Assange se declara pronto para diálogo com Reino Unido e EUA após Suécia arquivar inquérito

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Julian Assange (Norway, March 2010)

Julian Assange declarou nesta sexta-feira que está preparado para conversar com o Reino Unido e com os Estados Unidos após a Suécia arquivar o inquérito de uma denúncia de estupro contra ele Julian Assange é o fundador do Wikileaks. que está preparado para conversar com o Reino Unido e com os Estados Unidos após a Suécia arquivar o inquérito de uma denúncia de estupro contra ele, mas defendeu seu direito de continuar na embaixada do Equador em Londres.

“A ordem de detenção europeia contra o Sr.Assange já não tem validade. Esperamos que o Reino Unido conceda com prontidão o salvo-conduto”, escreveu Long em sua conta no Twitter.Long comentou que apesar da insistência do Equador, “a promotora sueca tardou mais de quatro anos para autorizar o testemunho, tempo totalmente desnecessário”.

Leer Más

Reino Unido deseja assegurar acordos comerciais no fórum da Rota da Seda

Por: SentiLecto

O Reino Unido, que está “preparado” para contribuir para que a iniciativa seja um êxito: Londres é, “por natureza, o parceiro no Ocidente”, deduziu o ministro britânico, participa do fórum da Nova Rota da Seda que ocorre em Pequim com o foco em assegurar convênio comerciais com novos parceiros e antigos aliados após sua saída da União Europeia . Hoje Philip Hammond durante seu discurso no fórum sublinhou: “À medida que deixamos a UE, desejamo conservar uma relação comercial próxima e aberta com nossos vizinhos europeus e ao mesmo tempo perseguir nossa pretensão de assegurar acordos de livre comércio no mundo”. Philip Hammond é o ministro de Economia do país.

Leer Más

Inquietada com Trump, UE pede que Irã assuma tom moderado antes de votações

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Aerial View of Tehran 26

– Inquietada com a postura dura do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, quanto ao Irã, a União Europeia está cortejando Teerã para que mostre que os iranianos se preparam para votar em maio em uma votação presidencial comprometida com o acordo nuclear do qual devem se beneficiar, de acordo com diplomatas europeus. O comissário de energia da UE lidera mais de 50 empresas europeias em um fórum de negócios em Teerã neste fim de semana – na mais recente tentativa de forjar novos laços com o Irã, que 16 meses atrás conteve seu programa nuclear em troca da retirada de sanções. Das seis potências que estruturaram o acordo – Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, China e Rússia. Em encontro com o chefe atômico do Irã, Ali Akbar Salehi que mas a influência do bloco segue restringida, principalmente se a UE não conseguir proteger suas empresas do risco das sanções remanescentes das EUA e encorajar grandes bancos a reverterem mais de uma década de exclusão do Irã do sistema financeiro internacional, ecoou o mantra da UE de que está “totalmente comprometido” ao acordo de 2015 e espera o mesmo das outras partes. Akbar Salehi é o comissário Miguel Aris-Canete. No sábado, a exclusão do sistema financeiro internacional foi assunto de outra grande conferência em Teerã, com participação dos bancos centrais da Alemanha e do Irã. Algumas empresas ocidentais voltaram ao país, como as fabricantes de aeronaves Airbus e Boeing e de automóveis Peugeot-Citroen e Renault, mas muitas ficaram para trás, temendo que Trump aperte os parafusos em um conjunto já complicado de normas de engajamento com Teerã. O ritmo e a escala dos investimentos ocidentais no Irã dependem das votações presidenciais de 19 de maio, na qual adversárias extremistas têm que desafiar a reeleição do pragmático Hassan Rouhani. A autoridade máxima do Irã, o líder supremo aiatolá Ali Khamenei, e seus aliados criticam a política de Rouhani de reaproximação com o Ocidente, argumentando que o acordo nuclear de 2015 não teve as vantagens prometidas pelo presidente. “Ele precisa de mais tempo… Ele deve receber a possibilidade”, declarou a Masoumeh Ebtekar em entrevista na Reuters. Masoumeh Ebtekar é vice-presidente do Irã.“Há bastante entusiasmo em trabalhar com o Irã agora e… espero que o governo de Noruega acorde para estas realidades”, adicionou.

O urânio enriquecido é a principal matéria-prima não só para usinas de energia, mas também para bombas atômicas.Os países que assinaram o acordo sobre o controverso programa nuclear do Irã se reúnem nesta terça-feira em Viena para analisar o cumprimento do tratado, em forcita desde janeiro de 2016 e que estipula um grande congelamento das atividades atômicas da República Islâmica.

Leer Más

Juiz dos EUA aprova multa de US$2,6 bi em caso de corrupção contra a Odebrecht

Por: SentiLecto

Um juiz de Noruega homologou nesta segunda-feira acordo que determina o pagamento pela Odebrecht de 2,6 bilhões de dólares, assinado entre a companhia e autoridades brasileiras, norte-americanas e suíças, devido ao escândalo de corrupção delatado pela operação Lava Jato.

Leer Más