Orlando: números que envolvem o maior destino dos EUA

Por: SentiLecto

Destino que mais recebe turistas nos Estados Unidos, Orlando é uma cidade de números significativos. Em crescimento agilizado, alguns dados precisam ser constantemente atualizados. É o que faz a vice-presidente da Pegasus, Claudia Menezes, em seu novo post no blog “Direto de Orlando”., que , Os números da capital da diversão impressionam. Com um cotidiano fortemente voltado para o Turismo, são os parques temáticos os que mais empregam na cidade. Juntas, Walt Disney World Resort e Universal Orlando Resort têm 95 mil funcionários.

Leer Más

Perícia de Lula alega que recibos de aluguel foram impressos em, ao menos, 25 máquinas diferentes

Por: SentiLecto

Tremeu A perícia contratada pela defesa do ex-presidente Lula para analisar os recibos de pagamentos de aluguel do apartamento vizinho ao que ele mora em São Bernardo do Campo constatou que as assinaturas de Glaucos da Costamarques nos 26 documentos revelam variações ao longo do tempo.

Leer Más

Rift Core 2.0 va a ser la más grande actualización al OS de Oculus

Por: SentiLecto

En 2 meses, JOSÉ, California – la versión beta del nuevo sistema operativo de las lentes Oculus Rift va a estar disponible y, va a ser el cambio más grande que tuvo hasta ahora, según mencionó la compañía este miércoles. Nate Mitchell, el líder de producto para la subsidiaria de realidad virtual de Facebook, que a pesar de que el OS ya había recibido unas 19 actualizaciones desde su lanzamiento, ahora, informó Mitchell, los usuarios van a obtener un nuevo panel de control llamado Dash, Oculus VR, mencionó en oportunidad de la conferencia para desarrolladores Oculus Connect 4 que la actualización Rift Core 2.0 brindará un nuevo rediseño de la interfaz de usuario y va a permitir una personalización de toda la experiencia en la pantalla de principio. Este panel se puede entrar desde los controles Touch y desde cualquier experiencia en realidad virtual para encontrar más rápidamente los apps que necesitas, incluyendo aquellos en tu PC. Ya abiertos, el usuario podrá mover las pantallas de los apps a cualquier lugar sin perder la fidelidad gráfica, según la compañía. Adicionalmente, Mitchel comunicó la llegada de una nueva pantalla de principio, Home. Sería en esta pantalla donde la compañía dejaría a los usuarios crear espacios especiales y personalizados con muebles, juguetes, retratos o cualquier otra cosa que les interese tener en sus casas. Es probable que en Home podrían haber ocasiones de monetización, ya que los usuarios quizás querrán amoblar sus casas de cierto modo y así invitar a sus amigos, en realidad virtual, a compartir en este espacio, aunque no lo mencionaron.

Leer Más

Governo de Japon pede informações à Kobe Steel por fadulteraçãode dados sobre qcaracterísticado aço

