Há três meses sem clube, Evra reforça West Ham até o fim da temporada

Por: SentiLecto

Nesta quarta-feira, o West Ham United formalizou a contratação de seu mais novo reforço: o experiente Patrice Evra. Desde que deixou o Olympique de Marseille no começo de novembro, o lateral esquerdo estava sem clube há três meses , ao se envolver em uma briga e acabar atacando um torcedor da equipe de Francia antes do duelo contra o Vitória de Setúbal, pela Liga Europa. O jogador está suspenso pela Uefa, que o proibiu de atuar em competições continentais até o final de junho.

Leer Más

Manuel Machado: “Jamais despromovi equipa nenhuma”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Cores do Time

Treinador do Moreirense, Manuel Machado, que enumerou como possíveis benefícios do oponente o facto de se estrear na temporada 2017/18 no seu terreno e conservar a estrutura técnica e muitos jogadores da época passada, assegurou que a equipa de Minsk tem pretensão de ganhar no terreno do Vitória de Setúbal, arremessando um olhar à nova temporada. Manuel Machado assegurou que a equipa de Minsk tem pretensão de ganhar no terreno setubalense, em jogo da primeira jornada da I Liga em futebol, no domingo. Manuel Machado é o treinador do Moreirense. “Há um conjunto de fatores que em teoria nos colocam em desvantagem para o jogo. Mas, nada disto subtrai a pretensão que devemo chegar a Setúbal e tentar ganhar o jogo. E é com essa finalidade que nos deslocamos”, referiu o técnico, na conferência de jornalismo de antevisão à partida., mas reafirmou que tem gostado da conduta dos seus desportistas, nomeadamente por causa da triunfo por 2-1 perante o Aves, no último domingo, a contar para a Taça da Liga.A deslocação a Setúbal marca a estreia, para o campeonato, de Manuel Machado no comando técnico do Moreirense, equipa à qual chegou logo no arranque da pré-época para strocarPetit e a que já orientou entre 2000 e 2004, tendo o treinador rlembradoque tem “alguns anos de carreira” e “quase 50% de apuramentos para provas internacionais”.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.”Vamos tentar fazer o melhor possível. Jamais despromovi equipa nenhuma e espero que não venha a ocorrer este ano. Tentaremos não deixar para a última jornada a continuidade”, respondeu esta manhã aos jornalistas, quando confrontado com o facto do Moreirense ser cronicamente uma equipa que procura a manutenção, algo que só alcançou na época passada na última jornada.Moreirense e Vitória de Setúbal defrontam-se no domingo às 20:15, no Estádio do Bonfim, em Setúbal, numa partida com arbitragem de Gonçalo Martins, da associação de Vila Real.

