MRV declara que teve em outubro melhor mês de vendas de 2017

Por: SentiLecto

– Faz 1 mês, a MRV, maior construtora de imóveis econômicos de o país, registrou o melhor mês de vendas de este ano, informou a companhia em comunicado nesta quarta-feira, sem fornecer números. Na véspera, a empresa anunciou após o encerramento do mercado um crescimento de quase 35 por cento no lucro líquido do terceiro trimestre, para 202 milhões de reais. Margens melhores impulsionaram o resultado , receita líquida recorde e ganho extraordinário decorrente de a capitalização de sua controlada , a Log Commercial Properties. Em entrevista na Reuters, Rafael Menin se mostrou confiante em relação ao quarto trimestre, mencionando “maior intenção de compra” dos clientes em meio na melhora da economia. Rafael Menin é o copresidente da MRV.

Leer Más

Dólar cai ante real com esforço de Temer para diminuir prejuízos sobre Previdência

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Casa em Guide

– O dólar operava em queda e perto do platô de 3,25 reais nesta quarta-feira após o esforço do presidente Michel Temer para mostrar que está empenhado na aprovação da reforma da Previdência, mas a precaução no mercado continuava diante da obstáculo político que o governo tem que enfrentar no Congresso Nacional. Às 10:26, o dólar recuava 0,51 por cento, a 3,2604 reais na venda, depois de ter subido 0,55 por cento na véspera. O dólar futuro tinha baixa de cerca de 0,45 por cento. “O ritmo da tramitação das reformas segue sendo um motivo de precaução no curtíssimo prazo”, trouxe a corretora Guide em seu relatório. Temer reúne-se nesta manhã com ministros, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia , e deputados para fechar os pontos da proposta que o governo deve tentar votar ainda este ano. O governo tem que centrar em somente três pontos: idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres, norma de transição para implementação da idade mínima e equiparação das normas de aposentadoria do serviço público com o regime geral da Previdência. O movimento veio após, na noite de segunda-feira, Temer ter mencionado que praticamente havia desistido da ideia de aprovar a reforma da Previdência, considerada essencial para colocar as contas públicas do país em ordem. A reação dos mercados foi imediata na véspera, com o dólar e juros futuros subindo e a bolsa recuando. Diante disso, o presidente e sua equipe saíram a campo para tentar reverter a ideia de que a reforma já estava desenganada, esforço que continuava nesta sessão. O mercado vinha precificando cada vez mais temores de que o governo não conseguirá tirar a reforma da Previdência do papel, tanto pela aproximação do ano eleitoral de 2018 quanto pelo desgaste político no Congresso Nacional após Temer ter negociado com a base para segurar acusações contra ele. Faz 1 mês, só o dólar acumulou alta de 3,32 por cento sobre o real, a maior variação mensal em quase um ano, e passou do platô em torno de 3,15 reais para algo mais próximo de 3,30 reais. Às 18:00, o relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia , dará entrevista coletiva. A notícia contribuiu para levar o dólar para as mínimas desta sessão, favorecendo expectativas mais positivas do mercado. “Os investidores devem conservar o fio de esperança de que algum êxito ainda pode ser alcançado nesse ano, nem que seja uma reforma englobando somente a elevação da idade mínima para a aposentadoria”, trouxe a corretora H.Commcor, que a trajetória de baixa do dólar nesta sessão contava ainda com a contribuição externa, em relatório. A moeda norte-americana cedia ante uma cesta de moedas no exterior por preocupações sobre possíveis atrasos no plano de reforma tributária do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

