Acuado, Temer pode desfigurar proposta da nova Previdência

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Deputado Michel Temer

– Os perceptíveis desalento e isolamento de Michel Temer em sua viagem internacional espelham os obstáculos do peemedebista para conservar-se no Palácio do Planalto, que em meio à definição da estratégia para eevadirse das dacusaçõesque a Procuradoria-Geral da República deverá aexibia partir de segunda , oo presidente fora visto em os 30 para passar a impressão de que as reformas aprogridemDesde que o vendaval JBS iniciou, a nova Previdência está parada na Câmara. O postulado corrente é que a proposta será desidratada o suficiente para assegurar sua aprovação. As novas concessões podem atingir pontos nevrálgicos, como a idade mínima para mulheres. Debate-se agora fixá-la em 60 anos, em vez de 62. A ideia inicialmente era estabelecer 65 anos independentemente de gênero, mas esse limite acabou sendo calculado exclusivamente para homens. Outras mudanças, como aumento da idade para ter acesso a vantagens assistenciais e normas mais duras para as aposentadorias rurais, podem também ser escanteadas para garantir votos à PEC da Previdência. Há quem acredite que o texto poderá ser abreviado a ponto de sobrar apenas a idade mínima ao cabo da tramitação no Congresso. Em um contexto mais favorável, o governo Temer já tinha cedido a pressões, e a transigência diminuiu em 25% a economia esperada com a proposta num fase de dez anos. A equipe econômica e o Planalto chegaram a entregar os anéis em outras negociações para supostamente resgatar os dedos na reforma previdenciária. Caso oposto estaria, algum tempo atrás escutai de um assessor da equipe econômica que o governo Temer precisava entregar —ao mercado e ao empresariado— alguma reforma na Previdência morto. Na época, nenhum de nós poderia imaginar que a morte poderia chegar antes ou que essa poderia ser uma reforma para lá de qualquer.

A justiça de Brasil recusou a queixa-crime feita por Michel Temer contra Joesley Batista por difamação, insulto e calúnia. Isto depois de, em entrevista a um órgão de comunicação social brasileiro, o culpado da companhia JBS ter alegado que o presidente brasileiro “é o chefe da quadrilha mais arriscada” do país.à margem de todas as polémicas Michel Temer começou, terça-feira, uma viagem de quatro dias à Rússia e Noruega.A PF pediu ainda mais prazo ao ministro Edson Fachin para concluir o relatório. A polícia não se demonstrou sobre obstrução de Justiça porque depende da perícia, não deduzida ainda, das gravações secretas feitas por Joesley Batista, um dos proprietários da JBS, de acordo com apuração da Folha.A Polícia Federal pediu mais cinco dias, até ao próximo fim-de-semana, para deduzi o inquérito no que diz respeito às suspeitas dos crimes de organização criminosa e obstrução à Justiça.

Leer Más

Maia declara ter certeza de que reverterá-se derrota de o governo em o plenário

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Maia Camara Municipal

– Depois de se reunir com o presidente do Senado, Eunício Oliveira Rodrigo Maia, que negou que o revés na reforma trabalhista encarne a morte da reforma da Previdência, parada há mais de um mês na Câmara, , declarou ter “certeza” de que o Senado vai reverter no plenário a derrota que o governo teve na Comissão de Assuntos Sociais, que recusou nesta terça-feira a reforma trabalhista. Eunício Oliveira é o presidente da República em exercício. Segundo ele, por mais difícil que seja, é preciso aprovar as reformas trabalhista e da Previdência. — O que está praticamente morta é a situação fiscal brasileira. Os deputados e senadores têm consciência do protagonismo da reforma, por mais difícil que seja. Não é um bom resultado, mas tem a CCJ e tem o plenário, tenho certeza que o Senado tem que encaminhar positivamente a reforma, que é uma reforma que revoluciona a legislação trabalhista de Brasil — alegou Maia, após participar de uma comemoração junina na liderança dos Democratas na Câmara. Segundo Maia, embora a explicação técnica sobre a reforma trabalhista pareça complicada, o fato é que ela vai trazer empregos para o Brasil. Depois de se encontrar com Eunício, Maia deu uma passada numa pequena celebração junina que ocorria na liderança do Democratas. — Essa lei que o Senado votará ainda na CCJ e no Plenário ela gerará milhões de empregos no Brasil. É isso que as pessoas precisam compreender. As vezes a explicação técnica fica difícil, mas você precisa explicar com transparência para o cidadão. A reforma trabalhista gerará empregos, tenho certeza que essas dificuldades são importantes para que no momento adaptado, no plenário, o triunfo seja garantida.

