Temer declara que só ‘votações livres’ poderão resolver crise na Venezuela

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Mapa Venezuela Topografico

Para o presidente Michel Temer, a crise na Venezuela só poderá ser resolvida por meio de “votações livres” e que, sem elas, o país vai perder as “condições de convivência” no Mercosul.

Venezuela, oficialmente República Bolivariana da Venezuela, é um país da América localizado na parte norte da América do Sul, constituída por uma parte continental e um grande número de pequenas ilhas no Mar do Caribe ou oceano das Caraíbas, cuja capital e maior aglomeração urbana é a cidade de Caracas.

Leer Más

Noite de protestos e saques na Venezuela deixa 11 mortos

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nicolás Maduro in meeting with Iranian President Hassan Rouhani in Saadabad Palace

Leer Más

Governo de Brasil culpa Maduro por mortes em protestos na Venezuela

Por: SentiLecto

O Ministério das Relações Exteriores atribuiu nesta quinta-feira aNicolás Maduro a “responsabilidade primária” pelas três mortes nas manifestações da oposição ao chavista na quarta . Nicolás Maduro é o presidente da Venezuela.

Leer Más

EUA alegam que “governo de Maduro está violando sua própria Constituição”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Rex Tillerson official Transition portrait

Rex Tillerson alegou nesta quarta-feira que o governo de Nicolás Maduro na Venezuela “está violando sua própria Constituição”. Rex Tillerson é o secretário de Estado dos Estados Unidos.

Rex Wayne Tillerson é um empresário, engenheiro e diplomata estadunidense, 69º e atual Secretário de Estado dos Estados Unidos, a serviço desde 1 de fevereiro de 2017.

Leer Más

Confronto entre manifestantes e polícia deixa 57 feridos na Venezuela

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Elias Jaua, December 2011

A oposição de Venezuela fez nesta segunda-feira sua quinta jornada de protestos em dez dias contra o governo do presidente Nicolás Maduro e, assim como nas quatro anteriores, foi alvo das forças de segurança. Pelo menos 57 pessoas ficaram feridas no confronto com os agentes, incluindo dois jornalistas e a deputada inimiga Delsa Solórzano, que o chavismo voltou a culpar seus oponentes pela violência nas manifestações.

Em Caracas, os inimigos tentaram pela terceira vez ir à sede da Defensoria do Povo. Eles, porém, foram alvo da Guarda Nacional, que dispersou o grupo com gás lacrimogêneo e balas de borracha.

Leer Más