Varejistas investem em tecnologia e logística para enfrentar Amazon no Brasil

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Amazon warehouse Glenrothes

– Depois de reforçar as linhas de produtos nos mostruários virtuais e ampliar o número de parceiros em seus marketplaces , as grandes varejistas do país agora investem pesado em logística e tecnologia para fazer frente à chegada da gigante aestadunidenseAmazon, que, em outubro, passou a vender eletroeletrônicos no Brasil. O Magazine Luiza, por exemplo, anunciou que investirá mais de R$ 1,1 bilhão nessas duas áreas, num processo tratado internamente de “mudanças digital”. Os recursos são parte da captação com a emissão de ações realizada pela companhia em setembro, na qual ergueu R$ 1,5 bilhão. Frederico Trajano declara que o e-commerce, que já encarna %30 das vendas, é fundamental na estratégia de buscar margens maiores: — Com a progressão das vendas e a recuperação do mercado, temos o poder de diluir substancialmente as nossas despesas e ampliar os ganhos. Frederico Trajano é presidente da rede.LEIA MAIS: Amazon começa a vender eletroeletrônicos e ameaça redes de Brasil TEMPO DE ENTREGA MENOR No Mercado Livre, que atua basicamente como marketplace, os investimentos em logística também são crescentes. Stelleo Tolda conta que a companhia acaba de arremessar um serviço que inclui armazenamento, embalagem, administração de entrega e pós-venda de produtos das varejistas que atuam em sua plataforma. Stelleo Tolda é diretor operacional do Mercado Livre. O objetivo, declara, é reduzi em um dia o tempo de entrega: — Para São Paulo, conseguiremos entregar os produtos no mesmo dia. E para outras localidades do país, em até 24 horas. Vai realizar-se essa nova logística a partir do centro de distribuição de a companhia, localizado em Louveira, em o interior paulista. O Mercado Livre abriga cerca de 372 mil lojas virtuais. Se consideradas as pessoas físicas que vendem produtos na plataforma, o total chega a nove milhões. — Arremessamo o serviço há dois meses e já gerenciamos 5% das vendas na plataforma. Vai oferecer-se a logística principalmente para produtos de alto giro — declara Tolda. Faz 1 mês, a Via Varejo, braço de o Grupo Pão de Açúcar que reúne as redes Ponto Frio e Casas Bahia, informou, em o seu balanço em o final que vai continuar investindo para, até o final de 2018, tornar se um one-stop-shop de os seus parceiros. ‘MARKETPLACE AVANÇA NO PAÍS’ Na B2W, os investimentos na plataforma digital têm aumentado nos últimos cinco anos, assim como o número de parceiros e provedores. De janeiro a setembro, informa a companhia no seu balanço do terceiro trimestre, os investimentos se concentraram no crescimento do marketplace, o que redundou em uma ampliação na base de “companhias parceiras” hospedadas em sua plataforma: de seis mil sellers, em junho de 2017, para mais de 7.800 em setembro. Em termos de vendas, esse crescimento respondeu por 36% dos volumes comercializados no terceiro trimestre deste ano, agitando R$ 1,14 bilhão. E tem que passar a responder por mais de 50% em 2018. De acordo com o consultor de varejo e professor da Fundação Getulio Vargas , Juedir Teixeira, o fato de o segmento de marketplace ter aumentado bastante no país nos últimos anos tornou o mercado de Brasil atraente às gigantes mglobais como a Amazon. E, para as companhias locais competirem, é fundamental que reforcem suas bases tecnológica e de logística. — É o que checa o êxito para o negócio no Brasil. O marketplace se estrutura em dois coluninhas: tecnologia e logística eficientes. Com a entrada de um competidor do tamanho da Amazon, a tendência é as companhias se estruturarem ainda mais. Nos mercados em que a Amazon se instala, em pouco tempo abocanha parte das vendas em marketplace — declara Teixeira. MERCADO bastante FRAGMENTADO Para exemplificar a dimensão do poder da Amazon no e-commerce, Teixeira menciona alguns números. Faz 1 ano, a Amazon faturou US $ 110 bilhões, em 2016 e ficou em 10º lugar no ranking dos maiores varejistas do mundo. A primeira colocada, a também de America Walmart, faturou US$ 550 bilhões. Só que o valor de mercado da Amazon na Bolsa de Valores é quase duas vezes o da Walmart — US$ 370 bilhões contra US$ 200 bilhões. O diretor executivo da consultoria Ebit, André Dias, observa que o mercado brasileiro ainda é muito fragmentado, bem diferente de outros países em que a Amazon atua: — Isso pode retardar um pouco o seu crescimento no país.

Com relação à Peak Velocity, o pensamento é diferente. A marca vai exibi custos mais altos, com uma coleção que tentará atrair os atuais consumidores das compatriotas Nike e Under Armour. No início, vai ter somente roupas, bolsas e acessórios masculinos. A intenção é que, em breve, também admire o universo feminino.A gigante do e-commerce tinha anunciado há poucas semanas que estava estabelecendo um relacionamento próprio com fábricas especializadas na produção e manufatura de tecidos desportivos.

