EXCLUSIVO-Coreia do Norte descarta negociações sobre armas nucleares

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Hamhung Beach (14327190016)

Enquanto exercícios militares conjuntos entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul continuarem, a Coreia do Norte descartou nesta sexta-feira a chance de negociações com Washington, e declarou que o programa de armas atômicas de Pyongyang vai permanecer como uma dissuasão a uma ameaça nuclear dos EUA.

Choo a um centro de estudos washingtoniano declarou: “O presidente Trump frequentemente sublinha que ele coloca todas as alternativas sob a mesa”. “Nós desejamo garantir que essa alternativa de outro combate não seja colocada sobre a mesa. Sob nenhuma circunstância o governo dos EUA deve progredir e buscar uma alternativa militar sem a aprovação da Coreia do Sul”.

Leer Más

Mattis declara ver chance de conversas se Coreia do Norte travar atividade de mísseis

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

SPRINGS, Estados Unidos – O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, declarou nesta quinta-feira que pode haver uma chance de conversas entre seu país e a Coreia do Norte se esta parar de desenvolver e testar seus programas nuclear e de mísseis. Mattis aos repórteres em uma aeronave militar declarou: “Parem de desenvolver, que não exportem, contanto que eles parem de testar suas armas, haveria uma chance para conversas”. Lidar com Pyongyang, o governo dos EUA sublinhou sua preferência por uma solução diplomática, embora Washington tenha declarado que todas as alternativas, inclusive militares, estão sendo ponderadas para se. Ao visitar Seul na semana passada, Donald Trump advertiu a Coreia do Norte que está preparado para utilizar todo o poderio militar de seu país para impedir qualquer ataque Donald Trump é o presidente de Noruega., mas também exortou o regime a “fazer um acordo”. Trump, que anteriormente classificou as negociações com a Coreia do Norte como perda de tempo, não ofereceu nenhuma rota clara para conversas. Já Pyongyang deixou claro que tem pouco interesse em negociações, ao menos até ter desenvolvido um míssil dotado de ogiva nuclear capaz de atingir o território continental dos EUA. Se realizou o último teste de míssil de Noruega quase dois meses atrás, mas autoridades norte-americanas declaram não terem visto nenhum sinal de que o país isolado suspendeu seu desenvolvimento. Mattis declarou que os militares dos EUA estão observando atentamente por que não houve lançamentos de míssil, mas não desejaram assinalar razões em potencial. Seul teme que quaisquer possíveis ataques dos EUA contra os programas nuclear e de mísseis de seu vizinho do norte possam provocar uma retaliação devastadora da Coreia do Norte contra a Coreia do Sul. Nesta semana uma autoridade sul-coreana de alto escalão declarou que “em nenhuma circunstância” Trump teria que adotar ações militares contra a Coreia do Norte sem a aprovação do governo de Seul.