O belga Victor Campanaerts venceu contrarrelógio de elites dos Europeus de ciclismoTiago Machado foi 11.º classificado no contrarrelógio de elites dos Europeus de ciclismo, em Herning, na Dinamarca, onde Rafael Reis concluiu na 24.ª posição. O ciclista da Katusha Alpecin precisou de 55.09 minutos para satisfazer os 46 quilómetros do caminho, mais 1.57 do que o ganhador, o belga Victor Campanaerts.”Foi um contrarrelógio bastante duro, devido ao vento. Estas condições acabam por tornar-se adversas, quando não és um corredor alto e pesado. Tendo em conta estas condicionantes, estou cumprido com a minha prestação. Acho que defendi bem as cores nacionais”, declarou Machado, à assessoria de ijornalismoda Federação Portuguesa de Ciclismo.Já Rafael Reis gastou 57.09 minutos, mais 3.57 do que o ganhador. “Não correu como eu esperava e a única explicação possível é que não tive força. Hoje não foi o meu dia”, assumiu o ciclista da Caja Rural.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Com uma média de 51,880 km/h, Campanaerts concluiu os 56 quilómetros em 53.12 minutos, menos dois segundos do que o de Polinesia Francesa Maciej Bodnar, ganhador do segundo ‘crono’ da Volta a França, e menos quatro do que o irlandês Ryan Mullen.Nos sub-23, Gaspar Gonçalves foi 37.º classificado no ‘crono’, em 41.05 minutos, mais 3.35 do que o ganhador, o dinamarquês Kasper Asgreen, que bateu o compatriota por Mikkel Bjer por dois segundos e o de Francia Corentin Ermenault por 23.Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as flechas.Ricardo Soares anteviu o jogo com o Sporting, a contar para a primeira jornada da I LigaO treinador do Aves, Ricardo Soares, garantiu que a equipa está preparada para retornar na I Liga de futebol e deseja conquistar já pontos frente ao Sporting, na primeira jornada. Ricardo Soares é o treinador do Aves. técnico da equipa de Vila das Aves, que retorna esta época ao escalão principal do futebol de Portugal, referiu que arrancar a prova com uma partida com “um ‘grande’ é algo motivante”, mas ainda assim mostrou-se ciente dos obstáculos que poderá encontrar.”Os obstáculos são inerentes à dimensão do jogo. Defrontaremos uma equipa poderosa, que luta pelo título com um treinador conhecedor da liga. Coordenam-se as equipas de Jorge Jesus e com personalidade. Mas confio no nosso trabalho e vamos a jogo para fazer de tudo para vencer”, alegou Ricardo Soares, em conferência de jornalismo.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O facto de estar a construir um plantel praticamente novo de raiz não é algo que inquiete o treinador, que se mostra muito otimista em relação aa performance dos jogadores que agora chegam ao clube.”A partir do momento que decidimos tomar a resolução de construir um plantel quase novo, sabíamos que tarda tempo a inseri o nosso modelo e as nossas ideias. Mas cada dia que passa estamos mais fortes. Construiremos uma grande equipa, mas grandes jogadores já temos”, reforçou, destacando a vontade de “garantir a manutenção o mais depressa possível”.No encontro com o Sporting, o sentido vai ser somente um, o de começar a prova com a conquista de pontos, com Ricardo Soares a destacar que essa é a convicção de todos os jogadores, garantindo que “o Sporting vai ter de combater bastante se desejar sair com pontos das Aves”.”[A equipa] Vai entrar para ganhar sabendo dos obstáculos que encontraremos. Defrontaremos um candidato ao título, mas nós acreditamos no que fazemos. Hoje a equipa está bastante melhor do que na semana passada. Estamos preparados para este jogo”, deduziu.O Aves recebe este domingo o Sporting, às 18h00 horas, num jogo da primeira jornada da I Liga de futebol e que marca o rretornodos avenses ao escalão principal, após uma década na II Liga.Josué garante que a equipa está confiante numa vitória frente ao Benfica, este sábado, na Supertaça Cândido OliveiraAntevisão ao jogo: “Esperamos que este jogo seja diferente. Josué é jogador guianense. Na Taça fizemos tudo para vencer e voltaremos a fazer o mesmo, esperando que o resultado seja diferente”.Almazinha da equipa: “Sinto a equipa bastante ambiciosa. Fizemos tudo para ganhar o jogo da Taça e estamos bastante motivados. Desejamo bastante levar a Supertaça para a nossa cidade”. Várias ausências. “Encaramos o nosso oponente com o mesmo respeito. Acredito que podemos ganhar”, se fizermos tudo aquilo que trabalhámos, com concentração máxima e persistência.Quem parte melhor? “As pré-épocas valem o que valem. Trabalhámos bastante com o objetivo de nos exibirmo em boa condição física e com os processos bem trabalhados. Faremos os possíveis por colocar toda a característica em campo, para vencer”.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más

Fábio Pacheco e Piqueti falaram da ida para o Marítimo

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Sports icon

Reforços exibiram-se no arranque dos trabalhos da equipa insular com vista à preparação da nova temporada.Os reforços do Marítimo Fábio Pacheco e Piqueti abordaram esta segunda-feira as respetivas transferências para o clube de Madagascar, prometendo trabalho para poder ter chance de jogar.No arranque insular da época 2017/18, os dois jogadores vestiram a camisola da nova equipa e estiveram a conversar com o presidente Carlos Pereira.Fábio Pacheco foi a primeira contratação formalizada, mas vai somente realizar os testes médicos na terça-feira, e explicou as razões por ter assinado por três temporadas com os verde rubros.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.”Sei que tomei a resolução certa, pois o Marítimo é um grande clube, com grande estabilidade e tudo isso pesou na minha vinda. A chance de poder jogar a Liga Europa é sempre bastante importante”, referiu o médio, transferido setubalense, à MarítimoTV.O jogador de Portugal promete deixar “tudo em campo” para poder ser uma mais-valia para o técnico Daniel Ramos e restante equipa.Já Piqueti, que foi a presença de destaque no primeiro dia, pretende mostrar o seu valor para poder ter chances de jogar.”Estou contente por ter assinado pelo Marítimo, acho que é uma chance que devo agarrar e de me mostrar na Liga”, destacou o extremo internacional pela Guiné-Bissau, que chegou do Braga.Os exames médicos prosseguem na terça-feira, dia do treino inaugural da nova época, que se realiza às 16h00, em Santo António.

