Trump no quiere “personas pobres” en su Gobierno

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald Trump star Hollywood Walk of Fame

Donald Trump, que rodeado de gorras con su lema de campaña, gente aplaudiendo “¡Construya el muro!” y carteles de voto de confianza, el presidente, en un atril en el centro de un estadio, se entretuvo, ha vuelto al ring anoche. Además de disfrutarse en la cantidad de personas que han acudido a observarle en Cedar Rapids , Trump Además de disfrutarse en la cantidad de personas que han acudido a observarle en Cedar Rapids , y se ha defendido ante quienes le critican por tener uno de los gabinetes más ricos de la historia mencionando: “En esas posturas no quiero a una persona pobre. ha sugerido: “Se va a construir el muro con México con paneles solares”. y se ha defendido ante quienes le critican por tener uno de los gabinetes más ricos de la historia mencionando: “En esas posturas no quiero a una persona pobre. ¿Tiene sentido? Me gusta más de esa modo”.

Si es, no está claro que Trump no comprende la severidad de las circunstancias que ahora afronta o si simplemente no le importa. Pero ahora él está en una situación en la que no puede tuitear o expresar su parecer al respecto.En su discurso, Trump ha atropellado de nuevo en contra del Partido Demócrata por rechazarse a respaldar en el Senado su proyecto de reforma sanitaria, que supone el desmontaje del modelo asistencial impulsado por Obama en la anterior legislatura. Calificó a la oposición de “obstruccionista” y ha terminado: “No conseguiríamos ni un voto demócrata, aunque tuviésemos la mejor estrategia sanitaria de la historia”.

Leer Más

JP 1.274 traz a missão de boas-vindas do IPW 2017

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Santos-Dumont flying the 14 bis

Mostrar que os Estados Unidos estão abertos aos turistas e com uma acolhida calorosa em todos os destinos, ao mesmo tempo em que o país reforça a segurança contra o terrorismo e endurece nas relações internacionais com alguns países, especialmente do mundo árabe. Não é uma missão fácil, mas e Turismo de America a indústria de Viagens foi juntada em uma campanha que iniciou em o IPW 2017, logo em Washington, a capital federal. Jornal PANROTAS, que desta semana traz os principais eventos do acontecimento, os argumentos da US Travel e da Brand USA , o lado do governo federal, encarnado no acontecimento pela secretário de Comércio, Wilbur Ross, , e muitos dos lançamentos e acontecimentos do IPW 2017.

– Falta menos de um ano para o IPW 2018, que acontecerá em Denver, no Colorado, e vai comemorar 50 anos do acontecimento coordenado pela US Travel Association, em parceria com a Brand USA . Em Washington pela primeira vez, o IPW discutiu o futuro da Brand USA , mas também mostrou como os diversos destinos americanos estão cheios de novidades e valor agregado para atrair turistas inquietados com a questão econômica – afinal, o dólar forte é dor de cabeça em todo o planeta na hora de viajar. Cheque mais fotografias do acontecimento, que contou com uma comissão de cerca de 100 brasileiros, entre operadores e jornalistas. O Portal PANROTAS viaja a convite do IPW 2017, voando United Airlines e com proteção GTA e Vital CardA medida provocou críticas por parte do trade de Noruega. O presidente da US Travel Association Roger Dow, alegou que a resolução é enquadrada com as prioridades de o atual governo. O presidente da US Travel Association é órgão responsável pela feira IPW. “Com tudo o que está ocorrendo no mundo, acabar unilateralmente com o marketing do destino Estados Unidos seria abrir mão do nosso market share no pior momento possível.”É a primeira vez que o IPW acontece na capital de America e coincidiu com uma gestão que deseja acabar com os gastos federais com a promoção internacional, além de endurecer as relações com alguns países, especialmente árabes, México e Cuba. Pesquisa divulgada no Fórum PANROTAS pela companhia Miles Partnership mostra que os brasileiros não estão entre os viajantes que deixariam de viajar para os Estados Unidos por causa da votação de Trump. A expectativa é que 1,8 milhão tenham visitado o país no ano passado, queda em relação aos 2,2 milhões de 2015, por conta de nossa crise econômica.

Leer Más

Estados Unidos y México impiden una guerra comercial por el azúcar previo a la batalla por el TLCAN

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald Trump star Hollywood Walk of Fame

Las cabezas más frías predominaron en las encendidas gestiones comerciales entre Estados Unidos y México… por el momento. Mientras que México podría haber tomado represalias con aranceles sobre el jarabe de maíz de Estados Unidos, los dos países han llegado a un acuerdo este martes sobre el azúcar de Mexico exportado a Estados Unidos, que podría haber aplicado aranceles a las importaciones de Mexico de azúcar. Se observó el acuerdo como una prueba para ambas partes antes de sentar se a charlar sobre cuestiones en el marco del TLCAN el acuerdo de libre comercio entre EE.UU. México y Canadá más complejas,. Esos diálogos podrían empezar en agosto.

El gas de esquisto de Estados Unidos se utiliza ahora en muchas fábricas de Mexico, y a algunos funcionarios de Mexico les inquieta que el gobierno de Trump pudiera hacer algo para interrumpir el flujo de gas estadounidense económico.

