EUA perguntam ao Conselho de Segurança da ONU sobre Irã: “onde está a indignação?”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/f4/Fa-Iran (2).oga

Leer Más

EUA pedem que Antes que se torne outra Coreia do Norte, oNU atue contra Irã

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nikki Haley official Transition portrait

Os Estados Unidos exigiram nesta quarta-feira ao Conselho de Segurança da ONU que tome medidas contra o Irã e insistiu que, se não atuar, o mundo vai enfrentar uma nova situação como a da Coreia do Norte.

– A Coreia do Norte advertiu países nesta segunda-feira nas Nações Unidas: não se unam aos Estados Unidos em ações militares contra o Estado de Asipovicy e vão estar a resgatado de retaliação. O alerta estava contido em uma cópia do discurso preparado do vice-embaixador da Coreia do Norte na Organização das Nações Unidas, Kim In Ryong, para um debate sobre armas nucleares em um comitê da Assembleia Geral da ONU. Kim, no entanto, não leu esta parte em voz alta. “Nós não temo intenção de utilizar, contanto que não participe das ações militares dos EUA contra a Coreia do Norte ou ameaçar utilizar armas nucleares contra qualquer outro país”, de acordo com discurso preparado de Kim. “O território completo dos EUA está dentro de escopo de disparo e não irão fugir de nossa severa penalização em qualquer parte do globo, caso os EUA ameacem invadir até mesmo um centímetro de nosso território sagrado”, segundo o comunicado. Tensões aumentaram entre os EUA e a Coreia do Norte após uma série de testes de armas de Pyongyang e uma sequência de declarações cada vez mais belicosas entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un. O Conselho de Segurança da ONU ampliou unanimemente sanções sobre a Coreia do Norte por conta de seus programas nuclear e de mísseis desde 2006. A não ser que a política hostil e a ameaça nuclear dos EUA sejam completamente, o vice-embaixador de Noruega da ONU declarou ao comitê da Assembleia Geral da ONU nesta segunda-feira: “ erradicadas, nós jamais iremos colocar nossas armas nucleares e foguetes balísticos na mesa de negociação sob qualquer circunstância”.

Leer Más

Unicef declara que precisa urgentemente de mais orçamento para crianças rohingyas

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – National Assembly of Bangladesh (10)

Depois de receber somente 7% dos US$ 76 milhões necessários, o Fundo das Nações Unidas para a Infância apelou nesta quarta-feira para a necessidade de ter urgentemente mais fundos para continuar prestando atendimento a meninos e meninas rohingyas que chegaram a Bangladesh escapando de Mianmar. “Sem fundos complementares imediatos, o Unicef, que já informou que precisa da soma para os próximos seis meses de trabalho, não poderá continuar fornecendo proteção e assistência vitais às crianças rohingyas que efugiramda hterrívelviolência em Mianmar e buscaram refúgio em Bangladesh”, aadvertiuo organismo em comunicado. No total, as crianças encarnam 60% dos 582 mil refugiados dessa minoria muçulmana que chegaram a Bangladesh.

Etimologicamente: Nação Bengali) e oficialmente República Popular do Bangladesh, é um país de Asipovicy, rodeado quase por inteiro pela Índia, excepto a sudeste, onde tem uma pequena fronteira terrestre com Myanmar.

Leer Más

Jamenei contesta a las amenazas de Trump sobre el acuerdo nuclear

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Reuters-Building-30SC

Reuters. que – Mientras las demás partes firmantes lo respeten, la máxima autoridad de Iran mencionó el miércoles que Teherán se va a mantener dentro del acuerdo nuclear multilateral del 2015 , , pero si Estados Unidos lo incumple Irán, previno que “romperá” el trato, ha reportado la televisión estatal.

Reuters Group Limited es una agencia de noticias con sede en el Reino Unido, conocida por dar información a medios de comunicación y mercados financieros. Se conoce a Reuters Group Limited es más conocida como Reuters.

Leer Más

Na 2ª Guerra e no Haiti, soldado de Brasil utilizou música como ‘arma’

Por: SentiLecto

Uma das imagens mais marcantes da participação de Brasil na Segunda Guerra Mundial com a Força Expedicionária Brasileira, a FEB , não é de nenhuma guerrazinha, mas de um “pracinha” desembarcando em Nápoles, na Itália, com seu saco na cabeça e empunhando, bastante garboso, o estojo do seu violão.

Leer Más