Leer Más

Ministro estima fim de mais de três mil sindicatos com o fim da contribuição compulsória

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ronaldo Nogueira ministro do Trabalho

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, estima que mais de três mil sindicatos deverão desaparecer com o fim da contribuição sindical obrigatória, que era cobrada no valor de um dia de salário de cada trabalhador e que deixa de existir com o início da vigência da nova lei trabalhista, neste sábado. A avaliação foi feita em entrevista exclusiva do ministro ao G1.

De acordo com Nogueira, hoje, há cerca de 16,8 mil sindicatos no Brasil, dos quais 5,1 mil são patronais. O restante, cerca de 11,3 mil, encarna os trabalhadores:

Leer Más

Deputada alega que há mais de 700 russas e azerbaijanas presas no Iraque

Por: SentiLecto

Mais de 700 mulheres de nacionalidade russa e azerbaijana foram detidas no Iraque pelas forças de segurança do país durante guerrazinhas com o grupo terrorista Estado muçulmano , demonstrou nesta sexta-feira à Agência Efe a deputada da minoria yazidi Fiyan al Dajil.

Leer Más

Líderes da UE é preparado perante possível queda de May, assinala jornal

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Patella ant

Os líderes da União Europeia se preparam para uma possível queda de Theresa May antes do final do ano, depois da saída de Piti Pateal como ministra britânica de Cooperação Internacional, revela nesta quinta-feira o jornal “The Times”.

Theresa Mary May, nascida Theresa Mary Brasier é uma política britânica do Partido Conservador e desde 13 de julho de 2016 a primeira-ministra do Reino Unido.

Leer Más

Kennedy Space Center arremessará “viagem a Marte”; fotografias

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – KennedySpaceCentreVisitor’sCentreFrontGate

– Cada vez mais comprometido com a educação de crianças e jovens, o Kennedy Space Center está investindo na construção de uma nova Experiência de Treinamento de Astronautas , localizada em seu complexo de visitantes. A nova ATX vai dar aos participantes a chance de treinar como um astronauta que se prepara para uma missão a Marte. O intuito é que o público também se envolva no programa espacial Orion, da Nasa, que tem como propósito voltar passar por Lua e Marte. Divide-se o treinamento com duração de cinco horas, em três etapas : Missão de Lançamento, Vida e Trabalho em o Espaço e Operações de Marte. Na primeira etapa, os visitantes participam do lançamento do foguete do Space Launch System da Nasa como membros da equipe de controle de lançamento e da equipe do veículo Orion. Cada pessoa fica em uma estação de controle de missão para seguir a linha do tempo, receber informações, tomar decisões informadas e se comunicar com a equipe. Já o grupo que participa de Vida e Trabalho no Espaço aprende sobre os sistemas espaciais, incluindo as estações de sono e as ferramentas de atividade extraveicular . Enquanto a equipe de Operações de Marte aterra, eles também podem fazer uma caminhada espacial em um simulador de microgravidade de última geração, conduz e anda em Marte utilizando novos simuladores. Enquanto realizam operações de base, outra novidade é o programa Mars Base 1, que oferece aos visitantes a possibilidade de “viver em Marte” por sete horas usando ciência e engenharia reais. O treinamento começa com uma viagem simulada por meio do 4-D Mars Transfer Theatre e, após a chegada, os alunos entram no Centro de Operações para serem treinados em operações básicas, usando quatro cenários diferentes. Os aprendizes também trabalham no Life Science Lab semeando sementes, colhendo plantas e coletando e analisando dados como cientistas da Nasa. A próxima parada é o laboratório de engenharia, onde eles programam um robô para limpar uma célula solar. Antes de regressarem à Terra, ufornece-se uma refeição de astronautas.As novidades estão previstas para serem lançadas em meados de fevereiro do ano que vem e é interessante saber que tanto o ATX como o Mars Base 1 oferecem aos participantes a oportunidade de gravarem sua experiência em vídeo e acessarem essas gravações on-line, junto a um relatório sobre o desempenho de cada componente da missão. Cheque mais fotografias dessas duas novidades no álbum abaixo. O Portal PANROTAS viajou a convite do Visit Central Florida com proteção GTA.

– Metade dos visitantes que vão ao Kennedy Space Center são estrangeiros e o Brasil não fica atrás no ranking dos principais mercados para o parque da Nasa. O País está entre os primeiros emissores, junto com Canadá, Inglaterra e Alemanha, e Faz 10 meses, em o último liderou as vendas. “É no Kennedy Space Center que o desenvolvimento e o futuro da humanidade estão sendo feitos, e esse é um dos motivos pelos quais o parque é tão procurado”, conta o presidente da TM Latin America , Victor Manjarres. O local também tem investido muito em sustentabilidade, fazendo utilização de energia solar e apostando na reutilização . O Portal PANROTAS viaja a convite do Visit Central Florida com proteção GTA.

Leer Más