Bolsa renova recorde e fecha pouco abaixo de 76 mil pontos; dólar sobe

Por: SentiLecto

O bom humor dos investidores levou a Bolsa de Brasil a bater novo recorde nesta segunda e a flertar com o platô de 76 mil pontos. No final da tarde, porém, o mercado perdeu força e fechou pouco abaixo da marca histórica.

Leer Más

Reunião do conselho foi convidada 2 dias antes, declara JBS

Por: SentiLecto

– A JBS alegou nesta segunda-feira que a reunião do conselho de gestão acontecida na noite do último sábado e que elegeu um novo presidente-executivo para a processadora de carne foi convidada dois dias antes. Na reunião, o conselho da companhia elegeu José Batista Sobrinho como novo presidente-executivo no lugar do filho Wesley Batista, que está preso. Trecho do comunicado declara: “Na quinta-feira foi convidada reunião do conselho de gestão para o dia 16″. “A presença da totalidade dos membros do conselho tornaria dispensável até mesmo a convocação prévia.” A manifestação da empresa acontece após o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social ter declarado que vai acionar a Comissão de Valores Mobiliários sobre a legalidade da reunião de sábado, que ele chamou de “malandragem”. Social é paulo Rabello de Castro. O BNDES, que detém 21,3 por cento da JBS por meio do braço de participações BNDESPar, tem defendido a destituição da família do comando da companhia. Na reunião de sábado, no entanto, Sobrinho foi eleito por unanimidade pelos membros do conselho, inclusive pelos dois representantes do BNDESPar. Rabello de Castro declarou que o banco de fomento vai mencionar ainda nesta segunda-feira dois novos representantes para o colegiado da JBS, sendo que um deles é Cledorvino Belini, ex-presidente da Fiat Chrysler para a América Latina.

Leer Más

O futuro da JBS

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Friboi jbs

Em questão de horas surgiu também a desconfiança de que os irmãos Joesley e Wesley Batista haviam aproveitado seu conhecimento prévio dos fatos divulgados para lucrar em transações financeiras, quando veio à tona a bombástica delação da JBS.Ao lado da injustificável imunidade penal então concedida aos dois empresários, a suspeita da utilização de informação privilegiada –que evoluiu para inquéritos da Polícia Federal e da Comissão de Valores Mobiliários – concorreu para fomentar a repulsa geral aos termos do acordo de delação firmado com o Ministério Público, que lembre-se que os mercados de ações e cotação viveram um sismo em 18 de maio, dia seguinte à primeira notícia da famigerada conversa entre o presidente Michel Temer e Joesley Batista.

As autoridades declaram que os irmãos eram conscientes de que os resultados do inquérito dariam origem a turbulências no mercado, o que veio realmente a ocorrer: a Bolsa interrompeu atividades durante meia hora, algo que não ocorria há quase uma década​.

Leer Más