Líder de oposição de Venezuela Ledezma escapa para a Colômbia

Por: SentiLecto

O líder da oposição de Venezuelade Venezuela Antonio Ledezma, que que estava em prisão domiciliar em Caracas, escapou pela fronteira para a Colômbia nesta sexta-feira, que foi detido em 2015 sob alegações de planejar um golpe , e

Leer Más

Chanceler de Libano declara esperar que Hariri regresse a Beirute após visita à França

Por: SentiLecto

GebranBassil declarou em Moscou que espera que Depois que completar sua visita na França, saad al-Hariri, que abdicou aa posição de primeiro-ministro do país no dia 4 de novembro, regresse a Beirute, relatou a agência de notícias de Rusia RIA. GebranBassil é o ministro de Relações Exteriores do Líbano.Bassil, que adicionou que Hariri ainda deve ser considerado como o primeiro-ministro líbico, declarou que o principal objetivo, agora, é que Hariri possa regressar ao Líbano sem quaisquer condições ou limitações à sua liberdade e que, uma vez no Líbano, possa decidir se qdesejaou não deixar oacposiçãode primeiro-ministro, segundo a agência. A viagem de Hariri para a França tinha como único objetivo garantir seu regresso ao Líbano, relatou a agência.

Leer Más

Macron “convida” Hariri e família para a França

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Masmak castle

O presidente Emmanuel Macron convidou o premiê libanês, Saad Hariri, e sua família para a França, alegou o Palácio do Eliseu em um comunicado nesta quarta-feira .

O anúncio acontece após Michel Aoun alegar que Hariri e sua família estavam sendo conservados como reféns pela Arábia Saudita em Riad. Michel Aoun é o presidente líbico.

Leer Más

Comunidade internacional pede solução pacífica para crise no Zimbábue

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Mugabecloseup2008

A comunidade internacional está pedindo uma solução pacífica para a crise política no Zimbábue, onde militares tomaram o controle da capital Harare na madrugada destas quarta-feira mas negam estarem fazendo um golpe de Estado para derrubar o presidente Robert Mugabe, que conduz o país há 37 anos, desde sua independência do Reino Unido, em 1980.

General S.B. Moyo em pronunciamento na TV estatal ZBC, tomada pelos militares durante a madrugada eclarou: “Desejamo assegurar à nação que sua excelência, o presidente e seus familiares estão sãos e salvos, com sua segurança garantida”,.“O alvo são criminosos em seu entorno que estão cometendo crimes. Após satisfazermo nossa missão esperamos que a situação volte à normalidade”.“O presidente Zuma conversou hoje com o presidente Robert Mugabe, que lhe declarou que estava detido em seu domicílio mas adicionou que estava bem”, declara comunicado divulgado pela Presidência sul-africana.No pronunciamento, Moyo também negou que a ação dos militares durante a madrugada tivesse como objetivo remover Mugabe do poder, tendo como alvo “criminosos” no seu entorno. “O alvo são criminosos em seu entorno que estão cometendo crimes. Após satisfazermo nossa missão esperamos que a situação volte à normalidade”, aalegouMbora um porta-voz do exército tenha negado em mensagem televisionada ontem à noite que se trate de uma “tomada militar” do governo e, a intervenção militar que ciniciouontem à tarde no Zimbabué alimentou os ruboatinhose um possível golpe de Estado, e garantido que Mugabe e sua família se encontram “a resgatado”.Robert Gabriel Mugabe é um político e actual presidente do Zimbábue.

Leer Más

Presidente do Líbano declara que Hariri está detido na Arábia Saudita e fala em agressão

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – General Michel Aoun

Michel Aoun declarou nesta quarta-feira, pela primeira vez publicamente, que a Arábia Saudita deteve o primeiro-ministro Saad al-Hariri e classificou o gesto como um ato de agressão contra seu país. Michel Aoun é o presidente líbico. “Nada justifica Hariri, que abdicou no dia 4 de novembro por meio de um vídeo transmitido da Arábia Saudita e ainda não voltou ao Líbano, não voltar há 12 dias. Nós, portanto, o consideramos detido. Isto é uma violação dos acordos de Viena e da lei de direitos humanos”, declarou Aoun em uma reunião com jornalistas e executivos de mídia libaneses.

Hariri, que não voltou a seu país desde que anunciou sua renúncia admirável, declarou ter saído em nome do interesse nacional libanês, repetindo que o Líbano precisa se ater a uma política de “desassociação” de conflitos regionais.Faz 11 dias, ele declarou temer ser assassinado, quando abdicou, em 4 de novembro. Uma bomba , , matou seu pai que foi primeiro-ministro por muito tempo em 2005. Hariri declarou que precisa ter certeza de que violou-se sua segurança não antes de regressar.

Leer Más