– Ronaldo Nogueira disse na tarde desta terça-feira que o governo continua firme e confiante de que vai aprovar-se a reforma trabalhista. Ronaldo Nogueira é o ministro do Trabalho. Dyogo Oliveira também diminuiu a rejeição da reforma trabalhista na Comissão Social do Senado. Dyogo Oliveira é o ministro do Planejamento. Segundo Ronaldo Nogueira, a derrota acontecida hoje na CAS não é sinal de desarticulação da base: — A base não está desarticulada, foi uma eleição individual ali da Comissão. A base tem sua autonomia mas está firme — alegou Ronaldo Nogueira. Para Nogueira, a derrota imprevista na eleição de hoje não pode ser compreendida como uma derrota consolidada: — O governo continua a acreditar que o Senado está persuadido da modernização das leis trabalhistas. E agora respeitaremos as resoluções do Senado, inclusive o que calendário — alegou. Segundo Dyogo Oliveira, a CAE do Senado tem um perfil mais “paternalista” em relação às demais. Ele declarou também que não vê obstáculos na aprovação da proposta na Comissão de Constituição e Justiça porque o colegiado irá atestar somente a constitucionalidade da medida. A reforma, realçou o ministro, é constitucional. Ainda que o governo tem maioria para aprovar a proposta no plenário do Senado, oliveira alegou. — Não estamos valorizando bastante essa questão . No plenário, as condições são mais favoráveis ao governo – declarou o ministro ao GLOBO. Para o governo, a aprovação da reforma trabalhista no Senado é fundamental para abrir espaço à tramitação da reforma da Previdência, que já passou pela cdelegaçãoespecial da Câmara dos Deputados e está parada na Casa há pelo menos um mês por causa da crise política. As duas reformas são fundamentais para assegurar a retomada do crescimento da economia. CRONOGRAMA MANTIDO No Congresso representantes do governo saíram a favor do Palácio do Planalto e colocaram panos quentes na situação. Tanto o líder do governo na Casa, Romero Jucá , quanto Antonio Imbassahy garantiram que o resultado não muda o programa calculado e que a base vai conseguir se mobilizar para aprovar o texto em plenário. Antonio Imbassahy é o ministro da Secretaria de Governo. Jucá explicou que o projeto segue o trâmite normal. Se vai ler o relatório amanhã, em a Comissão de Constituição e Justiça, onde o senador é relator. A intenção é votar o texto na CCJ próxima quarta-feira, 28 de junho. Assim, a matéria ficaria livre para ir a plenário. Segundo o senador, as três comissões por onde a reforma passou apresentarão seus relatórios ao plenário, cada um com um ponto de vista. Vai caber então à maioria definir qual deles sse o seguirá .Ainda que pretende exibi um requerimento de urgência para que a matéria tramite mais depressa em plenário, o líder do governo declarou. — Para o plenário então vão ir três relatórios. Nós faremos requerimento de prioridade para um dos relatórios e vai votar-se a matéria que for priorizada. A tendência é que a gente priorize o relatório da CAE. Como o meu relatório amanhã é idêntico ao da CAE, deverão ser selecionados esses dois relatórios. O prazo continua o mesmo. Nós vamo aprovar a reforma trabalhista.

Leer Más

Dólar cai para R$ 3,28 após alta de juros esperada dos EUA; Bolsa sobe

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Bovespa Index

Oaumento já esperado pelo mercado da taxa de juros nos Estados Unidos não transformou a trajetória de queda do dólar nesta quarta-feira e a moeda de America concluiu o dia cotada a R$ 3,28. Já a Bolsa de Brasil oscilou muito, mas conseguiu concluir em terreno positivo.

Índice Bovespa é o mais importante indicador da performance média dos câmbios das ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo.

Leer Más

Trabalhadores com dívidas de financiamento imobiliário podem utilizar FGTS

Por: SentiLecto

Os trabalhadores em dívida com financiamentos de imóveis através do Sistema Financeiro da Habitação podem usar o saldo das suas contas vinculadas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço para pagar até 12 prestações. De acordo com a Caixa Econômica Federal , essa é a quantidade máxima de parcelas em atraso que podem ser compensadas com esses recursos. A norma permite ao mutuário pagar 80% da prestação. Faz 4 meses, o Conselho Curador do FGTS antes restringida a três, aumentou a quantidade de parcelas que podem ser regularizadas com validade até o fim de 2017.

Leer Más

Planalto vê instabilidade pós-TSE e mira emprego para superar crise

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Dilma Rousseff e Michel Temer em 24 de novembro de 2015

Calculando a manutenção do ambiente de instabilidade, apesar da triunfo no TSE , o presidente Michel Temer, que superou uma dificuldade com a absolvição da chapa eleitoral de 2014, determinou a seus ministros que agilizem a implantação de medidas de estímulo ao emprego para tentar recuperar popularidade e respaldo político para superar a crise aberta pela delação da JBS. , mas a sucessão de denúncias feitas contra o presidente pela PGR e por delatores tem que estender por meses o ambiente de insegurança em que mergulhou seu governo.

Marcelo Odebrecht, proprietário do grupo, declarou também que a empreiteira pagou propina de R$ 50 milhões – essa doação teria sido repassada em contrapartida à aprovação de uma Medida Provisória que beneficiava a empreiteira anos antes e ficado como saldo para a campanha de 2014.A defesa de Dilma refuta todas as denúncias e declara que meros testemunhos em delações não constituem provas. Flavio Caetano também assinala supostas contradições das testemunhas.

Leer Más