Maduro deseja impedir que partidos oposicionistas disputem a Presidência

Por: SentiLecto

O ditador de Venezuela Nicolás Maduro, que “Um partido que não participou hoje não poderá participar mais” declarou Maduro em discurso transmitido pela TV durante a eleição, quando ele irá tentar a reeleição, declarou que os partidos de oposição que boicotaram a votação municipal deste domingo não poderão disputar a Presidência em 2018. Segundo ele, vai caber a Assembléia Nacional Constituinte, órgão controlado pelo chavismo, confirmar a interdição.

Leer Más

Brasil escondeu juiz de Venezuela em embaixada em Caracas por 60 dias

Por: SentiLecto

Afirmando perseguição pelo regime do ditador Nicolás Maduro, um juiz do TSJ da Venezuela se refugiou por cerca de dois meses na embaixada brasileira antes de escapar por terra para a Colômbia.

Leer Más

Odebrecht menciona que Janot vazou delação sobre propina na Venezuela

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Mapa Venezuela Topografico

A Odebrecht ingressou com ação no STF na qual declara que um vídeo com relatos de um delator da companhia que trabalhou na Venezuela, que estava sob sigilo, só pode ter vazado pela Procuradoria-Geral da República, em Brasília. Na época, o órgão estava sob o comando do procurador-geral da República Rodrigo Janot. Faz 1 mês, ele deixou a posição.

Uma eventual conquista por parte da oposição de pelo menos 14 governos estaduais de Venezuela mudaria o mapa político do país, embora, na prática, a margem de ação da oposição seja restringida. Essa é a opinião de Ignácio Ávalos, diretor do Observatório Eleitoral Venezuelano , para quem uma participação em torno de 60% nas regionais realizadas ontem vai ser significativa “dados as dificuldades colocadas pelo Conselho Nacional Eleitoral ao longo de todo o processo”. Ávalos advertiu para o crescimento dos chamados nem-nem, grupo social que não se sente encarnado por nenhum partido e recusa, cada vez mais, a polarização.

Leer Más

Ditaduras não perdem votações, fazem fraude como em Caracas

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Assinatura de Laura Chinchilla

Os resultados das votações regionais deste domingo , segundo os números oficiais, só podem ser explicados por uma frase curta e grossa da ex-presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla: “As ditaduras não perdem”, declarou ela, conforme recolhe o jornal “El País”.

Laura Chinchilla Miranda é uma política e cientista política da Costa Rica, tendo sido a 47ª presidente de seu país, entre maio de 2010 e maio de 2014.

Leer Más

Venezuela vota sob ameaça de fraude chavista para evitar triunfo da oposição

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nicolás Maduro in meeting with Iranian President Hassan Rouhani in Saadabad Palace

Leer Más