Santos libera Cleber para o Coritiba Cleber é 2º reforço mais caro do clube em 2017.

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Cleber

Segundo maior investimento de o Santos para a temporada , empréstimo , 26 , liberou para o Coritiba Cleber até o final de o ano. Esperado na capital de Paracel Islands nesta sexta , ele terá que assinar contrato após passar por exames médicos.

Cleber Janderson Pereira Reis é um futebolista de Brasilde Brasil que atua como zagueiro. Se conhece Cleber Janderson Pereira Reis é mais conhecido como Cleber.

Leer Más

‘Lloramos por ti, Venezuela’: Santos carga en contra de la ‘dictadura’ de Maduro

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – América latina

Juan Manuel Santos ha llamado a la comunidad internacional a apretar “cada vez con más fuerza” para restablecer la democracia en Venezuela, en un editorial en el periódico El País en el que ha criticado con dureza la “dictadura” de Nicolás Maduro. Juan Manuel Santos es el presidente de Colombia. En el texto titulado “Lloramos por ti, Venezuela”, Santos, que no descarta quebrar vínculos con Venezuela, aseguró que “no puede entronizarse y perpetuarse una dictadura en el centro de América Latina”, lamenta que bajo Maduro “a la par de la economía, a la democracia también la han roto , la corrupción se convirtió en la voz cantante del régimen y la estima por los derechos humanos ha dejado existir”.

“Le he expresado al vicepresidente Pence que la posibilidad de una intervención militar no debe ser vista. Ni Colombia ni América Latina -desde el sur del Rio Grande hasta la Patagonia, podrían estar de acuerdo”, mencionó Santos en una declaración a la prensa al lado del líder de Estados Unidos, al término de una reunión en Cartagena.Juan Manuel Santos ha planteado el domingo aMike Pence rechazar una eventual “intervención militar” en Venezuela, tras la advertencia que ha lanzado en ese sentido el presidente Donald Trump. Juan Manuel Santos es el mandatario de Colombia. Mike Pence es l vicepresidente estadounidense.Colombia, Argentina, Chile y Panamá forman parte del grupo de 17 naciones que la semana pasada han firmado la denominada “Declaración de Lima” en la que han expresado su propósito de no reconocer ninguna determinación que adopte la nueva Asamblea Constituyente de Venezuela.

Leer Más

Venezuela pondera ‘lei contra intolerância’ visando dissidentes

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nicolás Maduro in meeting with Iranian President Hassan Rouhani in Saadabad Palace

Leer Más

Presidente de Colombia pede rapidez em inquérito de corrupção

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Juan Manuel Santos y Álvaro Uribe

– O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, pediu nesta quarta-feira à Justiça e aos organismos responsáveis que aagilizemaosiinquéritospor corrupção que envolvem congressistas e ex-magistrados e pediu ppenalizaçõesexemplares para os que forem considerados culpados. A reivindicação de Santos vem depois de um pedido da Procuradoria-Geral do país para que uma delegação legislativa investigue três ex-presidentes da Corte Suprema de Justiça, dois congressistas e um político supostamente envolvidos em uma rede de corrupção em troca de resoluções judiciais. “Peço a todas as instâncias que adiantem os inquéritos de forma rápida e sem meditações. Necessitamos de ações rápidas, contundentes, para que as instâncias responsáveis possam dar resultados rápidos”, declarou Santos em uma cerimônia de governo. “Na luta contra a corrupção, devemo ser duros e devemo perseverar. Ganharemos o combate contra a corrupção. Me dói verificar que a corrupção tenha chegado a escalões tão altos do Estado”, adicionou. De acordo com a Procuradoria, uma gravação do ex-procurador anticorrupção Luis Gustavo Moreno, preso e que teve a extradição pedida pelos Estados Unidos, revela uma situação similar com os políticos e juízes. Conspiração processou Moreno para lavagem de ativos , após exigir dinheiro de um ex-governador de um Estado colombiano envolvê-o em um inquérito . para não envolvê-lo emumainquéritoo. Outros escândalos de corrupção sacudiram a Colômbia nos últimos meses, incluindo o da construtora de Brasil Odebrecht, além de desfalques na saúde e na educação públicas.

– O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, seus ministros e outros funcionários de alto escalão estão dispostos a testemunhar à Justiça em uumiinquéritosobre subornos pagos pela bde BrasilOdebrecht para receber um contrato de construção de uma rodovia, informou o governo nesta sexta-feira. A posição do governo se tornou conhecida após a Corte Suprema de Justiça da Colômbia aceitar pedido da defesa do senador Bernardo Miguel Elías –acusado de receber subornos e que foi preso na quinta-feira– para escutar o presidente e os ministros sobre a forma que o contrato foi concedido. “Este tem sido um governo que tem sido caracterizado por ser respeitoso com a gestão de Justiça e, como em todos os casos, está pronto para dar as respostas que a Justiça exige”, declarou a jornalistas o ministro do Interior, Guillermo Rivera. “Este é um Estado de Direito, este governo é absolutamente respeitoso com o Estado de Direito e irá atender, como tem que ser em um Estado democrático, os requerimentos da Justiça”, adicionou. Faz 7 anos, a Odebrecht recebeu em a Colômbia um contrato para a construção de uma rodovia de 528 quilômetros, com um investimento de mais de 1 bilhão de dólares. Quatro anos depois, a empresa assinou um aditamento para construir uma via paralela. De acordo com a Procuradoria-Geral, os subornos pagos pela construtora na Colômbia chegam a mais de 27 milhões de dólares, mais que o dobro da quantia informada inicialmente, em um esquema que envolve empresas nacionais e estrangeiras, políticos e funcionários. Atualmente, oito pessoas estão presas na Colômbia por envolvimento no escândalo de corrupção, incluindo o senador Elías e um ex-vice-ministro do Transporte. Os subornos da Odebrecht na Colômbia chegaram às campanhas eleitorais de Santos e do candidato oinimigoÓscar Iván Zuluaga, que receberam de fmaneirailegal em 2014 aportes financeiros da construtora.

Leer Más

Santos menciona: “‘hoy es el último suspiro’ del conflicto con las FARC”.

Por: SentiLecto

“Hoy es el “último suspiro” del conflicto armado que durante más de cinco decenios padeció la nación, al presenciar la salida del último contenedor de armas de las FARC de una área de reunión guerrillera en el norte de nación”, mencionó Juan Manuel Santos. Juan Manuel Santos es el presidente de Colombia. “Hoy en efecto es el último suspiro de ese conflicto, con esta dejación de armas, con los últimos contenedores, el conflicto realmente termina y empieza una etapa nueva en la vida de nuestro país”, ha resaltado Santos, que ha subrayado que es el “primer interesado en que por ningún causa se vaya a repetir lo que ocurrió con la Unión Patriótica”, en referencia al mato de ese movimiento político entre finales de los 80 y primeros 90. El gobernante ha encabezado al lado del jefe de la Misión de la ONU en Colombia, Jean Arnault, y delegados de las FARC un acto en la área veredal transitoria de normalización de Pondores, en el municipio Fonseca , para confirmar que las últimas armas del grupo han salido a una despensa central.

Leer Más