Ex canciller Delcy Rodríguez va a presidir ‘Comisión de la Verdad’ en Venezuela

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Delcy Rodriguez June 2016 (27571633682) (cropped)

La se nominó a venezolana Delcy Rodríguez excanciller hoy con el voto unánime de Asamblea Nacional Constituyente para presidir la ” Comisión de la Verdad ” de este órgano que va a investigar los actos de violencia durante los reclamos de los últimos meses,.

Según los reportes del Consejo Nacional Electoral , eligieron en las elecciones de este domingo 8.089.320 venezolanos, un 41,53% del padrón electoral, cifra que contrasta mucho con las que tienen los líderes opositores, quienes aseguran que ha habido una abstención del 88%.La mayoría opositora del Congreso ha aprobado en una sesión especial, sin la presencia de diputados oficialistas, pedir en las próximas horas al Ministerio Público que abra investigaciones penales a los directores del Consejo Nacional Electoral por “inflar” la cifra de votantes. Luego que la empresa de tecnología informática electoral Smartmatic comunicara la presunta modificación de los resultados de las comicios del domingo, la determinación se decidió.

Leer Más

Urnas para as votações da Assembleia Constituinte já abriram na Venezuela

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Vote2 final

Caracas, 30 jul — As urnas para as votações da Assembleia Constituinte na Venezuela abriram hoje às 06:00 horas locais , num sufrágio marcado pela polémica e que está a ser alvo de protestos da oposição do país.As urnas para as votações foram abertas com o Presidente Nicolás Maduro a depositar o seu voto, que foi transmitido pela TV estatal venezuelana VTV, poucos minutos depois das 06:00 horas locais .São chamados a votar mais de 19,8 milhões de venezuelanos nestas votações.Segundo dados do Conselho Nacional Eleitoral foram admitidas 6.120 candidaturas que disputam 545 posições a eleger, 8 deles em representação indígena. Do total das candidaturas, 3.546 são por representação territorial e 2.574 de âmbito setorial ou local.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.A convocatória para a Assembleia Constituinte foi feita a 01 de maio pelo Presidente com o principal objetivo de modificar a Constituição em forcita, nomeadamente os aspetos relacionados com as garantias de defesa e segurança da nação, entre outros pontos. O Presidente é nicolás Maduro.A oposição de Venezuelade Venezuela, que decidiu não participar nas votações, acusa Nicolás Maduro de pretender utilizar a reforma para instaurar no país um regime cubano e perseguir, deter e calar as vozes dissidentes.Segundo o ministro venezuelano do Interior e Justiça, Néstor Reverol, foram instalados 96 pontos para acusações sobre transgressões eleitorais.Para as votações, o Conselho Nacional Eleitoral ativou 24.139 mesas, ao longo dos 335 municípios da Venezuela, em 14.515 centros eleitorais.Cento e quarenta e dois mil funcionários dos organismos de segurança estão encarregados de vigiar os centros eleitorais e as Forças Armadas ativaram várias zonas de proteção especial provisória, desde as 00:01 horas de sexta-feira, até às 23:50 horas da terça-feira, 01 de agosto.Se não houverem eleitores em fila para votar, o fechamento dos centros está calculado para as 18:00 horas locais .

