS vendeu 329 milhões de reais em ações de a empresa, operação que foi acompanhada por a compra de 200 milhões de reais em ações de a companhia por a tesouraria de a própria JBS em o mês passado, segundo documentos mandados a o mercado. Realizaram-se as operações depois que o presidente de o conselho de gestão e o presidente-executivo de a JBS, Joesley e Wesley Batista, iniciaram secretamente a negociar um acordo de delação premiada. Entre os acionistas que venderam ações da JBS estão veículos de investimentos utilizados pelos irmãos Batista para controlar a empresa. A JBS não comentou o tema, enquanto a holding controladora J&F Investimentos, não respondeu a pedidos de observações. Representantes da Comissão de Valores Mobiliários não regressaram ligações de imediato. – A Moody’s cortou em uma nota o rating da JBS e de sua subsidiária JBS utiliza, bem como colocou as classificações de risco de ambas as companhias em revisão para novos rebaixamentos, conforme relatório nesta segunda-feira. Diminuiu-se o rating de a jbs para ‘ ba3 ‘ ante ‘ ba2 ‘, teve a nota cortada para ‘ ba2 ‘, enquanto a dívida garantida de a jbs utiliza ante ‘ ba1 ‘ e a de a dívida não garantida de a jbs utiliza passou para ‘ ba3 ante ba2 ‘. “Esta ação segue a confirmação da JBS S.A. de que sete executivos da companhia e sua entidade controladora, a J&F Investimentos, festejaram um acordo de leniência com o Ministério Público Federal sobre alegações de corrupção”, declarou a Moody’s. – A delegação de Valores Mobiliários abriu nesta sexta-feira mais quatro processos administrativos para apurar acusações de anormalidades em negócios nos mercados de capitais realizados por companhias dos irmãos Joesley e Wesley Batista, incluindo a JBS. Os inquéritos foram abertas após reportagens do jornalismo e divulgação de delações dos irmãos e de executivos das empresas, no âmbito da operação Lava Jato. Um dos processos trata de indícios de possível prática de utilização de informação privilegiada por meio de operações no mercado de dólar futuro e com ações da JBS. Outro analisa a atuação do Banco Original, da J&F, no mercado de derivativos. Um outro processo da autarquia analisa a atuação da própria JBS no mercado de dólar futuro. Um quarto processo analisa negociações do controlador da JBS com ações da empresa.

Leer Más

BC continua monitorando mercados e atua para conservar-los em plena funcionalidade,declaraz Ilan

Por: SentiLecto

– O Banco Central vai continuar monitorando o efeito das notícias do cena político nos mercados financeiros e atuando para conservar-os em plena funcionalidade, reafirmou Ilan Goldfajn nesta segunda-feira, em acontecimento em São Paulo. Ilan Goldfajn é o presidente do BC.. Ilan também reiterou que o BC e o Tesouro Nacional dispõem de “vários instrumentos” para tanto, conforme pontos de seu discurso publicados no site do BC.

Leer Más

Fitch: incerteza política amplia risco de crédito dos bancos

Por: SentiLecto

Três dias depois do relatório em que assinala a ampliação da incerteza sobre a aprovação das reformas da Previdência e trabalhista por causa da crise política, a agência de classificação de risco Fitch alegou que o fenômeno vai ampliar o risco de crédito dos bancos. O documento assinala que o ambiente político não provocará uma danificação imediata e brusca das características dos ativos dos bancos. Só que o crescente risco político tende a ampliar a incerteza de políticas e do Legislativo, em um momento em que a reforma econômica e a agenda legislativa são críticas para a recuperação da economia.

Leer Más

Programa da reforma da Previdência pode padecer mudanças, declara Meirelles

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – By Carlos Barretta stk 001068 (7310177286)

– Henrique Meirelles alegou nesta segunda-feira que o programa da reforma do Previdência poderá padecer mudanças em função dos eventos políticos da semana passada Henrique Meirelles é o ministro da Fazenda., mas defendeu que os conseqüência positivos não são imediatos e surtirão conseqüência principalmente na próxima década. Em teleconferência com investidores do JP Morgan e falando em inglês, Meirelles alegou que um atraso de um ou dois meses na apreciação do texto não vai fazer diferença. CONFIRA OS VÍDEOS: Compreenda as novas normas da aposentadoria

– O governo acredita já ter os votos para aprovação da reforma da Previdência no plenário da Câmara dos Deputados, alegou nesta quarta-feira Henrique Meirelles adicionando que uma eventual postergação da eleição vai fazer diferença na expectativa econômica. Henrique Meirelles é o ministro da Fazenda. Ele a jornalistas, após participação em acontecimento em Brasília. alegou: “Quanto mais cedo melhor”. Ele também alegou que o passivo do Funrural concluirá de ser calculado pelo governo na quinta-feira.

Leer Más