Fernando Santos: “O Chile foi um justo ganhador. Portugal também seria”

Por: SentiLecto

Selecionador realçou equilíbrio na partida e defendeu jogadores que falharam nos penáltisAnálise ao jogo: “Foi um excelente jogo, uma boa propaganda ao futebol com duas equipas que mostraram que desejavam vencer. Foi um jogo com alternâncias no comando. Entrámos bem, conseguimos assombrar a pressão alta do Chile, mas depois o jogo equilibrou-se. O Chile foi justo ganhador. Portugal também seria.”Estratégia para a partida: “O nosso plano era libertarmo-nos da pressão e jogarmos rápido. Fizemos isso em alguns momentos com alguma característica, mas houve fases em que fomos melhores por causa disso. Depois, com muitas bolas longas, perdemos o controlo do jogo. Os médios não conseguiam chegar à frente. Pareceu-me que laterais estavam cansados e tentei buscar isso com as substituições. Em geral faltou-nos sermos mais objetivos na circulação.”Posicionamento do Ronaldo: “Ele raramente desceu do meio-campo. Jogou livre e instituiu muitas situações na frente. Procurámos sempre ir ao encontro do oponente e não deixar jogar.”Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Penáltis: “Houve mérito do Bravo. Estes três jogadores [Quaresma, Nani e Moutinho] marcaram no jogo com a Polónia. Aí foram heróis. Deram o seu máximo. Em última análise a culpa é minha.

Leer Más

São estes os melhores memes do Portugal-Chile

Por: SentiLecto

O beijo de CR7 em Quaresma é a imagem da amargura portuense encontro de Pizzis no Portugal-ChileCristiano Ronaldo dá autógrafo em pleno relvadoO mais insólito antes do apito inicial para o Portugal-ChileRui Patrício e Claudio Bravo e dois momentos decisivosDepois da desilusão, tempo agora para rir. De Ronaldo a Alexis Sánchez, são estes os melhores memes do Portugal-Chile.

Leer Más

Herói do Chile nas penalidades, Bravo alega ter estudado adversárias

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Claudio Bravo

O Chile conseguiu garantir vaga para a final da Copa das Confederações graças a grande atuação de seu goleiro. Após empate em 0 a 0 com Portugal no tempo normal, Claudio Bravo brilhou nas penalidades, pegando três cobranças dos oponentes, e foi o principal culpado pela classificação à dresolução Depois da partida, o arqueiro de Chile exaltou a atuação de sua equipe e admitiu ter estudado a maneira com que os oponentes batem pênaltis.

O beijo de CR7 em Quaresma é a imagem da amargura portuense dá autógrafo em pleno relvadoO mais insólito antes do apito inicial para o Portugal-ChileRui Patrício e Claudio Bravo e dois momentos decisivosA saudação de Ronaldo e o penteado de Vidal antes do Portugal-ChileTreinador do Chile “deu” o nome ao médio português. Antes do jogo da meia-final da Taça das Confederações os dois cumprimentaram-se com um abraçoMédio Pizzi defende que, nas meias-finais da Taça das Confederações de futebol, Portugal defrontará uma das seleções preferidas àovtriunfoO médio Pizzi defende que, nas meias-finais da Taça das Confederações de futebol, Portugal defrontará uma das seleções preferidas àovtriunfona competição e classificou o Chile de equipa de “grande qcaracterística. “Defrontaremos uma das seleções preferidas àovtriunfo Sabemos dos obstáculos que nos vão exibi. Precisamos de preparar bem esse jogo, sabendo que teremos pela frente um oponente bastante complicado. O Chile venceu a Copa América e está a provar que tem grande característica”, alegou Luis Miguel Afonso Fernandes, mais conhecido por Pizzi.O médio falava aos jornalistas em conferência de jornalismo, minutos antes de mais um treino portuense, desta vez em São Petersburgo, na Rússia, no pequeno complexo de Turbostroitel. “O Chile tem excelentes jogadores. Temo que estar preparados. Temos feito uma excelente Taça das Confederações e desejamo dar permanência a isso. Respeitamos ao máximo o nosso oponente, mas temos o objetivo de vencer e estar na final”, reforçou o jogador de 27 anos.Somente 45 minutos em toda a prova, Pizzi defendeu que, neste momento, uma boa recuperação “física e mental” entre os jogos poderá ser determinante para Portugal alcançar o troféu na Rússia, apesar de ter atuado, até agora. “Se calhar é mais importante que o treino em si. Alguns jogadores chegaram aqui com mais de 40 jogos nas pernas. É preciso fazer uma boa recuperação a nível físico, mas também a nível psicológico”, considerou o médio formado no Bragança.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Pizzi, que tem oito jogos e dois golos pela seleção nacional, abordou ainda o último jogo com a Nova Zelândia e o estado do relvado do Estádio Krestovsky, em São Petersburgo, situação que está a erguer alguma polémica na Rússia, visto que será o palco da final. “O relvado não estava em ótimas condições. Toda gente viu isso. Mas nós devemo estar preparados para essa espécie de coisas. Gostaríamos que o relvado estivesse melhor, ainda mais numa competição desde espécie, mas a verdade é que no próximo domingo desejamo voltar a lá estar”, declarou.Após o treino, o séquito de Portugal viaja até Kazan, onde na quarta-feira defronta o Chile, no primeiro jogo das meias-finais da Taça das Confederações.A partida decorrerá na Arena Kazan e tem começo agendado para as 21h00 .

Leer Más