Ibovespa cai após confirmação de deferimento da reforma da Previdência

Por: SentiLecto

– Faz 10 meses, o principal índice de a bolsa paulista fechou em queda em esta, pressionado por a confirmação de deferimento de a eleição de a reforma de a Previdência para fevereiro, o que deixa uma pausa menor para aprovação de a medida antes de o processo eleitoral. O Ibovespa fechou em queda de 0,67 por cento, a 72.428 pontos. O giro financeiro do pregão adicionou 11,3 bilhões de reais, impulsionado pelo leilão de compra e venda dos papéis ordinários do Itaú Unibanco, que não fazem parte do índice de referência da bolsa. Mais cedo, Rodrigo Maia anunciou que se vai votar a reforma em a Casa após o Carnaval, no dia 19 de fevereiro Rodrigo Maia é o presidente da Câmara dos Deputados., e avaliou que quando for, a proposta vai ter entre 320 e 330 votos favoráveis a plenário. A confirmação veio após o líder do governo no Senado, Romero Jucá , ter antecipado no final da tarde passada que a apreciação da proposta ficaria para fevereiro de 2018. Uma vez que votações o próximo ano marcam ele, com o deferimento, a janela para aprovação da medida ficou mais estreita. “Se tiver alguma probabilidade de aprovação é início do ano e não pode se arrastar para março, abril, maio. Cada mês que passar a probabilidade vai diminuindo”, disse gestor de recursos da Mapfre Investimentos Thiago Souza. DESTAQUES – ELETROBRAS ON caiu 3,8 por cento e ELETROBRAS PNB teve queda de 2,8 por cento, entre as maiores perdas do Ibovespa, com receios que o provável deferimento da eleição da reforma da Previdência possa prejudicar o processo de privatização da elétrica. – PETROBRAS PN recuou 1,12 por cento e PETROBRAS ON perdeu 0,82 por cento, apesar da alta para os custos do petróleo no mercado internacional e tendo no radar a precificação da oferta inicial de ações da BR Distribuidora na véspera, em 15 reais a ação, no piso da faixa indicativa. Com a operação, a petroleira ergueu cerca de 5 bilhões de reais. – ITAÚ UNIBANCO PN caiu 1,58 por cento e BRADESCO PN teve perda de 0,79 por cento, auxiliando a pressionar o Ibovespa devido ao peso em sua composição. A sessão também foi negativa para os demais bancos que figuram o índice, com SANTANDER UNIT fechando em queda de 0,81 por cento BANCO DO BRASIL ON recuando 0,39 por cento. – ITAÚ UNIBANCO ON, que não faz parte do Ibovespa, caiu 3,22 por cento e teve o maior volume financeiro da bolsa, de 1,76 bilhão de reais, após leilão para compra e venda de papéis. Na véspera, o banco informou acordo com a Fundação Antônio e Helena Zerrenner , que pretendia alienar, por meio de leilão, 31.793.134 ações ordinárias de emissão do Itaú. O banco informou interesse em participar do leilão para adquiri papéis, no âmbito de seu programa de recompra de ações. – VALE ON teve alta de 0,36 por cento, revertendo as perdas vistas mais cedo, apesar da queda para os contratos futuros do minério de ferro na China.

Leer Más

Com expectativa de alta de juros, Fed pode dar indicações de conseqüência de reforma tributária nos EUA

Por: SentiLecto

O Federal Reserve deve aumentar a taxa de juros nesta quarta-feira, porém, mais do que isso, tem que dar a mais forte indicação sobre como a reforma tributária da gestão Trump pode afetar a economia dos Estados Unidos.

Leer Más

Governo pode fazer novo descontingenciamento neste ano, declaram fontes, em meio àobcombatecom Previdência

Por: SentiLecto

– O governo do presidente Michel Temer pode descontingenciar mais recursos do Orçamento neste ano diante da melhora da arrecadação, alegaram à Reuters duas fontes da equipe econômica nesta terça-feira, em meio a esforços para acomprazero Congresso Nacional para votar a reforma da Previdência. “Como sempre tem possibilidades porque a receita está assombrando”, alegou uma das fontes, sob a condição de anonimato. “Faz 1 mês, números vieram bons, já começam a aparecer conseqüência da atividade econômica”, adicionou. A segunda fonte da equipe econômica, evidenciando que os cálculos ainda estão sendo feitos para tanto alegou: “Há a chance “. A melhora da arrecadação tem sido sentida sobretudo pelas receitas extraordinárias e gradual recuperação da economia. Ao anunciar o descongelamento de 7,516 bilhões de reais do Orçamento deste ano em meados de novembro, o governo liberou 593,45 milhões de reais para emendas parlamentares, seguindo normas criadas em lei que determinam um descontingenciamento proporcional para todas as despesas calculadas. Nova liberação de recursos, portanto, abriria o percurso para mais gastos via emendas, indo ao encontro direto dos interesses dos parlamentares diante das proximidades das votações do próximo ano. Muitos deles têm evitado se comprometer com o voto favorável à reforma da Previdência justamente por medo de que isso possa minar cpossibilidadesde reeleição em 2018. O governo, por sua vez, argumenta que reforma é crucial para colocar as contas públicas em ordem, e frear verdadeiro combate para tentar votar a matéria no plenário da Câmara dos Deputados ainda neste ano.

Leer Más

Operador do Burguer King no Brasil tem que precificar IPO perto do topo da faixa indicativa, declaram fontes

Por: SentiLecto

– O operador da rede de fast food Burguer King no Brasil, BK Brasil, tem que precificar sua oferta inicial de ações no topo da faixa indicativa de 14,50 a 18 reais, alegaram três fontes com conhecimento direto do tema nesta terça-feira. Uma das fontes declarou que a oferta recebeu demanda três vezes maior no topo da faixa indicativa. Acionistas e os bancos que assessoram a operação vão definir o custo do IPO na quinta-feira.

Leer Más

Juro menor exige garimpo na renda fixa por taxa mais rentável

Por: SentiLecto

O efeito para quem busca ganho na renda fixa é o de ampliar o garimpo para achar alternativas mais rentáveis —e isso passa por se arriscar mais, se a queda de juros pode beneficiar quem tem dívidas caras.

Leer Más