La rebelión de las togas

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Miles Ehrlich, judge

Una de mis primeras broncas como periodista me la ha pegado hace casi dos decenios Eloy Velasco, que era entonces el secretario autonómico de Justicia de Valencia y yo un cariñoso becario que cubría la información de Sucesos y Tribunales de EL MUNDO de Alicante. El paquete, telefónico, ha sido enorme. Me ha reprochado a voces que hubiese publicado una nota de UGT con críticas a su estrategia de modernización de los tribunales. Yo no comprendía nada. ¿Semejante chorreo por dar pábulo al parecer de un sindicato? «¡Y encima mencionas que si es para tapar la corrupción de Zaplana!», me ha berreado. Vaya, la dificultad era que le había faltado ala estima al Todopoderoso.

Atendiendo al citado documento, que analiza cómo se ha hecho la compra de la sociedad de Brasil, en 2013 irregularidades fueron vistas ” ” en la operación de adquisición de Emissao. Los sucesos investigados previenen de que los presuntos gestores de la trama han ejecutado la compra “contra el parecer de auditores independientes, con el pago de comisiones prohibidas”.

Leer Más

Eloy Velasco, juez de la ‘Operación Lezo': “Así no puedo hacer bien mi trabajo. He solicitado otro destino”

Por: SentiLecto

Eloy Velasco, que ha respetado su compromiso previo de aceptar esta entrevista a EL MUNDO, pese a que tuvo lugar el pasado miércoles tras lanzar la operación Lezo, es el juez del momento, titular del Juzgado de Instrucción número 6 de la Audiencia Nacional. La Deusto Business School concertaba con causa de una conferencia planeada la entrevista sobre el libro que escribió con su conyuge Beatriz Saura llamado Cuestiones Prácticas sobre responsabilidad penal de la persona jurídica y Compliance. Velasco quiere que cuando sus dirigentes incurren en delitos, cale que la reforma penal permite inclusive disolver empresas o partidos políticos. Ha rechazado desde el comienzo comentar la Operación Lezo y el resto de procesos en curso que instruye, pero confirma sus estrategias de futuro y la lengua no es mordida en temas importantes.

Leer Más

João de Deus após derrota em Tondela: “Manutenção? Fica bastante complicado”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Hindu calendar 1871-72

João de Deus abordou o desaire diante do TondelaCenário após derrota com Tondela: “Não vale a pena estarmos a esconder o que é o cenário: fica bastante complicado. João de Deus é o treinador do Nacional. Ainda temos quatro jogos para fazer, com rigor, profissionalismo e entrega, e tentar ganhar.”Análise à partida: “A primeira parte não foi boa, isso é claro. Na segunda parte a equipa foi completamente diferente e tem duas boas chances. Não marcámos e, já sabemos como costuma ser o desfecho, quando assim é. Depois de padecermo um golo, numa perda de bola, tudo se torna mais difícil. O nosso discernimento, tal como do Tondela neste período, não é propriamente o melhor. Tínhamos convicção de que quem marcasse primeiro iria vencer este jogo. Parabéns ao oponente, a nós cabe-nos continuar a fazer o melhor o que pudermos e soubermos, com profissionalismo para ganhar jogos, porque temos quatro jogos pela frente e temos de fazer mais pontos.”Penálti indicado contra o Nacional: “Não estou aqui para falar de grandes penalidades. Se o Juiz achou que era penálti, quem sou eu para ir contra a opinião de quem está mais creditado.”Calendário: “É o calendário que temos, não devemo estar assustados, temos é de ser lúcidos e perceber que estamos numa situação tremendamente complicada. Temos até ao final da temporada para dar uma imagem diferente daquela que demos nestes últimos dois jogos”.

A antevisão do treinador do Nacional antes do jogo de sábado com o TondelaO João de Deus reconheceu esta sexta-feira “um cariz diferente” na deslocação de sábado ao reduto do Tondela, da 30. João de Deus é treinador do Nacional. jornada da I Liga de futebol, porque às duas equipas estão obrigadas a vencer.”É um jogo bastante importante, isso está bastante claro para nós, é também bastante importante para o oponente, daí eu achar que este jogo não vai ter o mesmo cariz do prévio [derrota em casa com o Moreirense], porque o Tondela, tal como nós, deverá jogar para ganhar, e isso mudará a conduta das equipas, porque ambas devem ganhar e alguém vai acabar por vencer”, alegou João de Deus.Nacional e Tondela ocupam os dois últimos lugares da tabela, com os mesmos 20 pontos, a quatro do Moreirense, primeira equipa acima da zona de despromoção.”Se o Tondela está mais motivado, não sei do que nós, sei que venceu o seu último jogo e nós perdemos, assim como nós vencemos o penúltimo e eles perderam. No sábado vamo saber como vamo estar, acreditando que bem, porque acreditamos no processo implementado na equipa e nas nossas ideias. Este é um processo de crescimento, onde tentamos aproveitar tudo o que foi assimilado e a cada semana vamos corrigindo o que está menos bem”, observou.Para João de Deus, esta foi uma semana igual à posterior à derrota com o Vitória de Guimarães, em que também perdeu em casa, pois “trabalha-se e treina-se com menos alegria”.O treinador da equipa de Madagascar disse: “No entanto, não podemos caminhar a toque do estado de almazinha, porque isso não existe, devemo trabalhar sempre e bem”.João de Deus assumiu que não gostou da segunda parte do jogo com o Moreirense , porque a sua equipa exibiu “um défice bastante grande na conclusão, foi claro e inequívoco”.O Nacional, 17.º classificado, com 20 pontos, visita no sábado o Tondela, 18.º com o mesmo número de pontos, em jogo da 30.ª jornada da I Liga de Portugal de futebol que será arbitrado por Tiago Martins, da associação de Lisboa.Jaílson e Osorio assinalaram os golos a triunfo da equipa orientada por Pepa.O Tondela ficou temporariamente a um ponto da zona de manutenção da I Liga, ao vencer em casa o Nacional , que, à 30.ª jornada, caiu para a última posição.No confronto entre os dois últimos posicionados, o conjunto do distrito viseenseviseense, que adicionou o segundo triunfo consecutivo, adiantou-se no marcador aos 63 minutos, de grande penalidade, por intermédio de Jaílson, com Osorio a fazer o resultado final, aos 76′.Com este resultado, o Tondela passou a adicionar 23 pontos, a um do Moreirense , primeira equipa acima da ‘linha de água’ e que recebe no domingo o Desportivo de Chaves , e com mais três do que o Nacional.Jaílson marcou o primeiro golo do Tondela frente ao Nacional aos 63 minutos, na sequência de uma grande penalidade.

Leer Más

Oposição faz passeata em silêncio contra Maduro na Venezuela

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nicolás Maduro in meeting with Iranian President Hassan Rouhani in Saadabad Palace

Leer Más