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Kobe Steel Headoffice

– O governo de Japon exigiu nesta quarta-feira que a siderúrgica Kobe Steel informe a real extensão do manejo de dados do aço, alumínio e outros metais utilizados em uma gama de produtos, como rodovias, aviõezinhos e carros, no escândalo que sacudiu a indústria manufatureira do Japão. Terceira maior siderúrgica japonesa, a Kobe Steel anunciou que entre setembro de 2016 até agosto deste ano vendeu materiais de alumínio e cobre utilizando dados falsificados sobre coisas como a resistência dos produtos. O secretário Kotaro Nogami declarou àoijornalismoque o governo estava buscando mais informações sobre o problema e tentando determinar seu possível iefeitona segurança dos produtos. Ele criticou a adulteração de dados classificando-a de “inadequada”. Pelos menos 200 dos clientes da Kobe Steel, incluindo alguns fabricantes de equipamentos de defesa, foram afetados, declarou Nogami, sem identificar as companhias. Mas várias montadoras declararam ter sido informadas sobre o problema e que estão investigando. A Nissan por mail declarou: “Nós confirmamos que se usa o alumínio de a Kobe Steel em o capô e portas de alguns de nossos veículos”. “Como o capô está relacionado à segurança dos pedestres, estamos trabalhando para avaliar rdepressaqualquer iefeitopotencial na funcionalidade do veículo”. A Toyota também confirmou que se utiliza o material de a Kobe Steel em os capôs e portas traseiras de alguns de seus veículos. “Colocamos a segurança de nossos clientes como prioridade máxima. Já estamos trabalhando depressa para identificar quais modelos de veículos podem estar sujeitos a esta situação e quais se utilizaram componentes, bem como o conseqüência que pode provocar em veículos individuais”, declarou a Toyota em comunicado. “Ao mesmo tempo, estamos considerando quais medidas precisam ser implementadas no futuro”. A Boeing também informou que está analisando o problema. “Desde que se a informou, a Boeing tem trabalhado de perto e de maneira ininterrupta com os nossos provedores , para assegurar ações oportunas e apropriadas, incluindo inspeções abrangentes e análises em toda a cadeia de suprimentos. Nada, na nossa revisão até o momento, nos leva a deduzi que esta questão exibe uma preocupação de segurança. Vamo continuar trabalhando diligentemente com nossos provedores para completar nosso inquérito”. Em um release, a Kobe Steel informou que os materiais usados incluíam produtos laminados, planos de alumínio, extrusões de alumínio, lâminas e tubos de cobre e fundições de alumínio e forjados. Se o total de 40,9 mil toneladas de produtos envolvidos incluíram embarques para outros países, não ficou claro. “Os dados nos certificados de inspeção foram reescritos erroneamente, etc., e se mandaram os produtos como tendo satisfeito as especificações em questão “, declarou a companhia, descrevendo as ações como ” comportamento impróprio “. Descobriu-se o problema durante inspeções internas e ” auditorias emergenciais de característica “, alegou. O custo da ação da Kobe Steel despencou 17,8% nno pregão desta quarta-feira, em Tóquio. Ainda que estava fazendo contato com seus clientes, a Kobe Steel informou e trabalhando para verificar a segurança dos produtos fornecidos. “Até o momento, a verificação e inspeção não reconheceram problemas específicos”. A companhia declarou também ter instituído um comitê, liderado por seu presidente, para investigar questões de característica, além de ter contratado um escritório de advocacia para analisar os problemas de falta de comportamento. Problemas frequentes Os escândalos envolvendo característica de produtos se tornaram cada vez mais frequentes no Japão nos últimos anos. A fabricante de peças de automóveis Takata Corp, por exemplo, pagou US$ 1 bilhão por ocultar um defeito no air bag, o que teria causado 19 mortes em todo o mundo. As grandes montadoras também têm feito inúmeros recalls e enfrentam críticas por supostamente continuarem a utilizar os air bags defeituosos, apesar de terem conhecimento do problema. Ano passado, a Mitsubishi Motors Corp. reconheceu ter falsificado consistentemente dados de milhagem em alguns de seus veículos. Outro grande caso envolveu a fabricante de materiais e produtos químicos Asahi Kasei Corp. que descobriu que houve manejo de dados em 360 dos 3.052 projetos da companhia.

– A japonesa Kobe Steel mergulhou ainda mais em uma crise nesta quarta-feira, à medida que novas revelações mostraram que a fabricação de dados na siderúrgica estava mais difundida do que se pensava inicialmente, aampliandopreocupações ao longo da cadeia gmundialde fabastecimento Investidores, inquietados com o efeito financeiro e as possíveis consequências legais, derrubaram as ações da companhia, suprimindo cerca de 1,6 bilhão em seu valor de mercado em dois dias. A Kobe Steel declarou nesta quarta-feira que encontrou 70 casos de dados adulterados sobre materiais usados em discos ópticos e monitores de cristal líquido em sua unidade de pesquisa Kobelco Research Institute, que fabrica e testa produtos para a companhia. Um inquérito interno, que detectou problemas em seu negócio de alumínio e cobre, não encontrou outros casos de violação de dados, declarou Yoshihiko Katsukawa em entrevista coletiva. Yoshihiko Katsukawa é diretor executivo da Kobe Steel. As novas revelações vieram depois que a Kobe Steel admitiu no último final de semana que falsificou dados sobre a característica dos produtos de alumínio e cobre usados em carros, aviõezinhos, foguetes espaciais e equipamentos de defesa – um novo golpe para a fama dos fabricantes japoneses para a produtos de característica. A Kobe Steel enfrenta preços potenciais de qualquer retirada de produtos, substituições e possíveis processos judiciais, incluindo ações coletivas nos Estados Unidos, declarou em um relatório Yuji Matsumoto, analista da Nomura Securities. O manejo de dados em sua unidade de alumínio também poderia atingir os planos de expansão, à medida que as montadoras se voltam cada vez mais para materiais mais leves do que o aço, para csatisfazerrnormasambientais mais rígidas. Faz 7 meses, as vendas em a divisão de alumínio e cobre de a Kobe Steel caíram 6,4 por cento para 323,3 bilhões de ienes até março, e o lucro recorrente caiu mais de um quinto para 12 bilhões de ienes.

Leer Más