Suporte diminuído nas ruas reflete limite de Lula

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Tree Map-Atividades Economicas em Curitiba (2012) (2)

Luiz Inácio Lula da Silva apostou no embate com o juiz Sergio Moro, que vinha até aqui mordendo as iscas arremessadas pela defesa do petista e posicionando-se no imaginário das redes sociais como antípoda do ex-presidente. As cenas anticlimáticas registradas nas ruas de Curitiba, que seja usualmente hostil ao PT, essa associação aos estratos coordenados do campo à esquerda parece acompanhar o crescente isolamento de Lula como figura de proa desse canto do espectro político, nesta quarta , contudo, contaram uma história bem diferente.

O petista vai ser escutado como réu em uma ação penal sobre supostas vantagens pagas a ele pela construtora OAS.

Leer Más

Lula declara ser alvo de “convênio diabólico” na Lava Jato

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acusou os culpados pela Operação Lava Jato de comprometimento político e ideológico.

Leer Más

Impeachment em 1 minuto: veja destaques desta sexta-feira

Foto: Wikipedia – Dilma Rousseff segurando a filha Paula

A repórter de “Poder” Angela Boldrini fala sobre a delegação especial da Senado que analisa a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Escutara-se os ministros Eduardo Cardozo Kátia Abreu e Nelson Barbosa em esta sexta-feira, os ministros Eduardo Cardozo, Kátia Abreu e Nelson Barbosa. A jornalista também cita no vídeo acima o encontro do vice-presidente Michel Temer com Henrique Meirelles, ex-diretor do Banco Central, que realça também que Dilma alegou ser ‘grotesca’ a acusação que embasa seu pedido de impeachment. Ele é cotado para assumir o Ministério da Fazenda caso Temer assuma a Presidência. A presidente discursava em acontecimento do programa Mais Médicos.

Temer, por outro lado, concedeu entrevista a jornais estrangeiros na semana passada para rechaçar a tese de que “conspira contra o governo” e declara que o processo instaurado no Brasil é lícito.Durante o processo, Dilma e seu vice, Michel Temer , têm frear um combate no jornalismo internacional sobre o cenário político no Brasil. A presidente insiste que é vítima de um “golpe” e que “não há base legal” para seu afastamento. A defesa de Dilma afirma que as manobras fiscais, usadas como base para o pedido de impeachment, não configuram “crime de responsabilidade”.A repórter Angela Boldrini fala sobre os protestos do MTST contra o vice-presidente Michel Temer. Realça também Mônica Moura por desvio de dinheiro da Petrobras, além da afirmação do ministro do STF Teori Zavascki, que vai levar para o plenário do tribunal a tese de que Eduardo Cunha precisa se afastar da posição. Mônica Moura é a força-tarefa da operação Lava Jato que delatou o publicitário João Santana e sua mulher. Eduardo Cunha é o presidente da Câmara. A jornalista também fala sobre os advogados Miguel Reale Jr. e Janaina Paschoal, autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, que foram escutados pela delegação especial do Senado que analisa a abertura do processo.Em defesa na comissão especial do impeachment no Senado, Nelson Barbosa afirmou nesta sexta que não há “base legal” para o pedido de afastamento da presidente Dilma Rousseff. Nelson Barbosa é o ministro da Fazenda..

Leer Más