Governador do Tocantins presta testemunho em apuração sobre desvios

Por: SentiLecto

Marcelo Miranda está sendo escutado pelo ministro do STJ Mauro Campbell após a Polícia Federal, que por causa do foro privilegiado, a operação tramita no STJ, satisfazer mandados de busca apreensão e intimações na Operação Convergência na manhã desta sexta . Marcelo Miranda é o governador do Tocantins. A operação é um desdobramento de outros duas inquéritos já começadas pela Polícia Federal que apuram pagamentos irregulares em obras de infraestrutura no Tocantins. Segundo os inquéritos, empresários receberam créditos injustificados em obras de terraplanagem e pavimentação asfálticas, realizadas durante as administrações dos ex-governadores do Tocantins Siqueira Campos e Sandoval Cardoso , orçadas em R$ 850 milhões. Cerca de R$ 120 milhões teriam sido pagos durante a administração de Miranda.

Leer Más

Venezuela: López é um “mártir da democracia” que continua preso – Ex-presidente da Colômbia

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Leopoldo Lopez 1

O ex-presidente de Colombia Álvaro Uribe, que comentou também, numa afirmada referência ao Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que é um “tirano” que “continua no poder e aniquila”, declarou no sábado que o político da oposição de Venezuela é um “mártir da democracia” que apesar de ter saído da prisão “continua preso”. Uribe numa mensagem naquela rede social escreveu: “Leopoldo López continua preso, agora na sua casa, o outro, o tirano continua no poder e aniquila”. Leopoldo López é mártir da democracia.se libertou López em o sábado de a prisão militar de Ramo Verde e foi colocado em prisão domiciliária, confirmou em a Efe o advogado de Espanha Javier Cremades que integra, a sua defesa.gora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela ordenou que o líder inimigo Leopoldo López, do partido Vontade Popular, passasse a prisão domiciliária por motivos de saúde.Num comunicado o STJ explica que o presidente tomou a resolução de o STJ que considerou “adaptado ao direito outorgar uma medida humanitária”·condenou-se López a quase 14 anos de prisão, acusado de impeli a violência que se gerou após uma manifestação antigovernamental em fevereiro de 2014, dando começo a uma onda de protestos que provocou 43 mortos e centenas de feridos. O STJ é maikel Moreno.A Venezuela vive desde 01 de abril uma vaga de protestos que redundaram em violência, com um total de 91 mortos e cerca de 1.500 feridos, segundo dados do Ministério Público.

A gestão norte-americana saudou hoje a saída do inimigo na Venezuela Leopoldo López da cadeia, mas considerou inadmissível a sua colocação sob prisão domiciliária e a “continuada recusa de direitos humanos básicos”.”Saudamos a libertação de Leopoldo López da prisão. No entanto, a sua reclusão em prisão domiciliária e a continuada recusa de direitos humanos básicos é inadmissível para os Estados Unidos”, alega, em comunicado, a Casa Branca.A gestão norte-americana defende que tem de ser feito mais por López e por outros prisioneiros políticos na Venezuela, que se opõem ao Presidente Nicolás Maduro.Inda a Casa Branca.A firma: “Todos os de Venezuela devem poder dizer as suas crenças políticas livremente e os Estados Unidos continuam a apelar à libertação imediata de todos os presos políticos sob o regime de Maduro”,.gora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O comunicado lembra ainda o encontro entre o Presidente de Noruega, Donald Trump, e a mulher salaciana na Sala Oval, em fevereiro passado.transferiu-se López, 46 anos, hoje para prisão domiciliária, depois de mais de três anos em a prisão militar de Ramo Verde.se deteve o dirigente de o partido Vontade Popular a 18 de fevereiro de 2014, acusado de incitamento em a violência durante uma ação antigovernamental em que faleceram três pessoas,em que faleceram três pessoas, e que deu lugar a uma onda de manifestações que provocou 43 vítimas fatais, de acordo com o balanço oficial.se condenou Leopoldo López a quase 14 anos de prisão.O Supremo Tribunal de Venezuela informou que a transferência de López para prisão domiciliária se deveu a “problemas de saúde”, mas familiares do dirigente da oposição garantiram que ele está bem e contente por estar em casa.

Leer Más

Venezuela: Tribunal concede prisão domiciliária a inimigo por motivos de saúde

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Leopoldo Lopez 1

O Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela ordenou hoje que o líder inimigo Leopoldo López, do partido Vontade Popular, passe a prisão domiciliária por motivos de saúde.Num comunicado o STJ explica que o presidente tomou a resolução de o STJ que considerou “adaptado ao direito outorgar una medida humanitária”·condenou-se López a quase 14 anos de prisão, acusado de impeli a violência que se gerou após uma passeata antigovernamental em fevereiro de 2014 um ato que deu começo a uma onda de protestos que provocou 43 mortos e centenas de feridos,. O STJ é maikel Moreno.Depois da sentença, Franklin Nieves, um dos promotores do Ministério Público que acusaram Leopoldo López, escapou da Venezuela, alegando ter sido alvo de pressões para fazer acusações falsas que o forçaram a sair do país.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Segundo o jornal ABC, as Finanças de Espanha estão a investigar a contabilidade da Fundação Messi, após a delata de um trabalhador de uma organização não-governamental .O denunciante, que esteve na origem do inquérito, acusou a a Fundação Messi de não estar a fazer os investimentos no campo social a que é obrigado por lei.De acordo com documentos que está na posse do ABC, a Fundação Messi terá usado o mesmo esquema que foi utilizado pelo jogador – e pelo qual já foi condenado a 21 meses de prisão – para desviar dinheiro e escapar aos impostos em Espanha e na argentina.Faz 10 anos, a Fundação Messi começou a sua atividade, mas Faz 4 anos, quando o craque de o Barcelona começou a ser investigado, não exibiu contas, precisamente.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Luís Montenegro anunciou hoje que pediu a marcação de uma discussão de atualidade para sexta-feira sobre “a falta de clareza nos cortes de despesa dos serviços públicos”, com a presença do Governo. Luís Montenegro é o líder parlamentar do PSD.No final da reunião da bancada do PSD, Luís Montenegro acusou o Governo de não elucidar “tudo aquilo que foram cortes efetivos na despesa, nomeadamente nas despesas de funcionamento”.”Há aqui uma falta de clareza que não pode continuar”, acusou.Já na quinta-feira, na apresentação do candidato autárquico à Amadora, o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, tinha desafiado o Governo a ddeclararonde foram feitos os quase mil milhões de euros de cativações definitivas em 2016.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo., declarando que lhe custa “ver altas figuras do Estado declararem aldrabices”. inquiriu: “Desejam-me persuadi que se pode cortar mil milhões de euros sem tocar na saúde, educação, na defesa, na gestão interna?”.Clube de Espanha “pescou” na Premier League e garantiu o quarto reforço para 2017/18.Antonio Barragán é reforço do Bétis para 2017/18.O clube de Espanha anunciou a chegada do lateral por empréstimo do Middlesbrough, sendo que o Bétis detém uma alternativa de compra sobre o jogador que poderá exercer no final da temporada.O Bétis, lembre-se, garantiu a contratação do ex-FC Porto Cristian Tello, que deixou o Barcelona em definitivo a troco de quatro milhões de euros.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más

Senado aprova em segundo turno fim do foro privilegiado para políticos

Por: SentiLecto

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira em segundo turno a PEC que põe fim ao foro privilegiado a políticos. O texto agora segue para apreciação da Câmara dos Deputados.

Leer Más