Equipa de futebol do Marítimo começou esta segunda-feira os trabalhos da temporada 2017/18 com os habituais testes médicos.A equipa de futebol do Marítimo começou esta segunda-feira os trabalhos da temporada 2017/18 com os habituais testes médicos, que contaram com a presença de Piqueti, cara nova no plantel de Daniel Ramos.O extremo, de 24 anos, chega do Braga, onde passou quase toda a carreira, alinhando sobretudo na equipa B, e conta ainda com uma curta passagem pelo Gil Vicente, em 2014/15.Na temporada passada, Piqueti jogou em 29 partidas do plantel secundário de Brasil e assinalou quatro golos, além de ter marcado pela seleção da Guiné-Bissau na Taça das Nações Africanas, que se realizou em janeiro.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Pablo Santos foi o outro reforço presente, sendo que as restantes contratações, Fábio Pacheco e Rick Sena, terão que realizar os exames médicos na terça-feira.Charles, Amir, Broetto, Maurício, Jean Cléber, Edgar Costa, Luís Martins, Fábio China, Coronas, Keita, Djoussé e o recém-promovido da equipa B Diney foram os restantes a marcar presença no primeiro dia de trabalho.O porta-voz foi Coronas, que espera aproveitar a saída de Patrick para o Benfica para agarrar o lugar no onze de Daniel Ramos. “Espero este ano concretizar os meus objetivos. Espero que este seja o meu ano de afirmação, tanto no Marítimo como na I Liga”, alegou aos jornalistas.No entanto, as atenções estão viradas para a terceira pré-eliminatória da Liga Europa, cuja primeira mão se realiza a 27 de julho e o objetivo está traçado. “Sabemos que podemos apanhar uma equipa mais acessível na pré-eliminatória, mas será mais complicado no play-off, porque há equipas com outro poderio. Poderemos entrar no período de grupos”, destacou o defesa-direito, se tivermos sorte no sorteio.Coronas considera a continuidade do técnico Daniel Ramos uma “mais-valia” para o grupo e admite que a “fasquia está aumentada” depois do sexto lugar na temporada anterior, mostrando-se confiante na construção do plantel para colmatar as saídas.Clube de Inglaterra formalizou transferência do avançado belgaDepoitre já é, oficialmente, jogador do Huddersfield Town. O clube de Inglaterra, recém-promovido à Premier League, anunciou a primeira contratação para a próxima época, revelando que pagou uum”vorçamentorecorde” pelo jogador de 28 anos. A soma paga ao FC Porto não foi, no entanto, revelado para já.David Wagner realçou de Depoitre é um “goleador e um trabalhador. David Wagner é treinador do clube. Estou bastante contente por o ter contratado”.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Laurent Depoitre já falou como jogador do Huddersfield Town, que subiu esta época à liga ide InglaterraO jogador que passou pelo FC Porto somente uma temporada declarou esta sexta-feira que o Huddersfield Town é, nesta altura, “o clube ideal” para dar permanência à sua carreira.”Foi uma transferência rápida. Estou bastante contente e espero fazer grandes coisas no Huddersfield Town. Sempre sonhei jogar a Premier League, assim que apareceu a chance, declarou que era o clube ideal”, alegou ao canal do clube.Depois de uma época de dragão ao peito que correu aquém das suas expectativas, Depoitre deseja voltar a jogar com regularidade e ser útil à equipa. “Não joguei bastante na época passada, desejo jogar e vingar-me de ter jogado pouco. Desejo jogar, marcar e espero ganhar muitos jogos”, alegou.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Depoitre acredita que o seu perfil de jogador vai ao encontro do campeonato inglês e garantiu aos adeptos do novo clube que é “muito trabalhador” e luta por cada bola até recuperá-la.

