La mitad de la economía de Venezuela ha desaparecido

Por: SentiLecto

Venezuela perdió la mitad de su economía desde 2013.

La situación es cada vez peor. El desempleo va a alcanzar el 30% y los valores de todo tipo de bienes en la nación incrementarán un 13.000% este año, según las nuevas cifras publicadas el jueves por el Fondo Monetario Internacional.

Leer Más

FMI: Venezuela evita mayor alza regional en 2018

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – GruposFMI

El Fondo Monetario Internacional ha proyectado el jueves que las economías de América Latina y el Caribe podrían haberse expandido 2,5% este año pero a causa de la severidad de la crisis económica de Venezuela la alza regional va a ser de sólo 1,9%. “En 2018 el producto interno bruto venezolano decrecerá alrededor del 15% —sólo superada por una contracción del 16% en Dominica a raíz de los daños ocasionados por los huracanes— por lo que la economía del país de Sudafrica va a terminar reducida casi a la mitad de lo que ha ido en 2013″,tras haber culminado 2017 en 2.400%, vaticinó FMI , que calculó que la inflación de Venezuela va a alcanzar 13.000% este año, FMI , que calculó que la inflación de Venezuela va a alcanzar 13.000% este año, tras haber culminado 2017 en 2.400%, vaticinó: “En 2018 el producto interno bruto venezolano decrecerá alrededor del 15% —sólo superada por una contracción del 16% en Dominica a raíz de los daños ocasionados por los huracanes— por lo que la economía del país de Sudafrica va a terminar reducida casi a la mitad de lo que ha ido en 2013″..

Los gobiernos de Estados Unidos y México viven una crisis diplomática minada por tensiones comerciales con la cancelación del acuerdo que vale más de 500,000 millones de dólares , pues Donald Trump quiere revertir el déficit de su nación con el país que gobierna Enrique Peña Nieto.PUBLICIDAD

Leer Más

Timo Werner abandona jogo por barulho da torcida do Besiktas

Por: SentiLecto

A torcida é fundamental para empurrar o time dentro de campo, mas na terça-feira os torcedores do Besiktas fizeram tanto barulho que o atacante Timo Werner do Leipzig precisou deixar o jogo por uma indisposição relacionada ao ruído infernal do estádio, informou o técnico Ralph Hasenhüttl nesta quarta.

Leer Más

Timo Werner sonha em jogar “num grande clube” Timo Werner é destaque leiriense.num grande clube”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Timo Werner

Timo Werner, atacante de 21 anos do RB Leizig, que o jornalismo de Espanha alegou recentemente que o Real Madrid estava interessado em Werner, que teve ótima atuação com a Alemanha nos últimos meses, anotando seis gols em oito jogos pela seleção, que nesta quarta-feira enfrenta o Monaco pela Liga dos Campeões, sonha em jogar “num grande clube” em alguns anos, em declarações publicadas nesta quarta-feira pelo diário desportivo Sport Bild. O atacante, “mas é claro que gostaria de um dia jogar num grande clube”. alegou: “Até agora eu tive um bom percurso com o Leipzig, é por isso que não fico obcecado com o que farei em dois ou três anos”., e que tem contrato com o Leipzig até 2020.

Timo Werner é um futebolista de Alemaniade Alemania que atua como atacante.

Leer Más

Encomenda de caminhões aumenta e já gera recontratações

Por: SentiLecto

– Os sinais de recuperação da economia ainda são tímidos, mas as encomendas de caminhões por parte das grandes companhias têm auxiliado as montadoras a voltar a respirar após três anos de queda nas vendas. Enquanto a Mercedes-Benz anunciou a encomenda de 524 caminhões pela Raízen, a MAN Latin America vendeu 417 veículos para a Ambev. Essas duas empresas foram culpadas por quase 5 mil caminhões negociados pelas montadoras este ano. A ampliação das encomendas já permite a volta das horas extras e até recontratações. De acordo com Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas da Mercedes-Benz, um terço dos 8.227 caminhões que comercializou até agosto foi feito com grandes companhias. — Começamos a ver a inflexão da curva. As companhias que têm grandes frotas são as primeiras a perceber que o preço de manutenção do caminhão mais velho é maior que o financiamento de um novo — declarou. Roberto Cortes alegou que o movimento confirma que está em curso uma leve recomeçada da atividade no país, como mencionam os dados do Produto Interno Bruto do segundo trimestre: — A administração de grandes frotas calcula idade média dos caminhões de dois a três anos. Roberto Cortes é presidente da MAN Latin America. E prorrogaram bastante a renovação da frota. Isso gera um preço de manutenção que, não compensa, quando se coloca na ponta do lápis. Faz 1 mês, a MAN vendeu cerca de 2 mil veículos, metade de eles para a Protege, de janeiro a agosto. Na semana passada, 417 caminhões foram vendidos à Ambev. Faz 9 meses, com os negócios, a montadora negociou com o sindicato de os metalúrgicos de Resende o fim de o Programa Seguro Emprego e a execução de horas extras em sua fábrica. Os empregados vão trabalhar três sábados por mês. João Morais confirma que há uma volta gradual das resoluções de investimento João Morais é analista da Tendências Consultoria., mas Em 1 ano, que isso acontecerá com mais força. — O fundo do poço no segmento de caminhões ficou para trás — alegou, estimando mercado de 51,9 mil unidades este ano e outras 65,9 mil em 2018. Faz 1 mês, que reúne concessionárias, foram comercializados 30,8 mil caminhões, volume %10,71 menor que em o mesmo fase de 2016, exportações em alta De janeiro a agosto de acordo com os dados de a Fenabrave. — Pode parecer um recuo substancial, mas o ritmo de queda nos licenciamentos de caminhões vem reduzindo mês a mês — cogitou Morais. Antonio Megale a procura hoje se deve, sobretudo, na necessidade de diminuição de preço de manutenção de frota. Antonio Megale é presidente da Anfavea, que reúne fabricantes.Para ele, só no ano que vem ela vai vir da recuperação do PIB. Este ano, a Anfavea estima ampliação de 28,2% na produção de veículos pesados. As montadoras têm que fabricar 101,5 mil unidades, a maior parte delas vai ser de caminhões. Em vendas, a alta estimada é de 3,6%. Já as exportações devem aumentar 23,8%. A Volvo Latin America recontratou cem pessoas que haviam sido desligadas em 2016. As contratações aconteceram para atender às exportações. Hoje, a montadora exporta 50% de sua produção no Brasil para países da América Latina. O presidente Wilson Lirmann alegou que os novos funcionários trabalham por tempo determinado, que expira no fim do ano. A Volvo opera, hoje, com um turno de produção e não está calculado instituir outro. Nas cinco linhas em Curitiba , trabalham 2.500 pessoas.

Leer Más