Polícia investiga morte de mulher transexual em Belford Roxo

Por: SentiLecto

Investiga-se a morte de Samily Guimarães, de 22 anos, por a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense. A jovem levou dois tiros na cabeça e um no peito na Avenida Atlântica, no bairro Recantus, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, na madrugada de sexta-feira. Se o levou uma mulher transexual, nenhum pertence da vítima , . Ela teria sido atingida por ocupantes de um carro que quando Samily andava, disparam tiros pelo local. Sepultará-se o corpo em a tarde de este sábado.

Leer Más

Lava Jato fica com Fachin, o ministro ‘mais duro do que se esperava’

Foto: Wikipedia – Edson Fachin

A operação Lava Jato tem um novo relator no Supremo Tribunal Federal – o ministro Edson Fachin foi sorteado para trocar Teori Zavascki, morto há duas semanas.

Foi advogado, professor titular de direito civil da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná e desde 16 de junho de 2015 é ministro do Supremo Tribunal Federal .

Leer Más

Oposição e movimentos sociais coordenam protestos contra reforma da previdência

Foto: Wikipedia – Vote2 final

– Imediatamente após a divulgação da proposta de reforma da previdência no Palácio do Planalto, o líder da ninoria, senador Lindbergh Faria anunciou, no Senado, que as oposições e movimentos sociais concentrarão todas as suas “energias” contra a aprovação das medidas no Congresso, e a criação de um dia nacional de lutas contra a reforma. O petista declarou que, ao contrário da PEC do telhado, que é abstrata, o cidadão agora sentirá na pele o que perderá e o quanto vai ter que trabalhar para não alcançar, jamais, a aposentadoria integral com 50 anos de contribuição. Segundo Lindbergh, as direções da CUT, MST, MTST e outros movimentos, além dos partidos de oposição, já estão articulando uma mobilização gigante em todo país contra a reforma da previdência anunciada hoje por Michel Temer e que deve começar a tramitar no Congresso. — Esse povo está doido! Essa reforma da previdência é violentíssima. É uma maldade e penaliza quem mais precisa, que são as pessoas com deficiência e idosos.Colocar obrigatoriedade de contribuição por 50 anos significa que não desejam pagar jamais mais aposentadoria integral. O Legislativo e o Judiciário ficaram de fora — queixar-se Lindbergh. O líder da oposição prometeu que a mobilização nacional será também contra a exclusão de políticos do endurecimento das normas. Questionado sobre senadores que recebem aposentadorias milionárias, acima do telhado constitucional, Lindbergh criticou: — Não pega ninguém.