O Presidente da Venezuela sugeriu hoje que seja instituída uma mesa de diálogo com a oposição antes das votações para eleger os candidatos na Assembleia Constituinte , calculadas para domingo. O Presidente da Venezuela é nicolás Maduro.Desejo fazer uma proposta pública que convém à oposição responder antes da instalação da AC. Sugiro que a oposição política de Venezuela abandone o percurso da insurreição, que retorne à Constituição, e vamo instalar, nas próximas horas, antes das votações e da AC uma mesa de diálogo, de acordo nacional e reconciliação da pátria”, declarou.A proposta do Chefe de Estado foi feita numa ação de campanha pela Assembleia Constituinte, durante o qual explicou que o diálogo serviria para falar dos grandes assuntos do país.Por outro lado, instou os de Venezuelade Venezuela que desconfiam do processo revolucionário a não se deixarem “abater pelo descontento ou a falta de confiança” e que satisfaçam com a pátria, indo votar.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O chefe de Estado enfatizou que é importante utilizar o Cartão da Pátria nas votações de domingo, para que, através do “código QR” do cartão se saiba quem “votou e satisfez com a pátria”.Na Venezuela, as manifestações a favor e contra o Presidente Nicolás Maduro intensificaram-se desde 01 de abril último, depois de o Supremo Tribunal de Justiça divulgar duas sentenças que restringiam a imunidade parlamentar e em que aquele organismo assumia as funções do parlamento.Entre queixas sobre a ampliação da repressão, os inimigos demonstram-se ainda contra a convocatória a uma Assembleia Constituinte, feita a 01 de maio último pelo Presidente Nicolás Maduro, com o intuito de modificar a Constituição.A oposição insiste que a Constituinte vai acabar com os restos de democracia que existem no país e que será utilizada pelo Governo para se submeter aos interesses cubanos e progredir com um regime comunista ao estilo de Cuba.Pelo menos 103 pessoas faleceram, desde abril, no âmbito dos protestos.A Ibéria cancelou o voo Madrid-Caracas-Madrid de domingo “devido à delicada situação na Venezuela e àsosiobstáculosperacionais e de segurança”, informou hoje a coempresaérea esde EspanhaA companhia tem a melhor boa vontade e disposição para recomeçar as suas operações na Venezuela. Mencionou a empresa, enquanto isso, a sua prioridade é conservar a segurança dos seus clientes, equipa e todos os funcionários que servem nos seus voos”.A Iberia explicou aos clientes afetados pelo cancelamento que lhes vai oferecer a melhor opção de viagem possível em outras datas, a chance de reembolso da bilhete ou a colocação em voos de outras empresas.Os próximos voos da Iberia para a Venezuela estão calculados para quarta-feira. Se realizam os voos de a empresa de Espanha para o país sul-americano em a quarta-feira, sexta-feira e domingo.gora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Uando se realizam as votações para a Assembleia Nacional Constituinte na Venezuela, a Air France anunciou na sexta-feira à noite a suspensão dos seus voos entre Paris e Caracas de domingo, q até 01 de agosto.Perante “a situação atual na capital da Venezuela, somos obrigados a interromper os nossos voos de Paris para Caracas no domingo, 30 de julho, até terça-feira, 01 de agosto”, informou a empresa francesa em comunicado.Contactada hoje pela Lusa, a TAP informou que não há mudanças calculadas nas suas operações para a Venezuela.Pelo menos 113 pessoas faleceram desde 01 de abril na Venezuela, no âmbito de protestos contra o Governo do Presidente Nicolás Maduro e contra a Assembleia Constituinte, que foi proposta por Maduro, amplamente recusada pela oposição do país.As votações para a Assembleia Constituinte vão ser realizadas no domingo.O parlamento de Venezuela, com larga maioria da oposição, pediu hoje à comunidade internacional que não reconheça o resultado da evotaçãoda Assembleia Constituinte, que decorre domingo sob eaumentadasmedidas de segurança e rrecusadapor vários governos.O presidente da delegação de Política Externa da Assembleia Nacional, Luis Florido, informou hoje, em comunicado, que o pedido foi feito “a todas as chancelarias do mundo”.Neste documento, o parlamento de Venezuela pede aos governos que, a concretizar-se a Constituinte convidada pelo Presidente “se tomem ações de suporte ao povo de Venezuela”. O Presidente é nicolás Maduro.”Chegou a altura de a comunidade internacional dar o seu suporte decidido, sincero, franco, para que este processo não se possa realizar”, declarou Florido, dirigente da formação inimiga Vontade Popular , que assegura que as mudanças constitucionais que o executivo de Maduro deseja “impor” são recusadas por “90% do povo da Venezuela”.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O culpado lembrou que os governos dos Estados Unidos, Brasil, Argentina, Canadá, Chile, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai e Perú pediram formalmente a suspensão da Constituinte e que se estabeleça um processo de negociação política para a saída da crise.Assim, o parlamento apelou à comunidade internacional para que, uma vez constituída a Assembleia Nacional Constituinte , a chamada revolução bolivariana não possa pedir empréstimos ao mundo, assinar contratos, contrair dívidas e que “a Constituinte não lhes sirva absolutamente para nada”.A aliança inimiga Mesa da Unidade Democrática recusou participar nesta eleição, que considera fraudulenta, e quando se aprovou a atual Carta Magna, critica que não tenha sido convidado um plebiscito prévio, como aconteceu em 1999.No domingo, os inimigos queixar-se em todo o país, os apoiantes do ‘chavismo’ vão acudir às urnas, sozinhos, para definir os 545 representantes que ivão integrara ANC, que tvão terpoderes iinfinitospara reformar o Estado e amodificaro ordenamento jurídico.Esta votação decorre entre uma onda de protestos que começou a 01 de abril e que já provocou cerca de 110 mortos, centenas de feridos e cerca de 5.000 feridos.

Leer Más

Venezuela: se eleva a 113 la cifra de muertos en las protestas

Por: SentiLecto

Mientras las autoridades ultiman los detalles para la elección de los miembros de la Asamblea Constituyente, la Fiscalía General de Venezuela comunicó la muerte de un policía con lo que se aumentó a 113 la cifra de fallecidos que dejaron los reclamos antigubernamentales, que se han intensificado el viernes.

Leer Más

Gobierno de Venezuela prohíbe marchas, reuniones y manifestaciones públicas

Por: SentiLecto

El Ministerio del Interior, Justicia y Paz de Venezuela ha prohibido las reuniones y manifestaciones públicas desde este 28 de julio y hasta el martes 1 de agosto respecto de las Asamblea Nacional Constituyente.

Leer Más

Al menos 24 participar en reclamos ha detenido en Caracas a personas

Por: SentiLecto

Al menos 24 su presunta participación ha detenido a personas en actos vandálicos durante el reclamo antigubernamental que pretendió llevarse a cabo este jueves en Caracas , comunicó el viernes el ministro de Interior, Néstor Reverol.

Leer Más