Impacta tu mundo: ayuda a los sobrevivientes del terremoto en Irán e Iraq

Por: SentiLecto

Que más de 450 personas fallecieron tras el terremoto de magnitud 7,3 que ha sacudido el Sector fronterizo entre este domingo, Irán e Iraq son recobrados del terremoto más mortífero del mundo este año. Miles de personas han resultado lesiones.

Leer Más

Terremoto en Irán: la pelea de los sobrevivientes de la sismo más mortal de la año

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Bagheria

Hassan Rouhani trasladarse este martes a las áreas más afectadas por el devastador terremoto del domingo, donde ellos/ellas Hassan Rouhani trasladarse este martes a las áreas más afectadas por el devastador terremoto del domingo, donde . mencionan: “Están peleando por sobrevivir sin las necesidades básicas”.. Hassan Rouhani es el presidente iranio.

Al menos 452 personas fallecieron y miles después de que se produjese un potente sismo de 7,3 grados en la remota área fronteriza entre Irán e Iraq, han resultado lesiones. El terremoto es el más mortífero del año, dejando en segundo lugar el que flageló la Ciudad de México en septiembre, y se ha sentido tan lejos como Turquía y Pakistán.

Leer Más

Mais de 400 mortos após tremor no Irão e Iraque

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Earthquake severity

Mais de 400 pessoas faleceram no Irão e no Iraque, vítimas de um sismo de magnitude 7,3 na escala de Richter, que abalou no domingo o nordeste do Iraque e as regiões fronteiriças no Irão e na Turquia.

Um terramoto abalou a região fronteiriça entre o Irão e o Iraque, este domingo. O tremor teve uma magnitude de 7,3 na escala de Richter e fez pelo menos 13 mortos, a maioria dos quais no Irão, onde faleceram pelo menos sete pessoas, segundo a agência France-Presse. Foi sentido também na Turquia, onde não há, para já, vítimas a registar.Estes são links externos e vão abrir numa nova janela

Leer Más

EUA aprovam pílula digital que monitora ingestão por paciente

Por: SentiLecto

– Uma agência reguladora dos Estados Unidos aprovou a primeira pílula digital com um sensor interno que menciona se o paciente está tomando o remédio corretamente, um passo expressivo na convergência entre tratamentos de saúde e tecnologia. O remédio é uma versão do Abilify, medicamento consagrado da Otsuka Pharmaceutical para esquizofrenia, bipolaridade e depressão, que contém um dispositivo de rastreamento desenvolvido pela Proteus Digital Health. O sistema oferece aos médicos uma forma objetiva de avaliar se os pacientes estão ingerindo as pílulas de acordo com a posologia, o que inaugura uma nova forma de se monitorar a adesão a tratamentos que pode ser utilizada em outras áreas terapêuticas. As ações da Otsuka subiram 2,5 por cento nesta terça-feira em reação na liberação pela Food and Drug Administration na noite de segunda-feira. Drug Administration é agência que regula alimentos e remédios nos EUA.Embora a habilidade da pílula digital de melhorar a adesão dos pacientes aos tratamentos não tenha, a FDA, que apoia o desenvolvimento e a utilização de novas tecnologias para drogas prescritas e está comprometida a trabalhar com companhias para compreender como a tecnologia pode beneficiar pacientes e médicos”, declarou Mitchell Mathis, do Centro de Avaliação e Pesquisa de Drogas da FDA, declarou que poder rastrear a ingestão de medicamentos mencionados para enfermidades mentais pode ser útil “para alguns pacientes” sido comprovada. O sistema funciona mandando uma mensagem do sensor da pílula a um receptor utilizado no corpo, que em seguida transmite a informação a um aplicativo para que o paciente possa monitorar a ingestão do remédio em seu smartphone. Com o tamanho aproximado de um grão de sal, o sensor não tem bateria nem antena e se o ativa quando o suco gástrico o umedece. Isso fecha um circuito entre revestimentos de cobre e magnésio dos dois lados, o que gera uma pequena carga elétrica. A longo prazo, tais pílulas digitais também podem ser utilizadas para acompanhar pacientes com outras rotinas de remédios complicados, como aqueles que padecem de diabetes ou enfermidades cardíacas.

Leer Más