Inquietada com Trump, UE pede que Irã assuma tom moderado antes de votações

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Aerial View of Tehran 26

– Inquietada com a postura dura do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, quanto ao Irã, a União Europeia está cortejando Teerã para que mostre que os iranianos se preparam para votar em maio em uma votação presidencial comprometida com o acordo nuclear do qual devem se beneficiar, de acordo com diplomatas europeus. O comissário de energia da UE lidera mais de 50 empresas europeias em um fórum de negócios em Teerã neste fim de semana – na mais recente tentativa de forjar novos laços com o Irã, que 16 meses atrás conteve seu programa nuclear em troca da retirada de sanções. Das seis potências que estruturaram o acordo – Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, China e Rússia. Em encontro com o chefe atômico do Irã, Ali Akbar Salehi que mas a influência do bloco segue restringida, principalmente se a UE não conseguir proteger suas empresas do risco das sanções remanescentes das EUA e encorajar grandes bancos a reverterem mais de uma década de exclusão do Irã do sistema financeiro internacional, ecoou o mantra da UE de que está “totalmente comprometido” ao acordo de 2015 e espera o mesmo das outras partes. Akbar Salehi é o comissário Miguel Aris-Canete. No sábado, a exclusão do sistema financeiro internacional foi assunto de outra grande conferência em Teerã, com participação dos bancos centrais da Alemanha e do Irã. Algumas empresas ocidentais voltaram ao país, como as fabricantes de aeronaves Airbus e Boeing e de automóveis Peugeot-Citroen e Renault, mas muitas ficaram para trás, temendo que Trump aperte os parafusos em um conjunto já complicado de normas de engajamento com Teerã. O ritmo e a escala dos investimentos ocidentais no Irã dependem das votações presidenciais de 19 de maio, na qual adversárias extremistas têm que desafiar a reeleição do pragmático Hassan Rouhani. A autoridade máxima do Irã, o líder supremo aiatolá Ali Khamenei, e seus aliados criticam a política de Rouhani de reaproximação com o Ocidente, argumentando que o acordo nuclear de 2015 não teve as vantagens prometidas pelo presidente. “Ele precisa de mais tempo… Ele deve receber a possibilidade”, declarou a Masoumeh Ebtekar em entrevista na Reuters. Masoumeh Ebtekar é vice-presidente do Irã.“Há bastante entusiasmo em trabalhar com o Irã agora e… espero que o governo de Noruega acorde para estas realidades”, adicionou.

O urânio enriquecido é a principal matéria-prima não só para usinas de energia, mas também para bombas atômicas.Os países que assinaram o acordo sobre o controverso programa nuclear do Irã se reúnem nesta terça-feira em Viena para analisar o cumprimento do tratado, em forcita desde janeiro de 2016 e que estipula um grande congelamento das atividades atômicas da República Islâmica.

Leer Más

Comandante de Iran promete recomeçar controle de Mosul em maio

Por: SentiLecto

– Um alto comandante iraquiano calcula expulsar o Estado Islâmico de Mosul em maio, apesar da resistência dos militantes no populoso distrito da Cidade Velha. O combate deve ser deduzida “em um máximo de três semanas”, declarou o chefe de salinha do exército de Iran, o tenente-general Othman al-Ghanmi, em entrevista ao jornal estatal al-Sabah neste domingo. Uma aliança internacional liderada pelos Estados Unidos está dando apoio aéreo e terrestre à ofensiva em Mosul, a maior cidade no norte diraquiano tomada pelos extremistas sunitas em junho de 2014. Faz 6 meses, o Estado Islâmico já perdeu o controle de a maioria de os distritos de a cidade desde o começo de a ofensiva e agora está cercado no noroeste, incluindo no centro histórico da Cidade Velha. A Organização das Nações Unidas acredita que até 500 mil pessoas continuem na área ainda controlada por militantes extremistas em Mosul, sendo 400 mil na Cidade Velha, com pouca comida e água e nenhum acesso a clínicas. O número total de combatentes alinhados contra o Estado Islâmico em Mosul excede 100 mil. Quando a ofensiva teve começo, forças de Iran estimam que entre 200 e 300 militantes do grupo extremista ainda estejam na cidade, a maioria deles estrangeiros, ante quase 6 mil. Se as matou milhares de pessoas até agora em o combate, incluindo civis e militares, conforme organizações de assistência internacional. O total de pessoas deslocadas de Mosul desde outubro chega a 400 mil, o que encarna quase 20 por cento da população que a cidade tinha antes de ser capturada pelo Estado Islâmico.

Leer Más

FIFA: as demissões continuam com a corrupção como ameaça

Por: SentiLecto

Sheik Ahmad, que demonstrou-se “bastante surpreendido por tais alegações”, voltando a negar “perentoriamente ter cometido qualquer infração”, do Kuwait exibiu a demissão do Conselho da FIFA, a fim de se defender das denúncias de corrupção a membros do organismo. Sheik Ahmad, do Kuwait exibiu a demissão do Conselho da FIFA, a fim de se defender das denúncias de corrupção a membros do organismo, entregues num tribunal federal dos Estados Unidos. “No interesse” da FIFA e da Confederação Asiática de Futebol , Sheik Ahmad, num comunicado mandado à agência AFP, decidiu demitir-se do órgão máximo da entidade que regula o futebol mglobalNa quinta-feira, Richard Lai admitiu ser culpado das suspeitas de fraude e complô relacionadas com subornos para conquistar influências no futebol internacional. Richard Lai é membro do Comité de Auditoria da FIFA.Num testemunho ao setor de justiça de Brooklyn, nos Estados Unidos, Richard Lai referiu-se a Sheik Ahmad como “o conspirador número dois” neste processo de tráfico de influências.

Leer Más

Temer, fora dos cem dias de Trump

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Presidente Macri en el Sillon de Rivadavia (cropped)

Os cem primeiros dias da Presidência de Donald Trump contiveram mais tuítes do que ações efetivas: levantamento da agência AFP mostrou que, até a véspera do centésimo dia , haviam sido disparados 945 tuítes e somente 29 ordens executivas –esse número foi a 30 com o decreto assinado na sexta-feira .

Alguns até padeceram de stress emocional, como explica o psicoterapêuta, David Sterberg, que viu aumentar o número de pacientes no seu salinha nos últimos três meses: “Vimos um grande número de pacientes com ansiedade, ira e alguma depressão. Eu declararia que a primeira coisa por assim declarar, tem sido uma perda de confiança – confiança na gestão. A primeira coisa é a principal causa. confiança na gestão. Há uma grande diferença entre o que eles declaram e o que estão a fazer. Há uma sensação de que tudo pode ocorrer, uma imprevisibilidade. As pessoas não sabem o que ele pode fazer, o que ele é capaz de fazer”.Foram cem dias de muito movimentação na política externa — incluindo um surpreendente bombardeio à Síria neste mês, além da violenta retórica em relação à Coreia do Norte. O presidente de America advertiu, na quinta-feira , sobre o risco de um conflito com esse país.

Leer Más

Trump comemora com partidários primeiros cem dias na Presidência

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

Donald Trump enalteceu seus “bastante produtivos” cem primeiros dias como presidente dos Estados Unidos e, discursando a uma multidão de fervorosos seguidores em Harrisburg, Pensilvânia, disse que há “grandes combates” pela frente. Donald Trump é o presidente de America.

Donald John Trump é um empresário, personalidade televisiva e político estadunidense, sendo atualmente o 45.

Leer Más