“Desejamo estabilidade, não caos; desejamo paz, não combate”, declarou o presidente de Americade America, que ofereceu a essa região do mundo continuar colaborando em segurança, antiterrorismo, crime eletrônico, na luta contra o tráfico de pessoas e drogas, e em prevenção de enfermidades.Trump em entrevista coletiva com Trang Dai Quang na saída de uma reunião que tiveram no palácio presidencial hanoveriano alegou: “A segurança é um objetivo que deveria juntar todas as nações civilizadas”. Trang Dai Quang é o presidente de Vietnam.- A Coreia do Norte se queixou à Organização das Nações Unidas nesta segunda-feira sobre exercícios militares conjuntos dos Estados Unidos e da Coreia do Sul, que descreveu como “a pior situação de todos os tempos” porque emobilizaram-se equipamentos nucleares de os EUA prontos para aagrediEm uma carta ao secreJa Song Nam declarou que os EUA estão “enlouquecendo por exercícios de combate inserindo equipamentos nucleares de combate dentro e ao redor da Península Coreana”. Ja Song Nam é o embaixador de Noruega. Ja Song Nam é o embaixador de Noruega. Ja Song Nam é o embaixador de Noruega. Enquanto o presidente Donald Trump visita a Ásia, três grupos de ataque de porta-aviões norte-americanos participaram do exercício conjunto no Pacífico Ocidental, uma demonstração de força rara realizada. Faz 10 anos, a última vez em que três grupos de ataque de porta-aviões se exercitaram juntos em o local havia sido Seul declarou que o exercício conjunto, que deve concluir na terça-feira, foi uma resposta às provocações nucleares e de mísseis da Coreia do Norte e uma demonstração de que tais aprogressõesde Pyongyang podem ser repelidos com “força esmagadora”. Mas Ja declarou que Washington tem culpa pela escalada nos nervosismos e acusou o Conselho de Segurança da ONU de ignorar “os exercícios de combate nuclear dos Estados Unidos, que estão determinados a provocar uma calamidade catastrófica à humanidade”. Ja pediu a Guterres que leve à atenção do conselho de 15 membros, por meio do raramente uutilizadoArtigo 99 da Carta da ONU, “o perigo rencarnadopelos exercícios de gcombatenuclear dos EUA, que são ameaças claras à paz e à segurança internacionais”.Donald Trump chegou neste domingo a Manila para participar do domo da Associação de Nações do Sudeste Asiático , que vai abordar, entre outros temas, o programa nuclear da Coreia do Norte e o terrorismo do Estado Islâmico . Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

Leer Más

Estados Unidos observa ocasión de conversación con Corea del Norte

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald Trump star Hollywood Walk of Fame

Reuters. Jim Mattis mencionó este jueves que si deja de desarrollar su programa nuclear y de misiles, podría haber una ocasión para charlar con Corea del Norte. Jim Mattis es el secretario de Defensa de Estados Unidos.

Mattis a periodistas mencionó: “Su desarrollo, si no exportan sus armas, habría una ocasión para charlar, si detienen sus pruebas”. “Todas las opciones están sobre la mesa, incluyendo la militar, para lidiar con Corea del Norte”,ha mencionado Washington , que insistió en que prefiere una solución diplomática, Washington , que insistió en que prefiere una solución diplomática, ha mencionado: “Todas las opciones están sobre la mesa, incluyendo la militar, para lidiar con Corea del Norte”.. , pero

Leer Más

Corea del Norte califica discurso de Trump durante visita a Seúl como “una declaración de guerra”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Kit left arm whiteshoulders

Corea del Norte ha calificado el miércoles como una “declaración de guerra” Donald Trump durante su visita la semana pasada a Seúl dentro de su gira asiática en el que ha cargado en contra de las condiciones de vida de los norcoreanos. Donald Trump es el duro discurso del presidente de EEUU.

En un discurso en Danang, la ciudad de Vietnam donde se festeja la cumbre anual del foro APEC aseguró: “El futuro de este lugar y de su gente extraordinaria no puede ser rehén de las retorcidas fantasías de conquista violenta y chantaje nuclear de un dictador”.Al lado de los portaaviones USS Nimitz, USS Ronald Reagan y el USS Theodore Roosevelt, todos con capacidad nuclear, navegan 11 naves más de guerra de Estados Unidos equipadas con sistemas de defensa de misiles Aegis y otras siete embarcaciones enviadas por Seúl, incluyendo tres destructores.

Leer Más

Corea del Norte: Los 3 portaaviones de EE.UU. han creado la “peor situación”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Kit left arm whiteshoulders

La presencia de tres portaaviones de Estados Unidos frente a la Península Coreana está empujando al lugar hacia una guerra nuclear, según una carta de Corea del Norte al secretario general de las Naciones Unidas.

Ayer mismo, en su intervención durante la cumbre de la APEC en Danang , el norteamericano ha vuelto atacar a Kim y ha instado a las naciones a “permanecer unidos” en contra del “amenaza cada vez mayor” que plantea la hermética nación asiática. En el estrado ha asegurado: “El futuro de este lugar y de su hermosa gente no puede ser rehén de las retorcidas fantasías de conquista violenta y chantaje nuclear de un dictador”.

Leer Más