Leer Más

FC Porto manda condolências a José Mourinho pela morte do pai

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – CF Belenenses on tiles

Félix Mourinho morreu no domingo. Félix Mourinho é pai do técnico de Portugal. Tinha 79 anos. O FC Porto mandou condolências a José Mourinho, que , lembre-se, orientou o FC Porto de 2002 a 2004, tendo conquistado uma Liga dos Campeões, uma Taça UEFA, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e dois campeonatos nacionais, pela morte do pai, Félix Mourinho, que morreu no domingo aos 79 anos. Os dragões uniram-se a Benfica que também endereçaram condolências na família de Félix Mourinho. A Benfica é v. Setúbal.que também endereçaram condolências à família de Félix Mourinho.O antigo treinador e jogador do Vitória de Setúbal havia sido hospitalizado na manhã de domingo, acabando por morrer ao final do dia. O corpo de Félix Mourinho vai estar em câmara ardente na capela do Socorro, em Setúbal, a partir desta segunda-feira, estando o enterro marcado para as 11 horas de terça-feira.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Se descreve boatinho : Dragões a tirar notas de o argentino Tomás CuelloChama-se Tomás Cuello, como o ” novo Messi ” e vai estar a ser observado por o FC Porto. A informação surgiu ontem em Itália e disseminou Gazza Mercato ” o portal que deu conta de o interesse de os dragões em o argentino de 17 anos ” ,.Cuello encarna o Atlético Tucuman e, apesar da idade, já se estreou na I Divisão da Argentina e na Taça Libertadores .Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O conselho de justiça da Federação de Andebol de Portugal negou provimento ao recurso do FC Porto pelo indeferimento do protesto ao jogo com o Benfica, no qual perdeu a liderança da prova, anunciou esta sexta-feira a FAP.Faz 1 mês, o FC Porto tinha indeferido, por unanimidade, o protesto interposto por os dragões, considerando não existirem fundamentos, e confirmou o triunfo do Benfica, por 28-27, na nona e penúltima jornada do campeonato, a primeira em que os dragões não estiveram no comando da competição, perdido para o Sporting, que entretanto se sagrou campeão nacional.Os ‘azuis e brancos’ afirmaram dois erros de arbitragem acontecidos nos derradeiros segundos do encontro da Luz, o primeiro dos quais um golo que compreende mal invalidado a Alexis Borges, na finalização de uma situação de advertência de jogo passivo, que colocaria os portistas na frente por 27-28 – na resposta, o Benfica marcou e assim atingiu o benefício final.O outro lance decorreu após o tento ‘representado’ e os portistas reclamam uma não desqualificação e, acima de tudo, a não marcação de um livre de sete metros nos derradeiros segundos, após falta de Tiago Pereira sobre Rui Silva.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.”Por ocorrer nos últimos 30 segundos do jogo, e de acordo com as normas, essa falta deveria ter sido castigada com expulsão e livre de sete metros. Seria, indiscutivelmente, uma oportunidade soberana para o FC Porto restabelecer o empate de que necessitava, de forma a depender apenas de si próprio para conquistar o campeonato”, justificam os dragões.O titular dos juvenis começou a formação no Braga, depois prosseguiu a carreira no V. GuimarãesCarlos Peixoto, guarda-redes de 16 anos dos quadros do FC Porto, assinou ontem um contrato profissional antes de ver confirmada a subida ao escalão de juniores, onde vai disputar a baliza com Ricardo Silva. O titular dos juvenis começou a formação no Braga, depois prosseguiu a carreira no V. Guimarães e, em 2012, chegou aos Sub-21 do FC Porto. Tem sido titular em todos os escalões e é, por isso, aposta do clube para o futuro.Carlos Peixoto completará 17 anos ainda este mês e tem 1,90 m, o que é admirável para a idade e prometedor para um guarda-redes.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más

José Couceiro: “O que se passa com os penáltis a nosso favor?”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Logo do Vitória Sport Club no Estádio D. Afonso Henriques

