PM de Albania tenta novo mandato sem aliança

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Edi Rama

O primeiro-ministro da Albânia, o socialista Edi Rama, que deseja continuar as reformas que o governo tem levado a cabo e fazer mudanças na Administração Pública, tentará um novo mandat nas eleiçõers deste domingo. A aposta de Rama é conseguir uma maioria sem precisar de formar aliança com o Movimiento Socialista para a Integração, o partido do presidente Ilir Meta.

É um dos países mais pobres da Europa, com um salário médio de 340 euros por mês. O desemprego tem levado milhares de pessoas, especialmente os jovens, a deixar o país .

Leer Más

May declara UE reagiu “positivamente” a proposta sobre cidadãos

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Theresa May

Bruxelas, 23 jun . – Theresa May alegou nesta sexta-feira que os líderes dos 28 países que vão permanecer na União Europeia após a saída do Reino Unido reagiram “positivamente” na sua proposta para proteger os direitos dos cidadãos comunitários no Estado. Theresa May é a primeira-ministra britânica.

Theresa Mary May, nascida Theresa Mary Brasier é uma política britânica do Partido Conservador e desde 13 de julho de 2016 a primeira-ministra do Reino Unido.

Leer Más

CNA atribui suspensão de carne fresca a ‘medida protecionista’ dos EUA

Por: SentiLecto

— A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil declarou que viu com “confusão” a resolução dos Estados Unidos de interromperem a importação de carne in natura brasileira e atribuiu a posição como uma “medida protecionista de mercado”. A confederação cobrou dos EUA as “justificações técnicas e científicas” que embasaram a resolução. “Os elementos usados pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos para justificar o encerramento do mercado não exibem risco para a saúde dos consumidores norte-americanos. Esperamos que o governo dos Estados Unidos divulgue as justificações técnicas e científicas que fundamentaram a resolução, que também pode ser vista como uma medida protecionista de mercado”, declarou a CNA, que a Confederação da Agricultura declarou que a resolução dos EUA prejudica ainda mais os pecuaristas de Brasil, em nota. Desde o começo do ano, os produtores enfrentam quedas nos custos do gado, as consequências da operação Carne Fraca e a delação da maior companhia de carne do país, a JBS. “Os produtores rurais satisfazem as mais estritas pré-requisito sanitárias e contribuem com a economia na geração de emprego, renda e alimentos de característica”, adicionou a nota. “FRAGILIDADE INSTITUCIONAL” A Sociedade Rural de Brasil atribuiu o problema uma “fragilidade institucional”, que afeta a credibilidade do país. A associação declarou que o produto de origem animal brasileiro está entre os melhores do mundo, mas há um “descrédito” internacional com o país. “Aliado a esta dificílima questão, a operação ‘carne fraca’ e, posteriormente, a operação ‘carne fria’ da Polícia Federal identificaram problemas reais de relacionamento promíscuo entre agentes públicos e o setor privado. Problemas que, é verdade, não arruínam a característica do produto de Brasil, porém, destroem a credibilidade das instituições que teriam que garantir esta característica. A fragilidade institucional existente no País hoje, contudo, permitiu aos concorrentes aproveitar a situação para impor as sanções comerciais ao Brasil nos últimos dias”, declara nota da SRB. A SRB cobrou uma iniciativa imediata do governo federal para corrigir as questões assinaladas pelos Estados Unidos, visando a suprimi os problemas de inspeção.

Leer Más

Mercados acionários europeus têm queda na sessão que marca 1 ano do voto do Brexit

Por: SentiLecto

Outra agitação nas ações relacionadas a commodities e uma queda nas companhias com receita em dólar pressionaram as blue-chips britânicas nesta sexta-feira, realçando sua performance mais fraca em relação aos outros papéis europeus um ano após a resolução do Reino Unido de deixar a União Europeia.

Leer Más

Irlanda do Norte: Longe de Bruxelas, perto da turbulência

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – EU Council room

O que parece um cenário profundamente pacífico, é na verdade uma fronteira onde reina a discórdia. De um lado, a República da Irlanda, um Estado-membro da União Europeia; do outro, a Irlanda do Norte, parte integrante do Reino Unido, que se prepara para deixar o bloco europeu. E nestas comunidades vizinhas tem-se assistido a sucessivas manifestações de protesto contra o Brexit.

Dentro de dois anos, esta vai ser uma das fronteiras externas da União Europeia. Mas os moradores da região não desejam ver o retorno de postos de controlo fronteiriço.

Leer Más