– O presidente Michel Temer deverá mandar sua proposta de reforma da Previdência na próxima terça-feira, um dia após uma reunião que vai ter com representantes das centrais sindicais. Apesar da baixa popularidade e da crise política pela qual vem passando, Temer quer aproveitar que tem maioria no Congresso para aprovar as medidas de ajuste fiscal. Em meio a uma manifestação que concluiu em depredação de edifícios públicos na Esplanada dos Ministérios, o governo conseguiu aprovar em primeiro turno com folga, no Senado, a proposta de emenda constitucional que restringe os gastos públicos federais à inflação do ano anterior. Foram 61 votos favoráveis, quando o mínimo necessário era 49 votos a favor. A eleição da chamada PEC dos gastos em segundo turno está calculada para . Mas Temer não pretende esperar e já deseja mandar ao Legislativo uma PEC que revê o atual sistema previdenciário. Em 1 ano, outro passo a ser dado vai ser a confecção de uma proposta modificando a legislação trabalhista.- O presidente Michel Temer deverá mandar sua proposta de reforma da Previdência na próxima terça-feira, um dia após uma reunião que vai ter com representantes das centrais sindicais. Apesar da baixa popularidade e da crise política pela qual vem passando, Temer quer aproveitar que tem maioria no Congresso para aprovar as medidas de ajuste fiscal. Em meio a uma manifestação que concluiu em depredação de edifícios públicos na Esplanada dos Ministérios, o governo conseguiu aprovar em primeiro turno com folga, no Senado, a proposta de emenda constitucional que restringe os gastos públicos federais à inflação do ano anterior. Foram 61 votos favoráveis, quando o mínimo necessário era 49 votos a favor. A eleição da chamada PEC dos gastos em segundo turno está calculada para . Mas Temer não pretende esperar e já deseja mandar ao Legislativo uma PEC que revê o atual sistema previdenciário. Em 1 ano, outro passo a ser dado vai ser a confecção de uma proposta modificando a legislação trabalhista.- O governo exibe nessa segunda-feira as linhas gerais da proposta de reforma da Previdência. Em pronunciamento feito antes de uma reunião com as lideranças da Câmara dos Deputados e do Senado, o presidente Michel Temer confirmou que o texto vai estabelecer uma idade mínima e que as normas serão mais duras para quem tem até 50 anos. Para os trabalhadores acima dessa idade, vai haver uma norma de transição. Após o encontro, o presidente ainda se vai reunir com sindicalistas. Se vai encaminhar o texto a o Congresso Nacional amanhã. Temer, no entanto, não deu muitos detalhes. Segundo o presidente, ainda há detalhes a serem fechados. O presidente recordou várias vezes que, sem a reforma, não haverá condições sustentáveis para se conservar a Previdência e os vantagens estarão ameaçados para as gerações futuras. — A proposta está sendo formatada e concluída para que possamos amanhã enviar ao Congresso — declarou Temer, na abertura do encontro. Temer defendeu a reforma e declarou que é hora de um ajuste previdenciário que encare de “frente” o rombo. — Faremos tudo com um assunto espinhoso como esse com muita moderação, equilíbrio, serenidade e paciência – disse o presidente, que completou: — Chega de pequenas reformas. Ou enfrentamos de frente o problema ou condenaremos os nossos próximos a baterem nas portas do poder público e nada poderem receber. A reforma tem que fixar em 65 anos a idade mínima para a aposentadoria tanto pelo INSS quanto para o regime próprio, que engloba os funcionários públicos federais. A proposta também define que o trabalhador deverá contribuir por, no mínimo, 25 anos para requerer a aposentadoria. Hoje não há uma idade mínima: os trabalhadores podem solicitar a aposentadoria após 35 anos ou 30 anos de contribuição. Há ainda a alternativa por idade, aos 65 anos para homens e 60 anos para mulheres, com mínimo de 15 anos de contribuição. O texto deve calcular uma norma de transição para quem tem mais de 50 anos. Eles vão poder se aposentar pelas normas atuais, mas deverão pagar um pedágio de 50% sobre o tempo que faltava para a aposentadoria por contribuição. A gestação da reforma previdenciária na administração Michel Temer teve promessas e recuos. Faz 7 meses, se chamou sindicalistas logo, em maio, a o Planalto e foi instituído um grupo de trabalho. Na época, Eliseu Padilha havia declarado que a reforma seria mandada ao Congresso Nacional já em julho. Eliseu Padilha é o ministro da Casa Civil. Faz 3 meses, em o início Geddel Vieira Lima, então ministro da Secretaria de Governo, culpada pela articulação do governo com o Congresso, anunciara publicamente que o presidente mandaria a reforma naquele mês, antes das votações municipais.

Leer Más

Oposição anuncia novo pedido de impeachment contra Temer

Foto: Wikipedia – Maia Camara Municipal

Faz 23 dias, partidos e organizações de esquerda reunidos em a Câmara dos Deputados em esta anunciaram a intenção de protocolar em o próximo dia 6 um novo pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer.

Ainda que trata, na saída de encontro com Temer, no Palácio do Planalto, Jucá declarou -se de uma “ação política” que “não tem cabimento”.

Leer Más