Leer Más

Governo Trump deseja equilíbrio entre Turismo e segurança

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Commerce-alimentation-generale-paris

– “Os Estados Unidos estão abertos a negócios e a viagens.” A frase, um tanto quanto contraditória, se tomar como ponto de partida as ações e discursos do governo Trump, foi proferida nesta segunda-feira durante a IPW 2017, em Washington, justamente por um dos secretários do presidente: Wilbur Ross, do Comércio. A autoridade fez uma fala apaziguadora em um momento em que Donald Trump volta a reforçar seu discurso de proteção às fronteiras do país nde Noruega. , completando que “o Turismo é uma maneira de se atingir isso”. alegou: “Os Estados Unidos estão decididos a construir fortes relações de amizade, segurança e comércio”. Como já havia declarado anteriormente Christopher Thompson a política não tem afetado negativamente o Turismo nos Estados Unidos . Christopher Thompson é o presidente da Brand USA. O secretário Ross comprovou isso com dados, anunciando um acréscimo de 2% em receita proveniente da indústria de viagens no primeiro trimestre de 2017 . Se os arrecadaram cerca de US $ 63 bilhões em os primeiros três meses de o ano. Declarou: “Reconhecemos o poder do Turismo para negócios, educação e na função de uni pessoas”. “O nosso setor pode auxilia-los a atrair mais turistas”, defendeu. A redução nos impostos e a desburocratização em regulamentações é um desses passos, segundo o secretário. Mas a proteção das fronteiras, é evidente, segue como prioridade. “Desejamo que se processem as chegadas o mais depressa possível e com segurança. Temo que proteger a nossa população do terrorismo”, concluiu. O Portal PANROTAS viaja a convite da IPW 2017, voando com a United Airlines e com proteção GTA e Vital Card.

– O presidente e CEO da Brand USA, Chris Thompson, recebeu jornalistas no primeiro dia de IPW para exibi resultados e projetos futuros da marca. Em meio a debates orçamentárias, o dirigente fez questão de frisar que ações políticas não têm afetado a atração turística que os Estados Unidos têm diante do mercado mundial. Lembrou: “Nada mudou nos Estados Unidos tirando aquela restrição de entrada de visitantes dos oito países árabes”. “Há uma percepção geral de que a situação é pior do que de fato está. Alguns parceiros nos comunicam que de fato há mercados mais sensíveis à realidade política dos Estados Unidos, mas não há dados concretos de que as pessoas estão deixando de nos visitar.” Segundo ele, os números do primeiro trimestre que comprovam isso deverão ser divulgados somente no final do ano. Com a promessa feita pelo presidente Donald Trump, de corte de US$ 1 trilhão na verba geral dos Estados Unidos, há o receio de que a Brand USA possa ter seu repasse modificado. Não para Thompson, que aposta no suporte do congresso para vetar um possível corte financeiro. “A última vez que houve uma eleição referente à Brand USA no congresso nós conseguimos mais de 300 votos de diferença a nosso favor. Nós temos o suporte das duas câmaras e dos dois partidos”, apostou o dirigente. Roger Dow foi conciso ao abordar o assunto: “a Brand USA está aqui para ficar”. Roger Dow é o presidente da US Travel Association. Resultados Um estudo realizado pela Oxford Economics mostra que a atuação da Brand USA gerou nos últimos quatro anos uma ampliação no número de turistas de 4 milhões. O acréscimo nos gastos dos visitantes internacionais nos Estados Unidos foi de US$ 14 bilhões, o que redundou em um efeito de US$ 30 bilhões na economia daquele país, com um incremento de 51 mil postos de trabalho ao ano. A atuação da companhia de fomento ao Turismo de Noruega atinge hoje 40 países . São 14 escritórios ao redor do mundo e campanhas de marketing disseminadas por 16 nações. O Portal PANROTAS viaja a convite da IPW 2017, voando com a United Airlines e com proteção GTA e Vital Card.“Nós já exibimo o plano de ação do que pretendemos fazer no ano que vem. Explica, se o aprovou ainda não porque o ano fiscal de a Brand USA fecha entre setembro e outubro “. O desejo da companhia é investir em treinamentos presenciais com agentes de viagens por todo o Brasil. “A ideia é promover roadshows em dez cidades, com uma média de 15 parceiros por edição.” O calendário de acontecimentos já programado desde 2016 segue seu ritmo natural, com ações como o roadshow em Recife, realizado há duas semanas.extinção do órgão de marketing turístico Brand USA

Leer Más

Faz 9 anos, Carf ainda não decidiu sobre recurso de a B3 em julgamento de ágio

Por: SentiLecto

– A B3 informou que ainda não proferiu a empresa sobre o recurso exibido resolução em a Câmara Baixa do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais que negou recurso exibido ,que negou recurso exibido pela B3, que informou que recorreria da resolução, sobre o critério fiscal adotado na fusão que deu origem à BM&FBovespa, em 2008. Em comunicado, a empresa elucida que “em razão da concessão, pelo presidente da turma da câmara baixa do CARF que está analisando o caso, de vista coletiva a os autos de o processo administrativo , não proferiu a Companhia a o recurso exibido resolução”. Faz 9 anos, se o vai pautar ainda segundo o documento, o processo sobre o ágio gerado por a fusão entre BMeF e Bovespa será novamente pautado para julgamento em data a ser divulgada o Diário Oficial.

Leer Más