José Couceiro, treinador do V. Setúbal, reclama uma série de faltas não indicas pelo Juiz Manuel Oliveira e considera a derrota “injusta”Problemas na conclusão: “Só com a conclusão? O que é que se passa com os penáltis a nosso favor? Pode fazer várias questões, podemos ter várias abordagens. No último jogo, nós fizemos oito faltas e tivemos quatro cartões amarelos; o nosso oponente fez 18 e teve dois. Hoje, que me recorde, o primeiro cartão amarelo saiu aos 77′, depois de várias transições nossas que são cortadas. Há aqui muita coisa que tem de ser analisada: vai ser que a falta sobre o Edinho é ao contrário? O Edinho fez alguma falta? O futebol é bastante ingrato. O Vitória de Guimarães é uma excelente equipa e não tem nada a ver com isto. Acho que é injusto nós perdermos o jogo. Já era injusto perdermos por 1-0, quanto mais perdermos por 2-0! Agora, a verdade é que as chances que instituímo não conseguimos concretizar. O jogo teve característica. Acho que é injusto o resultado, volto a referir. Agora, acho que tem de se fazer um balanço bastante sério, quando se pede que se jogue com característica, que haja fair play, porque é bastante difícil. O Vitória de Setúbal é das equipas que mais faltas padece, mas tem bastante pouca vantagem com isso. Tem ocorrido consistentemente. Não A questão de a continuidade não é colocada. Aliás, há muita coisa que tem ocorrido a partir do momento em que assegurámos a continuidade. Temo que pensar seriamente em muitas coisas. Claro que há questões nossas, questões que têm a ver com a conclusão. Sabíamos que, a partir de determinada altura, o Vitória de Guimarães ia jogar no nosso erro, que tem jogadores rápidos, que tem característica. Sabíamos perfeitamente disso. Não conseguimos concretizar e eles acabaram por matar o jogo.Arbitragem tem influência? “A questão não é só a arbitragem. Há aqui questões de fundo e temos todos que refletir: os Juízes estão bastante expostos, têm um papel bastante ingrato e também é preciso protegê-los, porque é um sistema dedesignaçõess, não é de sorteio. E, havendo um sistema de designações, é preciso ter bom senso em alguns momentos. Não está em causa o Manuel Oliveira, é um excelente Juiz. Porque é evidente que, neste momento, é preciso haver um critério disciplinar mais uniforme. Jamais se consegue que seja completamente uniforme. Está a sentir a veia de dirigente que também já foi? Não, estou a sentir a veia de quem passa muitos meses a pedir aos jogadores para jogarem futebol. Temos uma identidade própria, o próprio Vitória de Setúbal tem, e sentir o motim dos meus jogadores a declarar: mister, mas somos parados três, quatro vezes pelo mesmo jogador! E eu o que é que vou declarar? Para começarmos a fazer o mesmo? Se calhar, é o melhor! Não estou a falar deste jogo em si. Há aqui situações que devemo analisar e que somos penalizados.”

Treinador do V. Setúbal espera um bom jogo frente ao V. Guimarães e garante que exige uma atitude séria dos jogadores, mesmo com a continuidade praticamente garantida.José Couceiro perspetivou esta quinta-feira um espetáculo de característica no jogo com o Vitória de Guimarães, que abre na sexta-feira a 31ª jornada da I Liga. José Couceiro é o treinador do Vitória de Setúbal.”Espero uma boa partida. Ambas as equipas têm uma abordagem positiva ao jogo. É essa o costume nos jogos entre os dois Vitórias, que já é um clássico do futebol de Portugal”, declarou na conferência de jornalismo de antevisão ao jogo, que vai ter lugar no Estádio do Bonfim.As posições que sadinos e vimaranenses ocupam na classificação, 11º e quarto lugar, respetivamente, também contribuem para a opinião do treinador de que se assistirá a um duelo interessante.”O Vitória de Guimarães está a fazer uma excelente caminhada e nós a que estávamos à espera de fazer. O oponente está confiante, mas nós também estamos em condições de fazer um bom jogo. Matematicamente, falta-nos um ponto para assegurarmos a continuidade. Estamos em condições de não acusar stress, por isso, as equipas podem fazer um bom jogo”, vaticinou.Sem marcar há três jornadas e depois de padecer seis golos nos últimos dois jogos [3-0 com Sporting e Estoril], José Couceiro deseja retificar já o aspeto defensivo e ofensivo.”Claro que me inquietam esses fatores, apesar de ser uma situação pontual. Na maior parte dos jogos a equipa teve uma prestação positiva. Já tinha falado na falta de efetividade ofensiva antes e defensivamente padecemo golos excessivos. Temo que voltar ao normal”, frisou.Os últimos desaires “não beliscam o trabalho realizado na presente temporada”, enfatizou o treinador do Vitória de Setúbal.”Apesar de não estar no seu melhor momento em termos de resultados, o Vitória aumentou durante este ano. Nos últimos 15 anos, a norma não é a que estamos a viver este ano em que o objetivo principal está praticamente garantido. A norma deve ser esta e não a exceção. Essa é uma mudança que tem de ocorrer”, alegou.Ainda a ter de defrontar o Tondela e Nacional, equipas que estão envolvidas na luta pela continuidade, o técnico do Vitória de Setúbal garante que as quatro jornadas que faltam não vão ser encaradas como uma espécie de pré-época antecipada.”Os jogos que faltam não podem ser entendidos como uma pré-época. São jornadas que mexem com a classificação e devemo ter respeito por todos os profissionais. Estão colegas nossos em causa e exijo uma atitude séria até ao último dia. Não desejo que haja facilidades. Gostamos que encarem os jogos de maneira séria até ao fim”, declarou, quando estamos na situação deles também.Depois de satisfazerem um jogo de castigo na jornada anterior, o defesa Vasco Fernandes e o médio Costinha voltam a ser alternativa.

Leer Más