Ibovespa fecha em queda por receios sobre suporte à reforma da Previdência

Por: SentiLecto

– O principal índice da bolsa paulista fechou em baixa nesta quinta-feira, pressionado pela volta dos receios de que o governo não tenha votos suficientes para colocar a proposta da reforma da Previdência em eleição na próxima semana na Câmara dos Deputados. O Ibovespa .BVSP> fechou em baixa de 1,07 por cento, a 72.487 pontos, mas longe da mínima, quando caiu 2,61 por cento. O giro financeiro adicionou 9,05 bilhões de reais. Depois que o PMDB fechou questão em defesa da reforma, a piora do humor nesta sessão veio após o Ibovespa concluir em alta de 1 por cento na véspera, com a renovação dos ânimos sobre a reforma da Previdência. Os ânimos voltaram a esfriar nesta sessão, no entanto, diante das dúvidas em relação à quantidade de votos em asuporteà reforma. Uma liderança governista declarou à Reuters que as cpossibilidadesde veleiçãoda reforma da Previdência na próxima semana estão menores, devido a resistências de partidos aliados como o PRB, o PR e o PSD. Na véspera, o governo do presidente Michel Temer protelou para esta quinta-feira uma resolução sobre se a nova versão da reforma da Previdência seria colocada em eleição no plenário da Câmara na próxima semana. A medida precisa de pelo menos 308 votos para passar na Câmara. “O mercado está bem atento a cada palavra. Se alguém falar que tem os votos necessários, ou que a eleição foi marcada, o bom humor volta”, declarou o administrador de renda mutável da corretora H.Commcor Ari Santos. DESTAQUES – PETROBRAS PN PETR4.SA> caiu 1,68 por cento e PETROBRAS ON PETR3.SA> perdeu 0,88 por cento, cedendo ao mau humor no mercado, apesar do tom mais positivo para os custos do petróleo no mercado internacional. – VALE ON VALE3.SA> teve baixa de 1,17 por cento, em sessão de perdas para os contratos futuros do minério de ferro na China. – BANCO DO BRASIL ON BBAS3.SA> caiu 3,87 por cento, na pior performance para o setor bancário dentro do Ibovespa e entre as maiores quedas do índice. BRADESCO PN BBDC4.SA> recuou 0,72 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN ITUB4.SA> perdeu 0,33 por cento. Já SANTANDER UNIT SANB11.SA> abandonou as perdas vistas mais cedo e fechou com ganhos de 0,51 por cento. – JBS JBSS3.SA> recuou 2,16 por cento em dia de apresentação da empresa a investidores e analistas. No encontro, executivos alegaram que o grupo ainda avalia como prioridade listagem em Nova York de sua subsidiária norte-americana e que a unidade Seara está aproveitando os sinais de recuperação na economia de Brasil para aumentar o custo médio de seus produtos. Também no radar estava a informação que o BNDESPar pode vender ações da JBS. – EMBRAER ON EMBR3.SA> subiu 1,51 por cento, liderando a ponta positiva do índice, com os ganhos amparados na alta do dólar frente ao real, que nesta sessão voltou a se aproximar de 3,30 reais diante dos receios em torno do progressão da reforma da Previdência. – MAGAZINE LUIZA ON MGLU3.SA>, que não faz parte do Ibovespa, disparou 10,55 por cento, diante da visão mais otimista sobre a companhia após encontro com analistas e investidores acontecido mais cedo.

Leer Más

JBS desiste de vender nos EUA ações de negócios internacionais

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Friboi jbs

– A JBS desistiu dos planos para listar a subsidiária JBS Foods International na bolsa de Nova York, quase seis meses depois dos escândalos gerados por delações premiadas de seus controladores e da operação Carne Fraca, da Polícia Federal, terem minado a procura de investidores pela operação. Em aviso ao órgão que regula os mercados norte-americanos, SEC, a JBS Foods International pediu o cancelamento do pedido de IPO porque “decidiu não buscar a venda de títulos neste momento”. Representantes da companhia e da JBS, que concluiu junho com dívida líquida de cerca de 50 bilhões de reais e dívida líquida sobre Ebitda de 4,16 vezes, não deram mais detalhes ou novo programa para a transação. O IPO dos negócios internacionais da JBS, que incluiria a divisão de alimentos processados Seara, era vista pelo mercado como uma chance para a maior processadora de carne bovina do mundo destravar valor de suas operações e diminuir dívida. Nquanto o Ibovespa tinha valorização de 0,10 por cento, as ações da JBS apresentavam alta de cerca de 0,50 por cento às 12:17 na B3, e.A possibilidade de cancelamento do IPO já era considerada pelo mercado após o estouro dos escândalos que envolveram a companhia, cujo ex-presidente executivo, Wesley Batista, está preso, acusado de ter se aproveitado das delações premiadas para lucrar no mercado financeiro por meio de uso de informações privilegiadas. Em meados de agosto, quando ainda era presidente-executivo da JBS, Batista havia alegado que o IPO da JBS Foods International tinha sido protelado para o final de 2018. O lucro do segundo trimestre caiu 80 por cento sobre um ano antes, impactado por cotação e ampliação de despesas. Faz 2 meses, Batista comentou que a companhia tinha como meta atingir nível de endividamento de 3,5 vezes final de 2017. até o final de 2017.

