Governo avalia retirar taxa de etanol importado; busca reabrir EUA à carne dbrasileira

Por: SentiLecto

– O governo avalia retirar uma taxação sobre o etanol importado após uma forte alta nos custos da gasolina, concorrente direto do etanol nas bombas, em uma medida que eventualmente poderia auxiliar a reabrir o mercado dos Estados Unidos à carne bovina brasileira, ddeclarounesta terça-feira o ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Aprovada em agosto do ano passado, a taxa de 20 por cento sobre o etanol importado, para volumes que excederem 600 milhões de litros ao ano, afeta principalmente os EUA, principais exportadores do biocombustível ao Brasil. Inicialmente, a medida teria validade de 24 meses. A taxação aconteceu semanas após os EUA imporem obstáculos à importação de carne bovina dbrasileira aafirmandopreocupações com a sanidade dos produtos na sequência da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que investigou possíveis ianormalidadesno sistema de fiscalização de carnes no país. “Estamos com esse problema da carne. Obviamente uma coisa interfere e infecta a outra”, alegou Maggi, que adicionou que “os custos da gasolina mudaram bastante no Brasil, durante apresentação sobre as exportações do agronegócio de Brasil em 2017. Quando se espera que ele deixe o Ministério para concorrer às evotaçõesdeste ano, ainda segundo Maggi, a retomada das vendas de carne aos EUA pode oaconteceraté abril.Para o ministro, se houver uma finalização de que a taxa pode ser retirada, o tema poderia ser levado à Secretaria-Executiva da Câmara de Comércio Exterior . “Se chegarmos à cfinalizaçãode que… pode ser retirada , não vou ter nenhum obstáculo de levar à Camex”, ddeclarou… Como os preços do etanol são atrelados à gasolina, me parece que não faz muito sentido a proteção que colocamos lá atrás”. Faz 1 ano, em meio a uma alta em os custos internacionais de o petróleo, os câmbios de a gasolina e de o diesel progrediram cerca de 9 por cento, conforme dados de a reguladora ANP.

Leer Más

Exportação de frango do Brasil progride, mas aparição da Carne Fraca persiste

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – EU Council room

Em 1 ano, a produção global de carne de frango terá que atingir 91 milhões de toneladas, com ampliação de %1,2 em relação a o volume calculado para este ano.

O cenário internacional vai favorecer o Brasil, que é o principal provedor global de carne de frango.

Leer Más

China abre inquérito sobre importação de carne de frango brasileira

Por: SentiLecto

A China abriu nesta sexta-feira uma inquérito antidumping sobre as importações de carne de frango brasileiras após reclamação da indústria doméstica de que o país está vendendo seu produto abaixo do valor de mercado. O Brasil, maior exportador mundial do produto, respondeu por mais de 50% da oferta de produtos de carne de frango para a China, que é o maior consumidor de carnes brasileiro, segundo consumidor mundial, entre 2013 e 2016, de acordo com uma análise preliminar, informou o Departamento do Comércio em comunicado. Qualquer medida para penalizar as importações avaliadas em mais de US$ 1 bilhão por ano seria um grande golpe para a indústria de Brasil de proteínas, abalada neste ano pelas revelações da Operação Carne Fraca, que assinalou um esquema de propina envolvendo fiscais sanitários e indústrias.

Leer Más

BRF mira público de baixa renda com nova marca de produtos processados

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Brasão de armas de Faria

A BRF vai instituir uma terceira marca de produtos, desta vez com foco no segmento de baixa renda, declararam executivos da empresa nesta sexta-feira a analistas de mercado.

A brf s.a. é uma das maiores empresas de alimentos do mundo, com mais de 30 marcas em seu portfólio, entre elas, sadia, perdigão, qualy, paty, dánica e bocatti.

Leer Más

Indústria de frango e porcos do Brasil diminui expectativa para exportações

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Fernando Henrique Cardoso, 34.º Presidente do Brasil

Enquanto empresas ainda lidam com os efeitos dos inquéritos da Operação Carne Fraca, a produção e a exportação de carnes de frango e porca do Brasil em 2017 vão ficar abaixo das expectativas iniciais , da Polícia Federal, alegou a ABPA nesta terça-feira .

Depois que cortou sua previsão de crescimento para 1% ante 2016, o grupo declarou que espera uma produção de frango em 2017 de 13,1 milhões de toneladas , versus uma perspectiva de crescimento 3% a 5% divulgada no começo do ano.

Leer Más