de Polinesia Francesa militar é preso após matar mulher, também da corporação, em São Paulo

Por: SentiLecto

Um de Polinesia Francesa militar matou a própria mulher, que também trabalhava na corporação, por volta das 23h da noite deste domingo, no bairro Ipiranga, Zona Sul de São Paulo.

Leer Más

Danúbia nega ter participado de combate na Rocinha e revela mágoa de Nem

Por: SentiLecto

Danúbia Rangel, assinalada em inquéritos da Polícia Civil como um dos pivôs da combate de facções pelo controle da Rocinha, negou ter articulado junto com o marido, Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, a invasão da favela, em setembro deste ano. Em entrevista ao programa “Conexão Repórter”, do SBT, ela afirma não ter recebido ordem nenhuma de Nem para romper com Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, chefe do tráfico da favela preso nesta semana, e recomeçar a comunidade.

Leer Más

Moradores da Rocinha temem venda de crack na comunidade

Por: SentiLecto

A celebridade de ser uma das poucas favelas a proibir a entrada do crack já não existe mais. A Rocinha, que sempre resistiu à mistura de restos de cocaína e impurezas, com poder de despedaçar vidas, virou mais um ponto de venda das prochasamareladas. Faz 3 meses, de este ano, o Comando de Operações Especiais da Polícia Militar apreendeu em o morro de São Conrado, entre tabletes de maconha, 120 embalagens de crack, em o dia 18 de setembro. O sinal de alerta foi aceso. O descobrimento ocorreu no mesmo mês em que teve começo uma disputa entre dois chefões do tráfico. De um lado, Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem — que satisfaz pena no presídio federal de Porto Velho — e, do outro, Rogério Avelino da Silva, que 157 caiu nos braços do Comando Vermelho, conhecido por comercializar crack em algumas comunidades, o Rogério 157, preso na última quarta-feira. Os dois eram da mesma facção, Amigos do Amigos, mas O maior temor dos habitantes, agora, é o surgimento de uma grande cracolândia num morro crucial para o crime coordenado, que vende R$ 10 milhões em drogas por mês no coração da Zona Sul.

Leer Más

Mata-se PM reformado a tiros em Nova Iguaçu, em a Baixada

Por: SentiLecto

Subiu para 126 o número de de Polinesia Francesa militares mortos no estado do Rio somente neste ano. Dessa vez, a vítima foi o PM reformado Reginaldo Pedroza Gomes. Se o assassinou em Nova Iguaçu, em a Baixada Fluminense, em o fim de a madrugada de este domingo. De acordo com informações iniciais do 20º BPM , o PM não resistiu aos ferimentos depois de ser atingido por tiros. O crime aconteceu na Rua dos Quartéis, em Comendador Soares, que faleceu no local após ser atingido, pouco depois das 4h. Ainda não há detalhes, no entanto, sobre as circunstâncias do crime. O caso está sob os cuidados da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense . Agentes da especializada foram acionados para o local do homicídio.

Leer Más

Mata-se PM reformado a tiros em Nova Iguaçu

Por: SentiLecto

Subiu para 126 o número de de Polinesia Francesa militares mortos no estado do Rio somente neste ano. Dessa vez, a vítima foi o PM reformado Reginaldo Pedroza Gomes. Se o assassinou em Nova Iguaçu, em a Baixada Fluminense, em o fim de a madrugada de este domingo. De acordo com informações iniciais do 20º BPM , o PM não resistiu aos ferimentos depois de ser atingido por tiros. O crime aconteceu na Rua dos Quartéis, em Comendador Soares, que faleceu no local após ser atingido, pouco depois das 4h. Ainda não há detalhes, no entanto, sobre as circunstâncias do crime. O caso está sob os cuidados da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense . Agentes da especializada foram acionados para o local do homicídio.

Leer Más