– A JBS desistiu dos planos para listar a sua subsidiária JBS Foods International na bolsa de Nova York, de acordo com comunicado mandado à Securities and Exchange Commission , o órgão regular dos mercados norte-americanos, nesta segunda-feira. Faz 1 ano, a maior processadora de carne de o mundo, que está envolvida em um grande escândalo de corrupção, declarou que desistiu em o momento de o pedido para uma oferta inicial de ações que tinha, sido.

Leer Más

Seara atingiu o fundo do poço, declara proprietário da JBS

Por: SentiLecto

Um dia depois de divulgar os resultados do segundo trimestre da JBS, o presidente da companhia, Wesley Batista, declarou, em conferência para analistas, que os negócios da Seara no Brasil atingiram o fundo do poço no primeiro trimestre deste ano em termos de margem.

Leer Más

JBS tem queda de 80% no lucro do 2º trimestre

Por: SentiLecto

– A processadora de carne JBS teve lucro líquido de 309,8 milhões de reais no segundo trimestre, queda de 79,8 por cento ante mesma etapa de 2016, resultado marcado por queda nas receitas, ampliação das despesas e efeito da cotação. O resultado operacional da empresa, cuja holding J&F está no centro de uma crise política desencadeada por delações premiadas de seus executivos que envolveram o presidente Michel Temer, antes de juros, impostos, depreciação e amortização adaptado do trimestre foi de 3,76 bilhões de reais, alta de 29,9 por cento sobre o resultado de um ano antes.

Leer Más

Lucro da JBS cai 79,8% a R$ 309,8 milhões em 12 meses

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Friboi jbs

– No primeiro balanço divulgado após a delação premiada de seus controladores, em maio, a JBS reportou lucro líquido R$ 309,8 milhões no segundo trimestre do ano, uma queda de 79,8% em relação ao mesmo fase do ano passado, quando a empresa lucrou R$ 1,53 bilhão. No primeiro trimestre do ano, o lucro líquido foi de R$ 422,3 milhões. Se impactou o lucro por a despesa com variação cambial, segundo comunicado de a companhia. Em comunicado Wesley Batista, CEO mundial da JBS declarou: “A performance da empresa neste fase é uma clara demonstração da característica das nossas unidades de negócios ao redor do mundo”. A receita líquida da empresa caiu 4,6% em relação ao mesmo fase do ano passado. Ficou em R$ 41,6 bilhões entre maio e junho deste ano, frente aos R$ 43,6 bilhões reportados no mesmo fase do ano passado. Atribuiu-se a queda de a receita em a diminuição de receita de a Seara e de a JBS Mercosul em %6,1 e %14,2, respectivamente.A valorização do real frente ao dólar no fase, que passou de R$ 3,51 para R$ 3,21, também contribuiu para a queda da receita. A empresa não conseguiu diminuir sua dívida. No segundo trimestre do ano, ela saltou 5,4%, de R$ 47,8 bilhões ao final do primeiro trimestre do ano para R$ 50,3 bilhões ao final do segundo trimestre. O caixa da companhia, ao final do fase, estavam em R$ 11,3 bilhões, uma ampliação de 5,4% em relação ao caixa do primeiro trimestre, que fechou em R$ 10,7 bilhões. A despesa financeira da companhia, que inclui o pagamento de juros, foi de R$ 2,2 bilhões. Desse total, R$ 1,1 bilhão vieram com resultado de variação cambial e de ajuste em operações com derivativos. O R$ 1,06 bilhão restante veio de pagamento de juro.

PAULO/RIO DE JANEIRO – A Petrobras informou nesta quinta-feira que teve lucro líquido de 316 milhões de reais no segundo trimestre, queda de 14,6 por cento ante o mesmo fase do ano passado e uma diminuição de 93 por cento ante os três primeiros meses de 2017, com efeito negativo da adesão a um programa de regularização tributária . O Ebitda adaptado adicionou 19,094 bilhões de reais no segundo trimestre, ante 20,450 bilhões de reais no mesmo fase do ano passado. Mas a empresa viu uma queda de 24 por cento no Ebitda ante o primeiro trimestre devido, principalmente, à queda nas margens dos derivados, além de menor volume de exportações. O fluxo de caixa livre foi positivo pelo nono trimestre consecutivo, atingindo 9,354 bilhões de reais, mas ficou 30 por cento abaixo do valor registrado no primeiro trimestre devido, principalmente, à rdiminuiçãoda geração operacional em 15 por cento e aoaaampliaçãodos investimentos em 4 por cento. A BNDESPar tem como política contábil avaliar, para cada coligada, a necessidade de reconhecimento de perda por redução ao valor recuperável pelo menos duas vezes ao ano, “sem prejuízo de sua realização a qualquer momento, caso sejam observadas evidências objetivas de perda no investimento”, diz o documento enviado à CVM. “Contudo, dado o aumentado grau de incertezas expressivas correlacionadas com as premissas que seriam usadas quando da elaboração da avaliação econômico-financeira deste investimento , “quando compreende, a Administração decidiu protelar a execução do teste de impairment para o segundo semestre que haverá base para uma estimativa confiável do valor recuperável do investimento”, continua.”A diminuição de 92,7 por cento com perdas em investimentos e o maior regresso proporcionado pela carteira de renda mutável … foram as principais contribuições do resultado de participações societárias”, adicionou o BNDES em comunicado.

Leer Más