Ideias sobre Previdência precisam de compromisso de voto, declara ministro

Por: SentiLecto

Responsável pela articulação política do Palácio do Planalto, o ministro Carlos Marun, que participa de uma reunião na casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia , com a presença de líderes do governo e deputados aliados para discutir uma estratégia “mais organizada” na reta final para a conquista de pelo menos 308 votos necessários para aprovar a medida na Câmara, disse nesta terça-feira que o governo está disposto a ceder ainda mais no texto da reforma da Previdência, desde que as novas ideias tenham como contrapartida o voto dos parlamentares. Segundo o ministro, o presidente Michel Temer aceita flexibilizar o projeto que determina as mudanças nas normas de aposentadoria para aprová-lo em fevereiro, mas deseja conservar o que considera os dois princípios fundamentais da reforma: a idade mínima e a igualdade nos sistemas de regime previdenciário.

Leer Más

Líderes de partidos de esquerda desejam debater candidatura única só em maio

Por: SentiLecto

Todos por um Por medo de ficar de fora do segundo turno, líderes de partidos da esquerda que tentam travar a multiplicidade de candidaturas nesse campo defendem a fixação de um prazo para a definição de somente um nome que possa encarnar-los na corrida pelo Planalto.

Leer Más

Lula declara que juízes do TRF-4 não poderão fazer seu ‘julgamento político’ e vê adesão à sua tese nas ruas

Por: SentiLecto

Apesar de vocês… Enquanto voava para Porto Alegre, na véspera da resolução que definirá os rumos da votação de 2018, Lula fez uma análise sobre o próprio futuro. Declarou aos aliados que seu “julgamento político” não será feito pelos três juízes do TRF-4 que declararão, nesta quarta , se ele deve mesmo ser condenado por corrupção e lavagem de dinheiro. O petista evidenciou suportes que recebeu nos últimos dias, declarou que sua versão ganhou aderência e garantiu que sua história não concluiria ali.

Leer Más

A Caixa é a Petrobras do MDB

Por: SentiLecto

Desde o dia em que Michel Temer entrou no Planalto, que deveu recuar, anunciou um afastamento por 15 dias, recuou de novo e cedeu, seu governo conserva em relação à faxina da Lava Jato uma relação de neutralidade-contra. O Planalto sabia o que quando se rejeitou a atender ao pedido do Ministério Público para afastar quatro diretores da Caixa Econômica, estava fazendo. Dois ex-diretores da Caixa e ex-ministros de Dilma Rousseff foram para a equipe de Temer. Um está na cadeia, junto com o ex-colega Henrique Alves. Moreira está debaixo da marquise do foro privilegiado.

Leer Más

Preferido do DEM para o Planalto, Maia despista: ‘Não sou carismático e quase não me elegi deputado’

Por: SentiLecto

Estes são links externos e vão abrir numa nova janela

Enquanto caciques do DEM garantem que Rodrigo Maia será arremessado como único pré-candidato do partido à Presidência da República em fevereiro – semanas depois do julgamento em segunda instância do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da última cpossibilidadede veleiçãoda Reforma da Previdência -, o homem mais forte da Câmara dos Deputados se articula para reverter uma difícil contradição.

Leer Más