– Após a repercussão negativa de um discurso feito na segunda-feira a deputados, no qual admitiu a chance de a reforma da Previdência ser recusada, o presidente Michel Temer divulgou um vídeo, nesta terça-feira, para reafirmar o compromisso com a proposta. Temer declarou que “toda a sua energia” está concentrada em fazer caminhar a reforma previdenciária, parada na Câmara há seis meses. Ele declarou que a população pode ter “absoluta convicção” de seu compromisso. – Tenham absoluta convicção, desejo transmitir a ideia de que toda a minha energia está voltada para deduzi a reforma da Previdência – alegou o peemedebista, em um vídeo divulgado nesta noite no Twitter. No vídeo, o presidente alega ainda que “satisfez o sua obrigação” e mandou ao Congresso Nacional a proposta de reforma da Previdência e que, agora, tem conservado conversas constantes sobre ela, tanto com deputados quanto com senadores da base aliada. A ideia, segundo Temer, é aprovar uma reforma que acabe com privilégios. O peemedebista declarou que vê, nas conversas com parlamentares, a “disposição” de aprovar a proposta. – O governo satisfez o sua obrigação, enviou ao Congresso Nacional a reforma da Previdência. E naturalmente tenho conversado bastante sobre isso, conversei com Rodrigo Maia, conversei com presidente Eunício Oliveira, fiz reunião com líderes do Senado como fiz ontem com os líderes da Câmara dos Deputados e verifiquei nesses líderes a disposição de produzir uma reforma da Previdência para o nosso país – declarou Temer.— O governo já admite abertamente que não dá para contar com a aprovação da reforma da Previdência. Antes de entrar para a reunião de líderes da base com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia , quando serão definidos os próximos projetos a serem votados, o líder do PMDB, deputado Baleia Rossi , disse que a Previdência não é pauta única do governo. E que o objetivo do ajuste fiscal pode ser alcançado por meio da aprovação de outros projetos. Baleia também comentou sobre o movimento que ganha força dentro do PSDB de abandonar o governo. Caso os tucanos já estejam decididos pela ruptura, para ele não há por que esperar até dezembro, quando acontecerá a convenção nacional do partido. — Se a resolução política do PSDB de sair do governo já está tomada não vejo sentido em esperar até dezembro — declarou. Perguntou-se Baleia sobre uma eventual reforma ministerial, em a eventualidade de os tucanos desalojarem as quatro pastas que ocupam em o governo. E declarou que uma troca de comando dos ministérios não vai fazer o governo ganhar mais votos no Congresso para aprovar pautas de seu interesse. O Palácio do Planalto tenta reconstruir suportes dentro dos partidos da base aliada após as desgastantes eleições das duas acusações mandadas à Câmara pelo Ministério Público contra o presidente Michel Temer. Ambas se as arquivaram . A última, na qual o presidente era acusado de organização criminosa e obstrução à Justiça, foram dados 251 votos aem defesa deTemer, menos do que a metade da Câmara, composta por 513 deputados. Ser uma Proposta de Emenda em a Constituição a reforma de a Previdência Por ser uma Proposta de Emenda em a Constituição a reforma de a Previdência , , que sempre exibiu como prioridade número um de o governo , precisa de pelo menos 308 votos para ser aprovada.— Não acho que uma reforma ministerial possa fazer com que o governo ganhe votos. O tema deve ser tratado de forma mais didática, de mostrar para os parlamentares que o país tem a necessidade da aprovação de projetos que vão de encontro ao ajuste fiscal — declarou, complementando: — A Previdência não é uma pauta única, há outros projetos que andam nesse sentido de mostrar que o ajuste é uma pauta tratada com seriedade pelo governo. Não acho que o governo dependa única e exclusivamente da aprovação da reforma da Previdência. Hoje o governo não tem os votos necessários para aprovar uma PEC.tBRASÍLIA — O presidente Michel Temer sinalizou que a reforma previdenciária, frear no Congresso há seis meses, pode ser desfigurada ou sequer ser aprovada. Em discurso a líderes partidários nesta segunda-feira, o peemedebista também negou que se a reforma for recusada, se prejudicará o governo. Temer declarou ainda que a sociedade “tem que desejar” a mudança nas aposentadorias.

Leer Más

Auditores da Receita chamam novo Refis de ‘tapa na cara da nação’

Por: SentiLecto

Os auditores fiscais da Receita classificaram, neste sábado, o novo Refis de “um tapa na cara da nação” que anima a sonegação, prejudica a arrecadação e favorece a concorrência desleal entre companhias. Se o aprovou simbolicamente em a Câmara dos Deputados em a última quarta-feira, por meio de nota do seu sindicato , os auditores defenderam a abolição da medida provisória que instituiu o novo programa e cujo texto principal.

Leer Más

Tráfico arma ladras que fazem arrastões na via com mais ataques à motoristas do Rio

Por: SentiLecto

Traficantes da maior facção criminosa do Rio estão armando habitantes de favelas para roubarem na via com o maior número de arrastões da cidade, a Avenida Pastor Martin Luther King Junior, na Zona Norte. Segundo a 44ª DP , habitantes contra motoristas praticam a maioria de as assaltos galiciana e de o Morro do Engenho Em troca de pistolas e revólveres , eles entregam a o tráfico parte do que se o rouba . Os habitantes cooptados são, em sua maioria, adolescentes ou usuários de drogas. Faz 1 dia, o EXTRA, que lidera o ranking de ruas de a cidade com mais registros de casos de a espécie, revelou que a via registrou 157 assaltos a motoristas em os seis primeiros meses de o ano — média de quase um caso por dia —, ontem , e No total, 30% de todas as ocorrências registradas na via no primeiro semestre deste ano ocorreram num trecho de menos de 3km, próximo da 44ª DP. A maioria dos casos ocorre das 4h às 6h.

Leer Más

Traficante Marcinho VP conta em livro que Cabral pediu assistência durante campanha

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Mcmarcinho tvbrasil

O traficante Márcio dos Santos Nepomuceno revela em livro que auxiliou o ex-governador Sérgio Cabral na campanha de 1996 — quando o então deputado presidente da Assembleia Legislativa do Rio disputou a posição de prefeito e perdeu. O traficante Márcio dos Santos Nepomuceno é o Marcinho VP. No texto, um manuscrito a que o EXTRA teve acesso com exclusividade, o traficante conta que a equipe de Cabral pediu o suporte dele no Complexo do Alemão e que o ex-governador esteve com ele durante uma hora num camarote na favela durante um show do Molejo.

Sérgio Cabral Santos orb é um jornalista, escritor, compositor e pesquisador brasileiro, pai do também jornalista e político Sérgio Cabral Filho.

Leer Más