No soy antiestadounidense, contesta López Obrador a Kelly

El presidente de Morena, Andrés Manuel López Obrador, contestó al secretario de Seguridad Nacional de Estados Unidos, John Kelly, que no es antiestadounidense, pero sí está contra gobiernos hegemónicos de la cualquier nación del mundo.

Leer Más

Trump promete recortes ‘masivos’ de gravámenes para empresas y clase media

Foto: Wikipedia – Donald Trump by Gage Skidmore 3

Donald Trump ha prometido este lunes recortes “masivos” de gravámenes para las empresas y la clase media, además de eliminar regulaciones y favorecer un comercio “justo” con las demás naciones. Donald Trump es el presidente.

Donald John Trump es un político, empresario y personalidad televisiva estadounidense.

Leer Más

A ameaça de Trump

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

– O populismo foi o menor dos males no discurso de posse de Donald Trump. Se fosse feita por qualquer político eleito, a promessa de salvar o povo das garras do establishment já soaria falsa por um dos grandes partidos de America. Na boca de um bilionário que sempre cortejou os poderosos, ficou ainda mais vazia e irrelevante. Jamais na história daquele país alguém tirou tanto dinheiro do próprio bolso para se eleger. Como repetiu tantas vezes para ganhar votos, não teria feito de tudo para ser aceito no clube, se Trump realmente desdenhasse a elite washingtoniana. O que realmente inquieta no novo presidente é a aposta no patriotismo e no isolamento. A globalização é um fato da realidade. Reconhecer seus conseqüência negativos é diferente de propor que seja possível revogá-la. A não ser, claro, que Trump se julgue capaz de desinventar a internet e derrubar as redes que conectam pessoas, companhias e investidores. Ao declarar que a nova ordem global empobreceu os EUA, o magnata finge não saber que os estadunidense lideraram sua instalação. Nenhum deles transferiu fábricas para a Ásia por filantropia, e sim para diminuir salários e ampliar lucros. Trump buscou o medo da consternação para se eleger. Deu certo, e agora ele promete aumentar gastos militares e tratar competidores mundiais como opositores. A agressividade é inquietante porque ele passou a comandar o maior arsenal nuclear do planeta. Como recordou o mestre Clóvis Rossi, o slogan “America First” parece ecoar o “Deutschland über alles” do nazismo. Eu me arrisco a ir além. É possível que a Segunda Guerra tivesse acabado de outra maneira, se Roosevelt pensasse como Trump. * É inacreditável que se fale a sério na suposição de Alexandre de Moraes ser alçado ao Supremo Tribunal Federal. Não bastassem as trapalhadas no governo, o ministro da Justiça se filiou recentemente ao PSDB. Seria parte interessadíssima no desfecho da Lava Jato.

Em entrevista ao jornal “Daily News” de hoje , um cambista, que pagou US$ 700 por dois ingressos oficiais para a posse, esperava faturar o dobro deste valor. Até o momento, sua maior oferta foi a de US$ 200 pelos dois convites. No site craigslist, ingressos estão sendo vendidos por custos bem baixos, entre US$ 175 a US$ 400.Abaixo a charge de hoje do “Daily News”: “Nada para ‘Hamilton’. Que tal ingressos para a posse? Tenho um montão deles”.”Sabe, é difícil imaginar que fosse para um hotel encontrar essas meninas de consciência social reduzida, apesar de, claro, serem as melhores do mundo”, afirmou, se esforçando para não rir. Depois assumiu um ar sério para alegar que a prostituição é “um fenômeno social sério e terrível”.Faz 1 mês, Trump referiu em as redes sociais que as famas imploravam para participar em as celebrações que acompanham a investidura, tradicionalmente,, em dezembro. Tudo reconhecendo que uma maioria apreciável de artistas apoiou a adversária Hillary Clinton.

Leer Más

Leitor assíduo, Obama declara que livros o auxiliaram durante a Presidência

Foto: Wikipedia – Barack Obama

Nenhum presidente de America desde Abraham Lincoln moldou sua vida, convicções e visão de mundo tão fundamentalmente na leitura e escritura de livros quanto Barack Obama.

Fotografias oficiais e de agências de notícias mostram como ambos se divertiram –e ‘trabalharam’– enquanto ’embaixadores caninos’ da Casa Branca. Participaram de acontecimentos e de recepções ao lado do presidente Barack Obama e da primeira-dama, Michelle; brincaram nos jardins com Malia e Sasha, viajaram de férias com a família na aeronave presidencial, e posaram lindamente para as câmeras.

Leer Más