Manifestação pela unidade nacional em Madrid

Por: SentiLecto

A jornada deste sábado foi de concentração na emblemática Praça de Colombo, em Madrid. Horas depois da aplicação do artigo 155 da Constituição e em resposta à convocatória da Fundação para a Defesa da Nação Espanhola, milhares de pessoas juniramse para reivindicar a unidade do país, entre cartazes que pedem “Prisão para Puigdemont”, chefe do Governo catalão responsável pela independência.

Leer Más

“No cabe entre la ley y la desobediencia”,de plano una mediación descarta Santamaría

Por: SentiLecto

La vicepresidenta del Gobierno descartó con toda rotundidad la posibilidad de una “mediación” entre el Gobierno de España y el Ejecutivo catalán para pretender resolver el reto catalán.

Leer Más

Espanha e Cataluna chegam a dia decisivo na linha reta de colisão

Por: SentiLecto

Chegou o dia de ver se a grande ameaça do governo catalão à Espanha se csatisfará A tão anunciada Declaração Unilateral de Independência vai poder se produzir, no Parlamento regional. Mas, carece de qualquer validade jurídica,, embora tenha pertinência política informam os experts. Trocando em miúdos, a proclamação de secessão não faria da Catalunha uma república independente. Na segunda-feira, não recuar, o espanhol deixou claro que utilizará todas as medidas necessárias para impedir a secessão, enquanto o governo catalão prometia. Pablo Casado ainda suscitou uma polêmica ao informar que Carles Puigdemont poderia “acabar” como presidente Lluís Companys, que foi preso ao proclamar um Estado catalão em 1934. Pablo Casado é um porta-voz do governista Partido Popular . Carles Puigdemont é o líder catalão. como presidente Lluís Companys, que foi preso ao proclamar um Estado catalão em 1934. Militares Em 1940 , durante o franquismo , fuzilaram em Barcelona ele.

Leer Más

Por onde vais Catalunha?

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Carles Puigdemont, de petit amb el seu germà gran

O nervosismo é palpável em Espanha à medida que se aproxima a hora da sessão do parlamento catalão, que dterá que decidiro que fazer com o resultado do rplebiscitodo dia 1 de outubro.

Vai seguir-se a reunião, calculada para esta tarde, de a declaração de o presidente de o governo regional de a Catalunha.

Leer Más