Rombo de União, Estados e municípios fica R$ 52,6 bi abaixo da meta em 2017

Por: SentiLecto

A União, Estados e municípios tiveram um rombo de R$ 110,5 bilhões no ano passado, resultado R$ 52,6 bilhões abaixo da meta, de R$ 163,1 bilhões para União, que superavit ou deficit primário é o quanto de despesa ou receita o governo gera, após a quitação de seus gastos, sem considerar os pagamentos com os juros da dívida, Estados e municípios.

Leer Más

Rombo do governo vem R$ 34,6 bi menor do que a meta em 2017

Por: SentiLecto

Com a contenção de gastos e a recuperação da arrecadação no final do ano, as contas do governo fecharam 2017 com um deficit primário de R$ 124,4 bilhões, resultado negativo R$ 34,6 bilhões abaixo da meta para o ano, de R$ 159 bilhões.

Leer Más

Tesouro espera receber ‘boa compensação’ da Petrobras com cessão onerosa, declara Meirelles

Por: SentiLecto

– O Tesouro Nacional espera receber uma boa compensação da Petrobras ao final de negociações com a petroleira estatal sobre a chamada “cessão onerosa”, declarou a jornalistas nesta quarta-feira o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que realçou que descobriu-se mais petróleo em a região e que “existe uma debate agora entre o Tesouro e a Petrobras sobre como resolver isso porque o jeito que o acordo foi definido no passado não foi preciso”, durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. O contrato da cessão de direitos, conhecido no setor como cessão onerosa, garantiu à Petrobras a produção, em uma determinada área de pré-sal, de até 5 bilhões de barris de óleo equivalente. Pelo acordo, a empresa estatal pagou à União 74,8 bilhões de reais. Depois que as áreas fossem ditas comerciais, mas uma renegociação do valor, considerando mutáveis como custo do barril do petróleo e cotação, estava calculada desde o começo , o que já ocorreu. “Nós estamos tendo uma boa série de conversas com o presidente da Petrobras, inclusive tivemos uma reunião na semana passada em Brasília, e eu estou certo que no tempo devido vamo chegar a um bom acordo”, declarou o ministro, durante uma coletiva de jornalismo em inglês que foi transmitida pela internet. Meirelles, sem detalhar o que desejou declarar ao se referir aos novos campos. alegou: “Evidentemente que o Tesouro espera receber uma boa compensação da Petrobras por causa dos novos campos de petróleo”. Em entrevista na Reuters na semana passada, Dyogo Oliveira alegou que o governo seria credor em “bilhões de dólares” no processo de revisão da cessão onerosa com a Petrobras. Dyogo Oliveira é o ministro do Planejamento.A declaração de Oliveira contraria a visão do presidente da Petrobras, Pedro Parente, que tem defendido em inúmeras ocasiões que a Petrobras é credora no processo.

Leer Más

Após rebaixamento, Brasil emite US$1,5 bi em bonificações de 30 anos

Por: SentiLecto

– O governo de Brasil captou 1,5 bilhão de dólares na reabertura do título Global 2047, com taxa de 5,600 por cento ao ano e spread de 271 pontos básicos acima dos títulos de referência dos Estados Unidos, informou o Tesouro Nacional nesta quinta-feira. A reabertura da bonificações Global 2047 foi a primeira emissão do ano e acontece uma semana após o rebaixamento do país pela Standard & Poor’s, em meio àosdobstáculosdo governo de aprovar a reforma da Previdência, que possibilita ajuste das contas públicas, e ao cenário político incerto com as votações presidenciais deste ano. Tesouro nformou: “Em relação às taxas dos nossos títulos, realmente a influência foi quase nula”,.”Quando o Brasil ainda tinha ‘investment grade’, algumas emissões com prazo de 30 anos tiveram taxas superiores a essa de agora.” O Global 2047, com vencimento em 21 de fevereiro de 2047, carrega cupom de 5,625 por cento ao ano e se o colocou a o custo de 100,352 por cento de o valor de rostito. A procura pelo papel foi em torno de quatro vezes maior que a oferta. Apesar do cenário político conturbado, a operação do Tesouro agora também vem na esteira de condições econômicas mais favoráveis para o país, com retomada gradual da atividade e inflação e juros mais baixos. O preço de proteção contra calote da dívida de Brasil, medido por Crédito Default Swaps de cinco anos está hoje em torno de 145 pontos básicos, contra 287 pontos na época do lançamento da bonificações. Faz 2 anos, quando se o captou 1,5 bilhão de dólares em papéis com rendimento de 5,875 por cento a o ano e spread de 357,2 pontos básicos, o governo O Global 2047 foi originalmente. Faz 3 meses, quando emitiu 3 bilhões de dólares em título com vencimento em 10 anos, o Tesouro havia, com taxa de 4,675 por cento a o ano e spread de 235 pontos básicos.

Leer Más

Cielo paga R$87,5 mi para adquiri 70% restantes da Stelo

Por: SentiLecto

– A Cielo, líder em meios eletrônicos de pagamentos no país, anunciou nesta quinta-feira a compra de 70 por cento da Stelo, especializada em comércio eletrônico, por 87,5 milhões de reais. Com a operação, a Cielo passa a deter 100 por cento da Stelo. O Bradesco controla ambas as empresas e por o Banco do Brasil.

Leer Más